voltar para Página InicialTeses

Teses

Nesta seção estão listados os resumos de dissertações, teses e monografias de pesquisadores do NEIP. Em alguns casos, estas dissertações e teses estão postadas nesta seção e, em outros, estão disponíveis na seção de textos; ainda, em outros, não estão disponíveis na íntegra. Os resumos mostram um panorama da produção acadêmica dos membros do NEIP e servem como referência para que os interessados saibam onde ter acesso aos trabalhos (o contato dos pesquisadores pode ser obtido na sessão de pesquisadores).

“Homossexualidade, “modernidade”, consumo e hierarquia: a relação entre identidade e consumo na contemporaneidade”. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, UFBA, 2005.

Adriana Prates

Orientado pelo Dr. Edson Farias, investiga a relação entre identidade e consumo, na contemporaneidade, através da análise da desconstrução do estereótipo que historicamente acompanha a homossexualidade, por meio da evocação da qualidade de bons consumidores que vêm sendo atribuída à categoria. Foi efetuado trabalho de campo no circuito homossexual de Salvador, com a finalidade de relativizar a concepção homogênea, de senso comum, da identidade homossexual, evidenciando a multiplicidade de comportamentos, práticas sexuais e identificações relacionadas ao homoerotismo. Neste âmbito empírico, foi também procurado demonstrar que o consumo é um critério de segmentação e hierarquização, e que está relacionado a modos de apropriação que vão além do que a simples posse financeira pode assegurar, remetendo a questão à dimensão cultural do consumo e a sua relação com os estilos de vida.

“Salve a Luz e Salve a força”: Dimensões psicossociais na doutrina do Santo Daime. Tese de doutorado em Psicologia Social- Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. 2010.

Maria Clara Rebel Araújo

ARAÚJO, Maria Clara Rebel. “Salve a Luz e Salve a Força”: Dimensões psicossociais na doutrina do Santo Daime. Brasil. 2010. 253f. Tese (Doutorado em Psicologia Social)- Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2010. A presente tese tem como objetivo analisar as “mirações” do Santo Daime dentro de um enfoque psicossocial. Tendo como base teórica a teoria das representações sociais e a psicologia social, será feita uma análise do estado alterado de consciência conhecido como miração, resultante do uso ritual do chá do Santo Daime. Utilizamos uma metodologia de pesquisa qualitativa, que envolveu extensa pesquisa bibliográfica, bem como entrevistas semi-estruturadas com membros do grupo daimista conhecido como Cefluris, ou “linha do Padrinho Sebastião”. A partir deste material, foi feita uma análise onde se procurou compreender a miração articulada às práticas sociais e ao discurso dos membros da doutrina. O Daime é uma religião relativamente pequena, com poucos  seguidores, mas desperta interesse de diversas áreas de pesquisa por ter como ponto central a experiência do chá com propriedades psicoativas e a uma série de práticas e discursos ecumênicos, populares e ecológicos. Outro ponto debatido é sua relação com outras religiões e saberes que ao longo da História articulam o ser humano com as chamadas Plantas Mestras, ou enteógenas. A psicologia social e o estudo das religiões sem dúvida podem contribuir muito para aprofundar a compreensão nesta área de grande importância para o mundo contemporâneo. Palavras Chave: Psicologia Social, Santo Daime, Representações Sociais The present theses has the objective of analyzing Santo Daime’s “mirações” on a psycho-social focus. Based on social representation theory and social psychology, an analysis of the altered state of consciousness know as “miração”, which is a result of the ritualistic use of the Santo Daime tea, will be made . A qualitative research methodology was used, which involved extensive bibliographical research, as well as semi-structured interviews with members of the daimist group known as Cefluris, or “linha do Padrinho Sebastião”. Based on this material, an analysis was made such as to better understand the “miração” articulated with the social practices and the doctrine’s members speech. The Daime is a relatively small religion, with few followers, but one which draws attention of several research areas for the reason of having as a central point the experience of the tea with psychoactive properties, and also to a series of ecumenist, popular and ecological practices and speeches. Also in focus is the relation with other religions and knowledge, which, during the course of History, articulate the human being with the so called Master Plants, or entheogen plants. The social psychology and the study of religions can, without a doubt, contribute a lot to widen the comprehension in this area of great importance to the contemporaneous world. Keywords:  Social Psychology, Santo Daime, Social

A Antropologia da Ayahuasca, Mestrado em Antropologia Social da Universidade Federal de Sergipe, 2011. .

Felipe Silva Araujo

O Brasil é um país representativo no cenário científico internacional de estudos sobre um chá psicoativo amazônico conhecido como ayahuasca. Embora o uso do chá não seja uma exclusividade brasileira, porque sua gênese extrapola as fronteiras nacionais na direção que segue a própria floresta amazônica, e porque mesmo cladestinamente a prática brasileira já ganha novos contornos em dezenas de países, é no Brasil que surge uma ênfase multidisciplinar sobre a questão na segunda metade do séc. XX. Isso se deve, primeiramente, à inédita institucionalização do uso na forma de grupos definidos como religiões brasileiras. Diferente do que ocorre nos usos tradicionais de contextos indígenas, a reinvenção dos usos urbanos motiva discussões que são postas como de interesse social contemporâneo. Nesse estudo procuramos observar de que forma a Antropologia, como uma dentre as ciências que acompanham a expansão mundial dos novos usos do chá, se posiciona diante da problemática. Como foi construída a autoridade antropológica no Brasil que fundou um campo internacional comum de interesses? Procuramos apontar de que forma a autoria e os textos antropológicos se transformam em ferramentas que auxiliam na legitimação contemporânea dos novos usos da ayahuasca.         

A Arte Visionária e a Ayahuasca: Representações Visuais de Espirais e Vórtices Inspiradas nos Estados Não Ordinários de Consciência (ENOC). Florianópolis, 2009.

José Eliézer Mikosz

Os Estados Não Ordinários de Consciência, ENOC, induzidos especialmente por alguns tipos específicos de agentes psicoativos, como a ayahuasca, propiciam visões, tratadas aqui também como mirações. Nos estágios iniciais da experiência, essas mirações geralmente são formadas por padrões luminosos geométricos simétricos, ziguezagues, treliças, teias e espirais, entre outros. Em estágios mais avançados, essas imagens podem se transformar em objetos e cenários diversos, onde a influência cultural exercerá importante papel. Padrões visuais análogos encontram-se em obras artísticas, desde as pinturas rupestres pré-históricas, o que possibilita inferir que sua produção esteja, de algum modo, associada aos ENOC. Com efeito, esses mesmos padrões visuais são encontrados em obras indígenas e de artistas da atualidade que usam essa categoria de psicoativo. As mirações dos ENOC são muitas vezes consideradas experiências de natureza espiritual ou mística, já que são sentidas como vivências genuínas de um “outro mundo”, que só podem ser traduzidas para “este mundo” – o mundo objetivo, material, do dia-a-dia – de forma descritiva e simbólica. Dentre as diversas imagens que podem aparecer nas mirações, o trabalho investigou as espirais e os vórtices e estudou alguns dos significados que costumam ser atribuídos a esses elementos, assim como algumas transformações e adaptações que eles podem passar, dependendo da cultura local. Foram coligidos ainda alguns exemplos da presença das espirais e vórtices na natureza, na ciência e na história da arte, com o intuito de evidenciar a forte influência que essas imagens podem ter sobre a imaginação, o conhecimento e a produção artística.

Disponível em http://www.neip.info/downloads/versao_final_27_abr.pdf

A construção social do traficante de drogas em Goiás: da acusação social aos dispositivos de criminalização do sistema de justiça criminal a partir da década de 1970 até o ano de 2012. Tese de Doutorado em Sociologia, Universidade Federal de Goiás (previsão de conclusão: 2019).

Guilherme Borges da Silva

A presente tese tem por objetivo compreender as dinâmicas do processo de construção social e criminal que tipifica penalmente alguns sujeitos envolvidos com drogas como traficantes. Assim, por meio dos prontuários de encarcerados no Estado de Goiás (1970 – 2012), busca-se entender quais são os mecanismos, legais e ilegais, utilizados pelo Sistema de Justiça Criminal para selecionar, acusar e prender esses sujeitos tidos como perigosos. Para isso, pretende-se fazer uma discussão teórico-metodológica a partir das contribuições de Norbert Elias, Howard Becker, Goffman, Wacquant e Michel Misse.

Palavras-chave: tráfico de drogas, traficante, justiça criminal, sujeição criminal.

The social construction of the drug dealer in Goiás: social indictment of criminalization provisions of the criminal justice system from the 1970s to 2012. Doctoral Thesis in Sociology, Federal University of Goiás (estimated completion: 2019.)

This thesis aims to understand the dynamics of social and criminal building process that criminal typifies some individuals involved with drugs and dealers. Thus, through the prisoners of records in the State of Goiás (1970 – 2012) , seek to understand what are the mechanisms , legal and illegal , used by the criminal justice system to select , accuse and arrest these individuals regarded as dangerous. For this , we intend to make a theoretical and methodological discussion from the contributions of Norbert Elias , Howard Becker , Goffman , Wacquant and Michel Misse.

Keywords: drug trafficking, drug dealer, criminal justice, criminal subjection.

A gestão penal dos territórios urbanos de consumo de crack: uma análise sobre o programa “crack é possível vencer”.. Dissertação de Mestrado em Sociologia, Universidade de Brasília (previsão de conclusão: março 2015).

Isabela Bentes Abreu Teixeira

Tendo como referência a produção social da epidemia do crack, seu desenho no imaginário social, sua caracterização e difusão, busca-se compreender de que forma os espaços territoriais urbanos caracterizados pelo consumo de crack são geridos a partir de uma perspectiva penal do meio. A discussão acerca dos processos de higienismo e sanitarismo, que não sendo recente, permeará essa etapa de formulação sobre esse fenômeno epidemiológico. Buscando como referência o programa do governo federal “Crack, é possível vencer”, busca-se compreender sua formulação, e sob quais determinantes sociais a implementação desse programa vem priorizando sua atuação e, partir disto, construir de que forma a questão do crack vem sendo gerida.  Com perspectiva na gestão pública do combate e enfrentamento ao crack, a intenção é realizar uma observação participante in loco para compreender de que maneira esse programa afeta tais espaços, tornando-se elemento central na discussão. A proposta é analisar esse conjunto de fatores na cidade de Natal-RN, referenciado na pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) que diz respeito ao perfil dos usuários/as de crack nas capitais brasileiras, regiões metropolitanas, e no Distrito Federal.  A proposta desta pesquisa é aprofundar os estudos e pesquisas que aprofundem a questão do crack sob suas mais variadas perspectivas e níveis de apreensão dessa realidade que é, constantemente, estigmatizada, criminalizada e excluída dos direitos sociais. The penal management of urban territories of crack use: an analysis of the program ‘Crack, é possível vencer.” Master Thesis in Sociology, University of Brasilia.  (estimated conclusion: March 2015) Taking as a reference the social production of the crack epidemia, its construction in social imaginary, its characterization and diffusion, this work tries to understand in which way the urban spaces characterized by the use of crack are administrated in a criminal perspective. The old debate about the hygiene and sanitation will base this formulation step about this epidemiological phenomenon. Using as a reference the federal government program “Crack, it is possible to win”, we try to understand its formulation, and under which social determinants the implementation of this program prioritizes its actuation and, from that, understand how the crack question is being administrated. In the public administration view of combat and confrontation with crack, the intention is to realize a participant observation in loco to understand the ways this program affects such spaces, making it the center of the debate. The plan is to analyze this factors in the city of Natal-RN, using the program of Fundação Osvaldo Cruz (FioCruz) that estimates the crack user’s profile in the Brazilian capitals, metropolitan regions, and in the federal district. The proposition of this research is to deepen the studies and researches about the crack question, under their various perspectives and levels of apprehension of this reality – which is, usually, stigmatized, criminalized and excluded from social rights.

A institucionalização do proibicionismo no Brasil: a razão de estado e a Comissão Nacional de Entorpecentes. Dissertação de Mestrado em História Política, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2013).

Jonatas C. de Carvalho

A Comissão Nacional de Fiscalização de Entorpecentes (CNFE) criada pelo decreto nº 780 de 1936, tinha por objetivo internalizar a política mundial de drogas. As convenções internacionais, sobretudo a Conferência de Genebra em 1936, determinava que as Nações deveriam criar instituições visando a implementação dos acordos e tratados internacionais no plano doméstico. O Brasil, embora tivesse criado sua primeira lei em 1921, objetivando regulamentar o comércio e o consumo de determinadas substâncias, com a criação da CNFE foi possível pela primeira vez ao Estado brasileiro impor um projeto ordenado visando todo território nacional. O presente projeto tem por finalidade destacar o papel da CNFE como um instrumento do Estado responsável pela condução das estratégias e técnicas que acabaram por criminalizar e restringir os usos e consumos de certas drogas no Brasil. Como ferramenta de análise teórica para efetivação das questões, interrogações e hispóteses, esta pesquisa, terá nas noções de Biopolítica e Governamentalidade, ambas suficientemente discutidas por Foucault, seu escopo central. The institucionalization of prohibition in Brazil: the reason of state and national commission for supervision of narcotics. Master Dissertation in Political History, State University of the Rio de Janeiro (2013) The National Commission for Narcotc Control (CNFE) established by Decree n. 780 of 1936, was intended to internalize the political word of drugs. The international Conventions, particularly the Geneva Conference in 1936, determined that the United Nations should create institutions aiming at the regulate the trade and consumption of certain substances, with the creation of CNFE was possible for the first time to the Brazilian State responsible for the conduct of strategies and techiques were eventually criminalize and restrict the use and consumption of certain drugs in Brazil. As a tool of theoretical analysis for the execution of the issues, questions and hypothesis, this research will have on the notions of Biopolitcs and Govermmentality, both sufficiently discussed by Foucault, the central scope.

A moderação em excesso: estudo sobre a história das bebidas na sociedade colonial. Dissertação de Mestrado em História Social, FFLCH-USP, 2010. .

Lucas Endrigo Brunozi Avelar

A dissertação investiga alguns aspectos da história das bebidas no século XVIII. A partir de uma caracterização inicial do processo de domesticação da embriaguez na Europa moderna, fornecemos a descrição de elementos do moralismo lusitano respeitantes à questão dos usos de vinho e aguardentes. Disso extraímos a hipótese de que a moderação teria sido o valor que orientou o comportamento alcoólico na sociedade portuguesa. Já na sociedade colonial, examinada nos dois capítulos finais, defendemos que o referido valor cumpriu a função ideológica de mascarar a experiência etílica dos habitantes daquelas paragens, experiência esta marcada por diferentes formas de beber e de embriaguez. Numa sociedade organizada para a expropriação de recursos valendo-se de mão-de-obra escrava, o beber moderado entrou em choque com as diversas circunstâncias apresentadas aos colonizadores nos trópicos. Moderation in Excess: A Study on the History of Drinks in Colonial Society. Master’s Thesis in Social History, FFLCH-USP, 2010. This thesis investigates some aspects of the history of drinks in the eighteenth century. From an initial characterization of the process of domestication of drunkeness in modern Europe, this text examines the key elements of Lusitanian moralism relating to the question of the uses of wine and spirits. From this, the hypothesis is proposed that the value of moderation guided behavior in regard to alcohol in Portuguese society. In the two final chapters, where colonial society is examined, we argue that this value fulfilled the ideological function of masking the different forms of drinking and drunkenness present in the ethylic experience of those inhabitants. In a society organized around the expropriation of resources and taking advantage of slave labor, moderate drinking clashed with the different circumstances presented to the colonists in the tropics.

A política da participação: uma etnografia sobre a primeira gestão do PT em Diadema. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Unicamp, 1990.

Julio Simões

A primeira gestão do Partido dos Trabalhadores de Diadema é tomada como um caso para analisar as práticas efetuadas em nome do ideário ético-político derivado da proposta de “participação popular” na gestão pública. A interação competitiva decorrente da implementação de políticas sociais na administração municipal é elaborada e interpretada com base nos conceitos antropológicos de “processos políticos”, “dramas sociais interconectados”, “campo” e “arena”, com o objetivo de captar não apenas os pontos de vista divergentes dos vários atores envolvidos no processo, como também as mudanças, reelaborações e redefinições que ocorrem no fluxo de situações. Procura-se mostrar que a “participação”, com seus sentidos ambíguos, fez explodir inúmeros conflitos e situações imprevistas, dificilmente manejáveis, levando a uma contínua recomposição de estratégias e identidades políticas. São também discutidas previamente algumas proposições da literatura referente a poder local, movimentos sociais e formação do PT, inserindo o caso nos marcos mais amplos da chamada “transição” democrática e das perspectivas atuais de uma política transformadora.

A propósito de águas virtuosas – formação e ocorrências de uma estação balneária no Brasil. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, USP, 2003.

Stelio Marras

A dissertação investiga aspectos da formação de uma estação balneária no Brasil em conformidade ao caso de Poços de Caldas, tomado como paradigmático para analisar ocorrências que relacionam política e ciência, familismo e modernidade, magia religiosa e naturalismo médico, curismo e vilegiatura – desde as primeiras notícias, datadas do final do século XVIII, até o declínio da voga das estações já nos anos de 1940, quando a proibição dos jogos de cassino coincide com os avanços da farmacologia. Também considera a ritualística particular das elites brasileiras nos tempos da chamada Belle Époque. This dissertation investigates some features of the formation of a bath station in Brazil, with stress upon Poços de Caldas, taken as a paradigmatic case in order to analyse happenings which relate politics and science, family organization and modernity, religious magic and medical naturalism, healing and touring – from the first news, in XVIIIth century, untill the decline of the stations vogue, in 1940, when the prohibition against casinos has coincided with the progress of modern pharmacology. This work considers as well the brazilian élites’ particular ritualistic in Belle Époque time.

A reinvenção do uso da ayahuasca nos centros urbanos. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Unicamp, 2000.

Beatriz Caiuby Labate

As religiões ayahuasqueiras brasileiras, sobretudo a União do Vegetal (UDV) e o Santo Daime, vêm se espalhando pelos grandes centros urbanos brasileiros e para o exterior a partir da décadas de 80 e 90. Um desdobramento deste processo é o surgimento de novas modalidades urbanas de consumo da ayahuasca : pequenos grupos experimentais que utilizam a bebida em atendimento psicoterapêutico em vivências no universo new age , em contextos relacionado às artes, como no teatro e na música, ou mesmo em atividades com os moradores de rua da cidade de São Paulo. Estes pequenos grupos em formação foram denominados neo-ayahuasqueiros. Tais sujeitos vivem uma tensão entre, por um lado, rejeitar os modelos religiosos “tradicionais” das matrizes ayahuasqueiras (Alto Santo, CEFLURIS, Barquinha e UDV) e, por outro, não cair na prática representada como uso profano de drogas. São então fabricados novos tipos de rituais e elaborados discursiva e simbolicamente referenciais filosóficos, existenciais, terapêuticos e mesmo religiosos, que introduzem rupturas significativas no universo de consumo da ayahuasca no Brasil. Neo-ayahuasqueiros estão inseridos numa rede urbana de consumo da ayahuasca , onde há uma circulação constante de informações, conhecimentos, pessoas, substâncias e capital. Esta rede faz parte do campo ayahuasqueiro brasileiro que interliga os diversos grupos tidos como tradicionais e atravessa em alguns casos nossas fronteiras, atingindo curanderos sul-americanos ou mesmo “xamãs” (pós-)modernos oriundos de países do primeiro mundo. Estas novas modalidades urbanas de consumo da bebida de origem amazônica estão ligadas a processos mais amplos que vêm ocorrendo na modernidade. A pesquisa contribui para a compreensão do campo ayahuasqueiro brasileiro em seu contínuo processo de fissões e reinvenções, assim como a natureza e dinâmica de novas religiosidades urbanas.

A relação entre estigma e adicção: etnografia de um grupo de Narcóticos Anônimos. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Sociais, Universidade Estadual de Londrina, 2005.

Jardel Fischer Loek

O trabalho teve como objetivo realizar uma etnografia de um grupo de Narcóticos Anônimos a fim de analisar os processos de estigmatização e de rotulação que sofrem os usuários de drogas ilícitas na sociedade contemporânea. A coleta de dados foi realizada a partir da observação participante nas reuniões de um grupo específico da cidade de Londrina (PR) e da elaboração de um caderno de campo. Os resultados indicam que os Narcóticos Anônimos, ao se utilizarem de um conceito próprio para designar a dependência química – adicção – e classificá-la como uma doença incurável, acabam por produzir uma situação ambígua: conseguem, dentro dos limites do grupo, igualar todos os membros a partir deste conceito, o que minimiza a responsabilidade da dependência ou pelo menos minimiza as acusações e a moralização da dependência; mas, por outro lado, acaba por marcá-los como doentes incuráveis em relação às drogas, o que contribui para a manutenção do estigma. Analisou-se também como as reuniões funcionam como um processo ritual para inserção de novos membros e para a manutenção da recuperação dos mais antigos. Dada a convencionalidade e redundância das ações e das palavras apresentadas, as reuniões do NA atuam como modelos de ação a serem lembrados e reforçados.

A repressão oficial ao jogo do bicho: uma história dos jogos de azar em Porto Alegre (1885-1917). Dissertação de Mestrado em História, UFRGS, 2011. .

Carlos Torcato

A presente dissertação aborda a relação que se estabeleceu entre as práticas dos jogos de azar e o papel dessas práticas nos debates públicos sobre a modernização. Foram dois tipos de fontes primárias analisadas: os discursos legislativos proferidos no campo político e as fontes da polícia e da justiça criminal, estas últimas retratando a repressão às práticas lúdicas. Percebeu-se que, entre os jogos de azar perseguidos, o jogo do bicho assumiu um lugar de destaque no conjunto da documentação. O problema social dos jogos de azar, entretanto, remonta ao século XIX. Desde essa época esses jogos se apresentam tanto como incitadores de códigos de virilidade (compartilhados inclusive com a polícia), quanto como um delicado problema público, pois era imoral o Estado lucrar com o vício através das loterias. O jogo do bicho canaliza a atenção das autoridades a partir do final do século XIX, graças a sua popularidade e a sua abrangência nacional. Entre 1904-6, ocorreu uma campanha repressiva ao jogo do bicho, em Porto Alegre, que colocou em evidência as formas de controle social existentes naquela época. As mudanças na polícia e na justiça criminal promovidas pelo governo do Rio Grande do Sul, em fins do século XIX, ampliaram o poder de penalização do Estado através do fortalecimento das autoridades policiais. Percebeu-se, também, que as autoridades policiais que comandavam as ações repressivas, posteriormente, se aliaram aos banqueiros perseguidos durante a campanha de 1904-6, o que denota a corrupção policial. The official repression of the animals game: a history of gambling in Porto Alegre (1885-1917). Master Dissertation in History, UFRGS, 2011. This dissertation addresses the relationship established between the practices of gambling and the role of these practices in public debates on modernization. Two types of primary sources were analyzed: the legal speeches made in the political field and the sources of police and criminal justice, the latter depicting the repression of recreational practices. It was noticed that, among the persecuted gambling games, the numbers game (Brazilian jogo do bicho) was placed in an outstanding position according to the analyzed documentation. The social problem of gambling, however, dates back to the Nineteenth Century. Since that time these games are seen both as instigators of codes of masculinity (inclusively shared with the police), and as a delicate public issue, since it was immoral for the State to make profit through the lotteries. The numbers game became one of the main authorities’ concerns from the end of the Nineteenth Century on due to its popularity and its national scope. Between 1904-1906, there was a repressive campaign against the numbers game in Porto Alegre (southern Brazil), which highlighted the forms of social control existing at the time. The changes in police and in the criminal justice promoted by the government of the State of Rio Grande do Sul in the late Nineteenth Century increased the State’s power to penalize by strengthening police authorities. It was also noticed that the police authorities who commanded the crackdown later allied themselves with the bankers who were pursued during the campaign of 1904-1906, which denotes police corruption.

A Seringueira e o Contato: Memória, Conflitos, Situação Atual e Identidade dos Manchineri no Sul do Acre. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, UFSC, 2000.

Marcelo S. Mercante

Esta se trata de uma dissertação onde é feito um levantamento preliminar das condições atuais dos Manchineri, povo de língua Arawak (sub-andinos) que habita o sul do Estado do Acre, Brasil. O trabalho de campo envolveu dois grupos em localidades distintas: a Terra Indígena Mamoadate e o Seringal Guanabara, este dentro da Reserva Extrativista Chico Mendes. Os Manchineri são então situados no espaço hoje: onde estão, quantos são, como estão, para depois encaixá-los no tempo, traçando um perfil histórico e etnohistórico deste povo. A seguir faço uma relação dos mitos e o que chamo de histórias mitificadas, uma tentativa de sobrepor memória, universo simbólico e história, compondo um campo para que seja entendido com maior precisão a amplitude que os acontecimentos atingiram no imaginário Manchineri. Forma-se um quadro para que sejam traçadas algumas perspectivas de como estão os Manchineri hoje e qual o relacionamento deles com seus demais vizinhos e com eles mesmos.

A study concerning the therapeutic use of Ayahuasca for homeless people of the city of São Paulo. Post-Doctoral research project, UFSC (anticipated conclusion: February, 2008).

Marcelo S. Mercante

The psychoactive beverage known as Ayahuasca have been used for at least 4000 years by the native people of the Amazon. The main active chemicals present in that drink are the beta-carbolines, from the vine Banisteriopsis caapi, and imethyltryptamine (DMT), from the leaves of Psychotria viridis. Both substances act on the serotonin level in the brain. Since the 1930’s Ayahuasca started to be used as a sacrament by three Brazilians religious systems, the Santo Daime, the Barquinha, and the União do Vegetal. Ayahuasca have been also used in many different ways, including therapeutically. The ritual use of Ayahuasca would cause a psychointegration of the nervous system. One of the main characteristics of the effects of Ayahuasca within a ritual context (considering that even when the use is therapeutic the ritual is kept) is the presence of spontaneous mental imagery, called mirações. Since 1999 a group called Ablusa have been using Ayahuasca during ritual specially designed for homeless people of São Paulo, in order to help them to improve the general quality of their lives. The main objective of this research is, then, to study the relationship between the mirações experienced by the participants of the ritual promoted by Ablusa (who identify themselves as having problems with the use of alcohol and/or other substances) and the modification of habits of the use of alcohol and other substances. This relationship is extremely complex, as, for example, I could shown in my PhD dissertation, due the many elements present on the function and origin of mirações. This is an area that, due the broadness of the theme, needs to be explored more deeply.

Afrodisíacos e alucinógenos nos herbários modernos: a história moral da botânica e da farmácia (séculos XVI ao XVIII). Tese de Doutorado em História Social, USP, 1997.

Henrique Carneiro

Investigando um conjunto de fontes médicas e botânicas, especialmente os herbários modernos, a tese analisa a construção de um regime de usos e moralidades relativas ao uso de fármacos (farmacológicamente ativos ou puros placebos) como instrumentos de alteração da consciência e da sexualidade. A abertura do mundo e dos saberes encetada na era das navegações e o intercâmbio e mestiçagem cultural ocorridos desde unificação planetária sucedeu-se várias formas de dominação e extirpamentos de diferenças. O mundo dos afrodisíacos e alucinógenos indígenas e orientais também foi parte dos conflitos entre produtos, os saberes sobre eles, seus usos e suas representações culturais.

An exploration of psychotherapeutic aspects of Santo Daime ceremonies in the UK. MSc in Humanistic Integrative Psychotherapy, Middlesex University, 2002.

Manuel Villaescusa

This research explores the experience of participants in rituals organized by the Santo Daime, a Brazilian religious organization. These rituals involve the use of Ayahuasca, an Amazonian psychoactive brew traditionally used as a healing medicine in South America. The study used semi-structured interviews to explore the thoughts and attitudes of six participants of Santo Daime rituals in the UK. The findings highlight a number of themes addressed in the discussion as follows:

  • increased awareness
  • beneficial and negative effects
  • modification of values and behaviour
  • Ayahuasca as a teacher and as a discipline.

Recommendations and considerations about the psychotherapeutic potential of Ayahuasca rituals will be offered to support the integration of this traditional healing medicine in Western psychotherapy practice.

Andando e parando pelos trechos: uma etnografia das trajetórias de rua em São Carlos. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, Universidade Federal de São Carlos, 2011.. .

Mariana Martinez

Esta pesquisa relata as trajetórias de rua em São Carlos. Evitando tratá-los, como faz as políticas públicas e tem feito boa parte dos estudos acadêmicos, por nominações que eles mesmo não reconheceriam, tais como populações ou moradores de rua, elegi o recurso metodológico e analítico de tratar as trajetórias de rua. Isso me permitiu atentar para as segmentações, composições e transformações das trajetórias, que configuram as táticas de preservação da vida desenvolvidas pelas pessoas que estão nessas trajetórias e as possibilidades de percursos percorridos pela população de rua. Dentre as diferenças que se apresentam nas trajetórias, descrevo as transformações corporais que marcam estas mudanças, assim como formam o corpo de rua, marcado pelos percursos em que estes sujeitos vão fazendo. Falar sobre as formas de vidas nas ruas faz necessário que se coloque em perspectiva um conjunto de agentes, discursos e aparatos urbanos que legitimam estas vidas nas ruas aos olhos do Estado e nas políticas públicas. Descrevo o fenômeno sob dois aspectos que me permitiram traçar alguns parâmetros de comparação entre a vida na rua e esta mesma vida nas instituições de assistência à população de rua. A etnografia realizada na rua detalha as formas de apropriação e uso dos espaços públicos e as movimentações e fluxos que emergem neste contexto. Por outro lado, relato a gestão política (e institucional) desta população na cidade. A etnografia nos espaços institucionais foi realizada no CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), cujo atendimento é diretamente voltado às pessoas em situação de rua. Contrasto duas perspectivas diferentes sobre o mesmo fenômeno, já que uma tensão é evidentemente exposta e nela vemos surgir não só as trajetórias de rua como os mecanismos de sua institucionalização, as trajetórias desenvolvidas nas ruas e dentro das instituições, e as intervenções institucionais a que a população de rua é submetida. Palavras-chave: População de rua. Trajetórias de rua. Assistência social. Corporalidade. Antropologia Urbana. Antropologia da saúde. Políticas públicas Walking and stopping to trechos: an ethnography of São Carlos’ street paths. MA in Social Sciences. Federal University of São Carlos, 2011. Mariana Martinez The research at hand accounts for São Carlos’ street paths. In an attempt to avoid defining them, as it is often the case with public policies and even a large part of academical studies, through denominations that they would not be able to relate to, such as homeless people, I have elected the analytical and methodological resource to deal with the street paths through which these dwellers roam. This choice has allowed me to account for the paths’ segmentations, compositions and transformations that configure the tactics of preservation of life developed by the people who walk these paths, as well as possible courses wandered by the homeless. Among the differences presented in these paths, I describe the bodily changes that come up with these variations, partially constituting a homeless body that is inscribed with the courses in which these subjects roam. In order to talk about the ways of life in the streets, it is necessary to put into perspective a group of urban agents, discourses and apparatuses that legitimate these lives in the street to the eyes of the State and to public policies. I describe this phenomenon through two aspects that allow me to trace some parameters in order to compare life in the streets to that same life as assisted by the social services concerned with the homeless. The ethnography performed in the streets details the ways of appropriation and usage of public spaces, as well as the motions and fluxes that emerge in this context. On the other hand, I account for political (and institutional) management of this population in the city. The ethnography for these institutional spaces was performed in CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social [Referral Center Specialized in Social Service], which is directly concerned with the homeless. I constrast two different perspectives on the same phenomenon, since the tension which is evidently exposed allows us to see not only the street paths but its mechanisms of institutionalization, both the paths developed in the street and in the institutions, and even the institutional interventions to which the homeless are submitted to. Keywords: Homeless. Street paths. Social Service. Body. Urban Anthropology. Anthropology of Health. Public policies

As relações entre Executivo e Legislativo no contexto da crise da democracia chilena em 1973.Dissertação de Mestrado em Sociologia, Universidade Estadual Paulista (UNESP), 2005. .

Janaína Alexandra

A “experiência chilena”, como ficou conhecida a tentativa de se efetuar a transição ao socialismo por meio das instituições do Estado democrático representativo no Chile entre 1970 e 1973, é um processo político que pode ser reconhecido pela polarização ideológica e pela ascendente deslegitimação das instituições políticas. O objetivo deste trabalho foi analisar a institucionalização da dinâmica da luta política característica do sistema de partidos chileno, através das relações entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo durante esse processo. A hipótese central desenvolvida neste estudo, foi a de que dita institucionalização conduziu as relações entre estes poderes a um profundo conflito que teria estancado a funcionalidade do regime político e contribuído decisivamente, não só para a queda do governo, mas também para a queda do sistema democrático. The relations between the Executive and Legislative in the context of the crisis of Chilean democracy in 1973.Masters in Sociology, State University of São Paulo (UNESP), 2005. The “Chilean experience” is the attempt to accomplish the transition to socialism by mean of institutions in the representative democratic state of Chile between 1970 and 1973. This is a political processthat can be recognized by the ideological polarization of the party systems and by the ascending illegitimacy of the political institutions. The aim of this research was to study the institutionalization of the dynamics of political contention characteristic of Chilean parties through relationships between the Executive and Legislative branches during this process. A central hypothesis developedin this work was that this institutionalization led to a deep conflict between these powers that would have obstructed the performance of the political regime and contributed decisively not only to the fall of the government, but also to the fall of the democratic system.

As sensibilidades de justiça dos usuários e atores judiciais de um Juizado Especial Criminal. Dissertação de Mestrado em Sociologia, Universidade de Brasília (previsão de conclusão: março de 2014). .

Fernanda Soares

Considerando o universo de significados envolvido nas demandas judiciais sobre o porte/uso de drogas ilícitas serão objeto de estudo as sensibilidades de justiça dos usuários e atores judiciais diante das disputas de significados  envolvidas  nesses regimes de  verdade.  Subsidiariamente,  irá  se  buscar compreender  como  as  medidas  alternativas  aplicadas  a  essas  infrações  penais  são experienciadas  pelos  jurisdicionados no itinerário judicial de um Juizado Especial Criminal do Distrito Federal. The users and judicial actors’ sensibilities of justice of a Special Criminal Court. MA in Sociology, University of Brasília (estimated conclusion: March 2014). Considering the universe of meanings involved in juridical demands over the possession/ use of illegal drugs, will be subject of study the users and judicial actors’ sensibilities of justice on the disputes of meanings involved in these regimes of truth. Alternatively, will seek to understand how the alternative measures applied to these criminal offenses are experienced by the jurisdictional court in the itinerary of a Special Criminal Court in Federal District.

Ayahuasca Mamancuna merci beaucoup: Diversificação e internacionalização do vegetalismo ayahuasqueiro peruano. Tese de Doutorado em Antropologia, Unicamp, 2011..

Beatriz Caiuby Labate

 

Esta tese analisa a relação de estrangeiros com o vegetalismo peruano. Contempla os forasteiros que viajam ao Peru em busca de experiências de consumo da ayahuasca, gringos que se tornaram eles próprios curanderos e ayahuasqueros peruanos que viajam para oferecer workshops a clientes de classe média na Europa e nos EUA. O foco da pesquisa não recai no turismo da ayahuasca ligado a pacotes de viagem e lodges sofisticados em Iquitos, mas em centros de ayahuasca em Pucallpa, onde os estrangeiros participam de cerimônias e dietas de plantas, em busca de estados alterados de consciência, autoconhecimento, cura, experiências místicas, contato com a natureza e com culturas tradicionais, ou por simples curiosidade. Analisando as trajetórias e atividades dos vários curanderos, incluindo indígenas, mestiços pobres, peruanos de classe média e gringos, a tese mapeia a expansão, diversificação e internacionalização do vegetalismo peruano. O estudo identifica os contornos de redes e circuitos transnacionais que promovem a migração e o fluxo de pessoas e “tecnologias sagradas” em escala global. Essas técnicas e conhecimentos articulados são progressivamente formalizados e institucionalizados, representando um hibridismo entre xamanismo, ciência e serviços. Argumenta-se que esse fenômeno não deve ser compreendido como sendo meramente a comodificação da espiritualidade indígena ou de neocolonialismo, mas como um produto de estratégias locais deliberadas para adaptar-se a condições socioeconômicas cambiantes. As negociações entre o mundo dos gringos e suas expectativas e as tradições locais (onde a bruxaria desempenha papel central) são realizadas sob condições hierárquicas diferenciadas e, frequentemente, envolvem tensões. São operadas traduções criativas de ambos os lados. As referências estrangeiras são dinamicamente incorporadas e reapropriadas nos termos da lógica do vegetalismo. Neste sentido, poder-se-ia dizer que as atuais modificações introduzidas no vegetalismo peruano representam uma espécie de continuidade do seu processo histórico de formação e síntese original entre diferentes tradições étnicas indígenas e elementos cristãos  De qualquer maneira, não é mais possível considerar a formação local dos curanderos separada de suas interações com os estrangeiros ou dessas articulações entre o local e o global.

 

 

Ayahuasca: Revisão teórica e considerações botânicas sobre as espécies Banisteriopsis caapi (Griseb. in Mart.) Morton e Psychotria viridis Ruíz & Pavón. São Paulo, 2006. 40p. Monografia, Ciências Biológicas. UnG, 2006.

Denizar Missawa Camurça e Rosana Lucas Sérpico

A ayahuasca é uma bebida preparada a partir da cocção de duas espécies vegetais nativas da floresta amazônica: o cipó Banisteriopsis caapi Morton (Malpighiaceae), que possui derivados beta-carbolínicos: harmina, harmalina e tetrahidroharmina; e as folhas do arbusto Psychotria viridis Ruíz & Pavón (Rubiaceae), contendo um derivado triptamínico, a N,N-dimetiltriptamina (DMT). Pode haver, ainda, eventualmente, a utilização de várias outras plantas na preparação da bebida. A ayahuasca é utilizada em rituais por vários grupos indígenas da Bacia Amazônica. O contato das populações não-indígenas com esses povos no Brasil resultou no aparecimento de religiões que fazem uso do chá em seus rituais, conhecidas também como “religiões ayahuasqueiras brasileiras”: o Santo Daime, a União do Vegetal e a Barquinha. Tais práticas religiosas foram regulamentadas através da resolução nº 4 do Conselho Nacional Anti-Drogas (ligado a SENAD – Secretaria Nacional Anti-Drogas), de 4 de Novembro de 2004. O Santo Daime e a UDV possuem adeptos em vários estados brasileiros e no exterior. Devido a crescente expansão desses grupos e do consumo da bebida, se faz necessário o desenvolvimento de métodos de cultivo das espécies utilizadas na sua preparação fora da região amazônica, onde atualmente ocorre um alto índice de extrativismo. Este trabalho realizou uma revisão na literatura especializada, indicando que há uma escassez de estudos botânicos específicos sobre as espécies Banisteriopsis caapi e Psychotria viridis. Esses conhecimentos são de extrema importância para elaboração de técnicas de cultivo eficazes fora da região norte, buscando diminuir esse extrativismo, que já se tornou quase predatório. Também serão fornecidos, nesta pesquisa, dados sobre a origem e utilização da ayahuasca, e sobre as pesquisas médicas e farmacológicas já realizadas.

Caboclos, Cristãos e Encantados: sociabilidade, cosmologia e política na Reserva Extrativista Arapixi – Amazonas. Tese de Doutorado em Antropologia Social, Museu Nacional, 2012. .

Marina Guimarães Vieira

O objetivo desta tese é descrever a trajetória de formação e os projetos futuros da comunidade São José. Seus moradores são hoje adeptos da doutrina do Santo Daime e se vêem como cristãos, categoria que carrega os significados de humanidade e civilização, em contraposição aos “caboclos” (indígenas) considerados selvagens, com quem seus antepassados, migrantes da Região Nordeste do Brasil, mantiveram relações conflituosas ao chegar na Amazônia. A apreciação conjunta da literatura sobre a colonização da região Juruá-Purus e das narrativas de histórias de vida dos moradores da comunidade nos permite compreender o funcionamento do sistema de aviamento da borracha sob diferentes pontos de vista. Enquanto relatos de cronistas, como Euclides da Cunha, apresentam os migrantes nordestinos que foram trabalhar como seringueiros na Amazônia como vítimas impotentes da servidão por endividamento, etnografias recentes e relatos nativos revelam as conexões entre relações de trabalho e relações de parentesco. A análise do chamado parentesco ritual (apadrinhamento e compadrio) nos leva à compreensão dos modos de transformação de relações potencialmente perigosas, marcadas pela exploração desregrada, pela raiva e pela selvageria, em relações civilizadas que, mesmo tendo um caráter assimétrico, são caracterizadas pela reciprocidade de deveres e direitos, marcadas pelo respeito mútuo. A análise da concepção, do resguardo pós-parto e dos cuidados dispensados às crianças nos leva à compreensão das concepções de pessoa, alma, corporalidade e humanidade. São abordados os processos de amansamento e iluminação de humanos e não humanos nos rituais, através da luz do Santo Daime. Os sujeitos descritos nesta tese se empenham em alcançar a iluminação e a civilização, nos níveis cosmológicos e sociológicos, através da adoção do modelo religioso, social e político de organização na forma de comunidade, que está relacionada à adesão ao Santo Daime. A perseguição de um modelo de vida comunitário e ambientalmente correto, proporcionado pelos ensinamentos do daime sobre o amor à criação divina (que inclui a floresta, o rio e seus habitantes) e pela relação com os ambientalistas ligados à doutrina daimista, concorre para a garantia de permanência dessas pessoas nas terras que ocupam há gerações, através da conquista da Reserva Extrativista.  Caboclos, Christians and Enchanted People: sociability, cosmology and politics in the Arapixi Extractive Reserve – Sate of Amazonas, Doctoral Thesis in Social Anthropology, National Museum, 2012. Marina Guimarães Vieira The aim of this thesis is to describe the process of the constitution and the future projects of the São José community. Nowadays, their residents are the followers of the doctrine of Santo Daime, and they see themselves as Christians, a category that carries the implication of humanity and civilization, in opposition to the wild “caboclos” (indigenous peoples) with whom their ancestors, migrants from the northeast of Brazil, maintained conflicting relations with when arriving in Amazonia. The simultaneous appreciation of the literature of the colonization of the Juruá-Purus region, and the narratives of the community residents’ life stories, allows us to understand the operation of the rubber trade system from different points of view. Whereas the narratives of the travellers who knew the area, such as Euclides de Cunha, present the migrants of the Northeast who went to work as rubber tappers in Amazonia as powerless victims of servitude by debt, recent ethnographies and native narratives reveal connections between labor and kinship relations. Analysis of so-called “ritual kinship” leads us to understand ways potentially dangerous relationships are transformed, and marked by the muddled exploration, anger, and savagery in civilized relationships. Despite having an asymmetric character, they are characterized by reciprocity of duties and rights, and marked by the mutual respect. An analysis of conception, post-birth practices, and child-rearing leads us to comprehend the conceptions of person, soul, corporeality and humanity. The processes of domestication and illumination of humans and non-humans in rituals by the light of Santo Daime are examined. The people described in this thesis are in search of illumination and civilization at cosmological and sociological levels through the adoption of a religious, social, and political model of organization in the form of a community that adheres to the doctrine of Santo Daime. The pursuit of a communitarian and ecologically correct model of life, as explicated by the teachings of the daime about love of divine creation (which includes the forest, the river, and their inhabitants) and by the relationship with ecologists connected to Santo Daime’s doctrine, contribute to guaranteeing the permanence of these people on the lands that they have occupied for generations, through the conquest of the Extractive Reserve.

Camaradas caretas: drogas e esquerda no Brasil após 1961. Dissertação de mestrado apresentada ao programa de mestrado em História Social na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. 2013. .

Júlio Delmanto Franklin de Matos

Enquadradas arbitrariamente no mesmo termo generalizante drogas, diversas substâncias psicoativas de diferentes efeitos e tradições foram proibidas a partir do começo do século XX por conta de interesses morais, econômicos e políticos justificados por um questionável discurso defensor da saúde pública. A proibição destas substâncias não incidiu sobre seus possíveis efeitos danosos e trouxe consigo uma série de outrosproblemas, como violência do crime e do Estado, corrupção, criminalização da pobreza,encarceramento em massa,ingerência imperial sobre territórios desejados e ingerência estatal sobre a vida privada dos cidadãos. Mesmo assim, com algumas exceções, a questão não ocupou lugar de destaque nos programas e na atuação das organizações de esquerda no Brasil, que invariavelmente ignoraram esta questão, quando não se posicionaram favoravelmente ao proibicionismo. Inspiradas em ideais de hierarquia, disciplina e sacrifício militante,e considerando o uso depsicoativosmajoritariamentepela chave explicativa da fuga da realidade, estas organizações tiveram pouca sensibilidade para propor outros meios que não o repressivo e o penal para se lidar com problemas decorrentes do abuso no uso de drogas, e menos vezes ainda para lidar com formas alternativas de exploração das tecnologias de si, como definiu Michel Foucault. Além de traçar um panorama das origens da proibição das drogas e seus efeitos, este trabalho investiga que tipo de tratamento foi dado pela esquerda à questão das drogas após 1961 ano tanto da aprovação da Convenção Única sobre Narcóticos, da ONU, quanto dos primeiros rompimentos com o PCB, processo que representou uma reconfiguração na esquerda brasileira. Uncool fellows: drugs and leftist organizations in Brazil after 1961 Arbitrarily framed in the same generalizing term “drugs”, several different psychoactive substances, with different traditions and effects were prohibited in the early twentieth century -because of moral, economic and political interests, justified by a questionable speech defender of “public health.” The prohi bition of these substances did not influence in their possible harmful effects and brought with it a lot of other problems, such as crime and violence of the State, corruption, criminalization of poverty, mass incarceration, imperial interference on desired territories and state interference on the citizens private lives. Yet, with few exceptions, the subject did not occupy a prominent place in programs and activities of leftist organizations in Brazil, which most of the time ignored this question. Inspired by the ideals of hierarchy, discipline and militant sacrifice, and considering the use of psychoactive drugs mostly by the explication of “escape from reality”, these organizations have had little sensitivity to propose other means than the repressive and penal to deal with problems arising from drug abuse, and even less often to deal with alternative ways of operating “technologies of the self,” as defined by Michel Foucault. Besides from giving an overview of the origins of drug prohibition and its effects, this study investigates what kind of treatment was given to the issue of drugs by the brasilian left after 1961 -the year of the adoption of the Single Convention on Narcotic Drugs of the United Nations, and also of the first splits in the brasilian comunist party (PCB), which represented a reconfiguration process in the brazilian left. Download PDF (8,5Mb)

Canto, sono e a lenta evolução de pensamentos: Estudos sobre a representação cerebral utilizando expressão gênica. Tese de Doutorado em Comportamento Animal e Neurobiologia, Rockefeller University, 2000. .

Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro

De que forma os cérebros mudam de forma adaptativa suas representações sensório-motoras dos objetos do mundo? Em outras palavras, como o cérebro aprende? A fim de abordar experimentalmente esta questão, apliquei o mapeamento do gene associado a plasticidade ZENK a duas diferentes questões neurobiológicas: a memorização do canto em canários e o papel do sono na consolidação das memórias em ratos. No primeiro capítulo mostro que o NCM, um núcleo telencefálico responsivo ao canto, carrega uma representação topográfica bem-ordenada do repertório silábico típico da espécie. Esta representação está ajustada às características dos estímulos naturais, pode ser modificada pela experiência, e depende da atenção. No segundo capítulo demonstro que a expressão de ZENK é reduzida durante o sono de ondas lentas e sono REM nos cérebros de ratos mantidos nas gaiolas às quais estão habituados, mas é reinduzida durante o sono REM no córtex cerebral e hipocampo de ratos expostos a um ambiente enriquecido durante a vigília precedente. Esse resultado também pode ser obtido substituindo a exposição ao ambiente enriquecido pela indução da potenciação de longa duração no hipocampo. Isso sugere que o sono REM que se segue uma experiência de vigília enriquecida é uma janela de plasticidade neural aumentada. Finalmente, o capítulo três apresenta um esforço teórico para definir o que é uma representação neural ou pensamento. Postulo que o pensamento é uma onda de atividade elétrica auto-propagada ao longo de uma trajetória recursiva específica na matriz neuronal. Esta hipótese é usada para construir uma narrativa histórica plausível sobre a evolução biológica dos pensamentos, capaz de explicar vários fatos atualmente desconexos sobre a mente e o cérebro, com aplicação especialmente relevante para a compreensão da aprendizagem. Song, Sleep and the Slow Evolution of Thoughts: Gene Expression Studies on Brain Representation. PhD Dissertation in Animal Behavior and Neurobiology. Rockefeller University, 2000. How do brains change their sensorimotor representations of the objects of the world in an adaptive manner, i.e. how do brains learn? In order to experimentally address this question, mapping of the plasticity-associated immediate early gene ZENK was applied to two different neurobiological questions, the memorization of songs by songbirds, and the role of sleep in the consolidation of daytime memories. In chapter one I show that NCM, a song-responsive canary forebrain nucleus, carries a well-ordered topographic representation of the species-specific syllabic repertoire. This representation is tuned to natural features of the stimuli, can be modified by experience, and depends dynamically on attention. In chapter two I demonstrate that ZENK expression, which is downregulated during slow-wave and REM sleep in the brains of cage-reared rats, is reinduced during REM sleep in the cerebral cortex and the hippocampus of rats exposed to an enriched environment in the preceding waking period. This result can also be obtained by substituting enriched environment exposure for induction of hippocampal long-term potentiation, suggesting that REM sleep that follows an enriched waking experience is a window of increased neural plasticity. Finally, chapter three presents a theoretical effort to set boundaries to the question of what a brain representation, or thought, might be. It is hypothesized that a thought is a self-propagated wave of electrical activity along a particular recursive trajectory in the neuronal matrix.This hypothesis is used to build a plausible historical narrative of the biological evolution of thoughts, which explains many presently disjointed mind and brain facts, with particular applicability to the understanding of learning.

Caracterização eletrofisiológica da circuitaria hipocampal durante o ciclo sono-vigília do rato. 2010. 153 p. Dissertação (Doutorado) – Instituto de Psicologia – Neurociências e Comportamento, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. .

Eduardo E. Schenberg

Estrutura central do hipocampo, o corno de Ammon pode ser subdividido em pelo menos três áreas: CA1, CA2 e CA3. Enquanto CA1 e CA3 foram extensamente estudados, dado o envolvimento do hipocampo em processos cognitivos como a memória e patológicos como a epilepsia, CA2 tem sido largamente ignorado na literatura. Entretanto, este campo possui características específicas, tanto neuroanatômicas como bioquímicas e fisiológicas, sendo resistente à indução de plasticidade e recebendo aferência específica do núcleo supramamilar do hipotálamo, envolvido na circuitaria geradora/mantenedora do ritmo teta, oscilações centrais ao funcionamento do hipocampo. O objetivo deste estudo foi, portanto, caracterizar no animal em livre movimentação os padrões de atividade eletrofisiológica nas três áreas do corno de Ammon bilateralmente. Os resultados demonstraram que CA2 possui, em média, intervalos entre disparos mais prolongados que CA1 e CA3 durante o sono de ondas lentas e o sono REM. Nestas fases do ciclo a coerência entre CA1-CA2 foi mais elevada que entre CA1-CA3 e CA2-CA3 nos três ratos avaliados, em três faixas de freqüência: teta (6 a 12 Hz), gama lento (30 a 50 Hz) e gama rápido (90 a 110 Hz) ipsilateralmente. A coerência entre campos contralaterais é predominante no teta, sendo quase zero nas demais freqüências. Estes resultados corroboram trabalhos recentes que apontam CA2 como área distinta e sugerem que esta pequena região do corno de Ammon possa exercer papéis importantes na modulação da atividade das demais estruturas hipocampais e parahipocampais em processos de memória e em patologias como a epilepsia. Palavras-chave: Hipocampo. Sono REM. Sono NREM. Ciclo vigília – sono. Ratos  Electrophysiological characterization of the hippocampal circuitry during the sleep-wake cycle of the rat. 2010. 153 p. Thesis (PhD) – Instituto de Psicologia – Neurociências e Comportamento, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Eduardo E. Schenberg The Ammon’s horn, central structure of the hippocampus, can be subdivided in at least three regions: CA1, CA2 and CA3. While CA1 and CA3 have been extensively studied given the hippocampus involvement in cognitive processes such as memory and pathological ones such as epilepsy, CA2 remains largely ignored. However, this sector contains specific neuroanatomical, biochemical e physiological characteristics, being resistant to induction of plasticity and receiving a specific afference from the supramammillary nucleus in the hypothalamus, involved in the generation/maintenance of the theta rhythm, central oscillations to hippocampal functioning. Therefore, the objective of this study was to characterize electrophysiological patterns of interaction in the three areas of the Ammon’s horn bilaterally. Results revealed that CA2 has a mean interspike interval larger than CA1 and CA3 during slow wave and REM sleep. During these stages of the sleep-wake cycle, coherence between CA1-CA2 was higher than CA1-CA3 and CA2-CA3 in the three animals evaluated, in three frequency bands: theta (6 to 12 Hz), slow gamma (30 to 50 Hz) and fast gamma (90 to 110 Hz) ipsilaterally. Coherence between contralateral fields was predominant in the theta band and almost zero in other frequencies. These results add to some previous published data showing that CA2 is distinct from the other subfields and that this small region of the Ammon’s horn may exert important roles in modulating activity in the other hippocampal fields and parahippocampal regions during memory and pathologies such as epilepsy. Keywords: HIPPOCAMPUS; REM SLEEP; NREM SLEEP; SLEEP-WAKE CYCLE; RAT.

Censo Cannábico: Experiências de net survey e epidemiologia on-line dos usos da cannabis no Brasil do século XXI. Projeto de Monografia de Graduação em Ciências Sociais, UFBA (previsão de conclusão: abril de 2007).

Sergio M. S. Vidal

O trabalho utiliza um levantamento que cotejou dados sobre o perfil socioeconômico de usuários de maconha e sobre seus hábitos de consumo, a partir de questionários coletados através da Internet, resultando numa amostra total de 5.443 pessoas. Esse levantamento – Censo Cannábico – foi idealizado e realizado em 2004, por uma comunidade de usuários de cannabis na Internet – www.growroom.net – , e ainda que o alcance se limite a um universo de pessoas com acesso à rede, foram coletadas amostras bastante heterogêneas e significativas de diversos segmentos da população brasileira, formando um rico banco de dados sobre aspectos relevantes e inéditos dos variados usos que essas populações vêm fazendo da cannabis. A proposta da pesquisa é analisar os dados desse levantamento à luz de 3 discussões entrelaçadas: a comparação entre o universo de brasileiros com acesso à Internet e a amostra do Censo Cannábico; o surgimento de novos usos e usuários no atual cenário do consumo da cannabis; e uma análise crítica do Censo, do seu alcance, de suas limitações e possibilidades, como método de investigação para pesquisas sobre consumo de psicoativos, em especial de cannabis, na sociedade brasileira contemporânea.

Cerimônias nativas: tradição e inovação no Fogo Sagrado de Itzachilatlan. Dissertação de mestrado em Antropologia Social, Universidade Federal do Paraná, 2013.

Henrique da Costa Ressel

A presente dissertação trata da prática de cerimônias nativas no contexto contemporâneo do xamanismo urbano, a partir de pesquisa de campo realizada com um grupo fundador da primeira Igreja Nativa Americana no país. Este grupo se apresenta como representante de uma “Tradição Espiritual Indígena da América”, sustentando que essa tradição tem origem em povos nativos. A constituição dessa Igreja no país é decorrente de um movimento de expansão de uma Igreja Nativa Americana com sede nos Estados Unidos (Chicago/IL). A formalização dessas cerimônias como Igrejas se deu em razão da necessidade de regulamentar essas práticas espirituais nativas junto ao Estado, onde foi criada no início do século passado a Native American Church nos EUA. As lideranças, nacional e estrangeira, contam que essa tradição foi transmitida pelos nativos, no seio de suas comunidades, de forma direta e oral, por meio de ritos cerimoniais, que são conduzidos e oficializados por líderes preparados e delegados para tal. O trabalho de campo se desenvolveu a partir do grupo central pesquisado, abrangendo uma rede de atores centrais que estabelece um circuito ao redor da prática das cerimônias nativas e compõe os contextos de construção dos discursos de tradição nativa. A dissertação aborda uma discussão sobre tradição e religião como memórias do passado, e também apresenta o panorama mais abrangente da Nova Era e das novas religiosidades, contexto no qual está inserida a prática das cerimônias nativas no contexto urbano contemporâneo.

 

Palavras-chave: Cerimônias nativas. Ritual. Tradição. Igreja Nativa Americana. Religião.

 

 

Native Ceremonies: Tradition and Innovation in the Sacred Fire of Itzachilatlan. Master’s Dissertation in Social Anthropology, Federal University of Parana, in 2013.

 

Henrique da Costa Ressel

 

This dissertation deals with the practice of native ceremonies in the contemporary context of urban shamanism, starting from field research conducted with a founder of the first Native American Church in the country. This group presents itself as a representative of an “Indigenous Spiritual Tradition of America,” arguing that this tradition comes from native peoples. The constitution of this church in this country is a result of the expansion of a Native American Church based in Chicago, Illinois, in the United States. The ceremonies were formalized as churches due to the need of the state to regulate these native spiritual practices where the Native American Church  was created in the USA early in the last century. The leaders, both domestic and foreign, tell that the natives, in the bosom of their communities, transmitted this tradition directly and orally, through ceremonial rites that are formalized and conducted by leaders and delegates prepared to do so. Fieldwork, developed from the core group researched, and covering a network of central actors, establishes a circuit around the practice of native ceremonies and composes contexts of construction of the discourses of native tradition. This dissertation addresses the discussion on tradition and religion as memories of the past, and also presents a comprehensive overview of New Age ideas and new religions, the context in which the practice of native ceremonies operates in the contemporary urban milieu.

 

Keywords: Native Ceremonies. Ritual. Tradition. Native American Church. Religion.

Coisas da Vida no Crime: Tráfico e roubo em favelas cariocas. Tese de Doutorado em Antropologia, UFRJ, 2013.

Carolina Christoph Grillo

Esta é uma tese sobre o Crime em favelas do Rio de Janeiro, controladas pela facção do tráfico de drogas intitulada Comando Vermelho. Com base em mais de dois anos de trabalho de campo etnográfico em favelas, realizado em cooperação com moradores e bandidos locais, será esboçada uma teoria etnográfica do Crime ou mundo do crime carioca.Tais categorias nativas remetem à articulação entre um complexo de condutas e uma esfera de convergência de visões de mundo e atitudes morais, de maneira a compor um ordenamento, isto é, uma forma de vida social organizada. O ponto de partida metodológico adotado para se escrever sobre o Crime é o acompanhamento das práticas dos bandidos estudados (incluindo pensar, imaginar e falar), de maneira a traçar as suas formações sociais, relações de troca e de poder, ética, estética, estratégia e construção de pessoa. Trata-se de uma descrição analítica da socialidade criminal em favelas, em um momento específico da história do Comando Vermelho. O objetivo deste trabalho é tornar o Crime inteligível para leitores que pouco ou nada conhecem sobre esta forma de vida e convidá-los a refletir sobre as questões que permeiam a existência dos bandidos de morro no Rio de Janeiro. Things of Life in Crime:Traffic and robbery in favelas cariocas. PhD Dissertation in Anthropology, UFRJ, 2013. Carolina Christoph Grillo This is a dissertation about the Crime in Rio de Janeiro favelas controlled by the drug trafficking faction called Comando Vermelho. Based on more than two years of ethnographical field work in favelas, undertaken in cooperation with local residents and criminals, an ethnographical theory of the carioca Crime or world of crime will be outlined. Such indigenous categories refer to the articulation between a complex of behaviors and a sphere of convergence of world views and moral attitudes, so as to compose an ordering, that is, an organized form of social life. The methodological point of departure adopted for writing about Crime is to follow the studied criminals’ practices (including to think, imagine and speak), so as to trace their social formations, exchange and power relations, ethics, aesthetics, strategies and person construction. This is an analytical description of criminal sociality in favelas, at a specific moment of Comando Vermelho’s history. The objective of this work is to make Crime intelligible to readers who know little or nothing at all about this form of life and invite them into reflecting upon the issues that permeate the existence of favelas’ criminals in Rio de Janeiro.  

Como “homicídios” são negociados? Uma etnografia comparada dos mecanismos de construção de verdade em casos de “crimes intencionais contra a vida” no Rio de Janeiro/Brasil e São Francisco/Estados Unidos. Tese de doutorado em Antropologia, Universidade Federal Fluminense (previsão de conclusão: 2016).

Flavia Medeiros

O presente projeto de pesquisa irá explorar como “homicídios” são classificados, apreciando a natureza dos conflitos e os procedimentos policias de investigação e negociação sobre as verdades relacionadas às mortes. Eu proponho observar, identificar e analizar quais sãos práticas no Rio de Janeiro, Brasil e em São Francisco, Estados Unidos, assim como as moralidade e representações acionadas para que “homicídios” e “homicides” possam ser administrados pelos agentes institucionais responsável pela construção de verdade sobre as mortes.

Palavras-cheve: Mortos – Homicídio – Investigação Policial – Moralidades – Contraste

How are “homicides” negotiated? A comparative ethnography of the construction mechanisms of truths in cases of “intentional crimes against life” in Rio de Janeiro, Brazil and San Francisco, USA. PhD Dissertation in Anthropology, Federal Fluminense University (expected conclusion: 2016.)

This research project will explore how “homicides” are classified, appreciating the nature of conflicts and police’s procedures in investigations and negotiations during the construction of truths related with deaths. I propose to observe, to identify and to analyze what are the practices in Rio de Janeiro, Brazil and San Francisco, United States as well as the moralities and representations triggered so that “homicídios” and “homicides” may be traded by the institutional agents involved in construction of their truths.

Keywords: Dead – Homicide – Policial investigation – moralities – contrast

Consumir e ser consumido, eis a questão! – configurações entre usuários de drogas numa cultura de consumo. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, Universidade Federal da Bahia, 2005.

Tom Valença

Nos debates acadêmicos e nas difusões midiáticas sobre a problemática das drogas, tende-se a centralizar a abordagem na relação entre tráfico, violência e exclusão, muitas vezes naturalizando as drogas como um fator de desequilíbrio na configuração sociocultural contemporânea. Tal perspectiva releva menos o discurso emitido do lugar do usuário, que seu papel como elo mais vulnerável da rede de consumo – principalmente sendo o comércio das drogas ilícitas o mais rentável do mercado. Se, ao reificar a relação entre drogas e ilícito, estigmatiza-se a identidade e as marcas distintivas do usuário, este projeto objetiva investigar o discurso identitário que perpassa as representações do usuário estando ele afastado da violência e da exclusão enquanto consumidor. Neste sentido, em meio a produção de informações geradas por estudos sobre uso de Substâncias Psicoativas legais e ilegais no país, ainda não se focalizou a problemática considerando o consumo de drogas entre docentes universitários, principalmente levando em conta o papel estruturante da Universidade na formação de profissionais e na produção de conhecimento sobre problemas sociais de inegável reflexividade. Enfatizando este recorte, justifica-se um estudo voltado para parte significativa de uma configuração específica, o Homo academicus, veículo por excelência do processo civilizador, cujos valores, emblematizados em seu estilo de vida, em seu ethos, tornam este projeto de extrema relevância para a ressignificação de representações sociais típicas da cultura contemporânea.

Consumir e ser consumido, eis a questão! (parte II) outras configurações entre usuários de drogas numa cultura de consumo. Tese de Doutorado em Ciências Sociais, UFBA, 2010.

Tom Valença

Nos debates acadêmicos e nas representações midiáticas sobre a problemática das drogas, se tende a centralizar a abordagem na relação entre tráfico, violência e exclusão, muitas vezes naturalizando o consumo de substâncias psicoativas como um fator de desequilíbrio nas configurações socioculturais contemporâneas. Tal perspectiva enfatiza menos o discurso emitido do lugar do usuário que o seu papel como elo mais vulnerável da rede de consumo – principalmente sendo o comércio das drogas ilícitas um dos mais rentáveis do mercado. Se, ao naturalizar a relação entre drogas e ilicitude, se estigmatiza a identidade e as marcas distintivas do usuário, esta pesquisa investiga o discurso identitário que perpassa representações de estudantes universitários usuários – em um momento histórico no qual estes são colocados em evidência pela ampla exibição do filme Tropa de elite, e das proibições da apresentação do filme Maconha/Grass (a verdadeira história da proibição da maconha) em uma universidade federal e da Marcha da Maconha em várias capitais do país. Palavras-chave: Drogas, universitários, processo civilizador, reflexividade e controles sociais.

Contrastes e Continuidades em uma Tradição Amazônica: as religiões da ayahuasca. Tese de Doutorado em Ciências Sociais, Unicamp, 2004.

Sandra Lucia Goulart

Trata-se de um estudo antropológico sobre diferentes religiões de uma mesma tradição, identificadas como cultos ayahuasqueiros, por se caracterizarem pela utilização ritual da bebida psicoativa ayahuasca, denominada igualmente de Daime ou Vegetal. O estudo realiza uma comparação entre os sistemas rituais e simbólicos das três principais religiões ayahuasqueiras brasileiras: o Santo Daime, a União do Vegetal (UDV) e a Barquinha, destacando também os conflitos entre elas e o processo de dissidências que ocorre no interior dos respectivos grupos. É um trabalho pioneiro no que concerne à comparação exaustiva destas religiões, envolvendo, simultaneamente, análises dos contextos históricos que levaram à constituição de cada uma delas e etnografias detalhadas sobre o Santo Daime, UDV e Barquinha. Além disso, realiza-se uma pesquisa ampla sobre a biografia dos fundadores destas religiões, mostrando-se como a formação cultural e a história pessoal dos líderes do Santo Daime, Barquinha e UDV foram importantes elementos na elaboração destes cultos. Ao se deter na análise dos conflitos entre as religiões ayahuasqueiras, a tese aponta também para as principais acusações acionadas entre seus adeptos. Nesse sentido, defendeu-se a hipótese de que atualmente a construção das fronteiras identitárias entre os diversos grupos desse campo religioso remete ao tema do uso de drogas ilícitas na nossa sociedade. O estudo concluiu que apesar dos conflitos e fragmentações entre as religiões ayahuasqueiras serem de fato acirrados, todas elas compartilham de um legado cultural comum, de origem amazônica, expressando assim diferentes desenvolvimentos de uma única tradição.

Controle penal sobre as drogas ilícitas: o impacto do proibicionismo no sistema penal e na sociedade. Tese de Doutorado em Direito, USP, 2006.

Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues

O estudo do controle penal sobre as drogas ilícitas tem por objetivo compreender a estratégia proibicionista de criminalização de determinadas drogas como meio puramente simbólico de proteção da saúde pública. Para tanto, investigou-se a forma pela qual esse modelo foi historicamente construído e concretamente aplicado, e as razões que têm dificultado a adoção de alternativas de controle, apesar do fracasso da proibição. O enfoque crítico sobre o problema volta-se para o impacto do proibicionismo no sistema penal e na sociedade, como meio para se avaliar as possibilidades de superação desse paradigma. São sugeridas políticas alternativas de drogas e a redução de danos como estratégias que devem ser adotadas pela legislação brasileira.

Controvérsias médicas e a questão do uso de drogas. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, USP, 2004.

Mauricio Fiore

Tendo como pressuposto que a questão das “drogas” foi, desde sua instituição nas sociedades contemporâneas, erigida sob um estatuto medicalizado, esse trabalho buscou analisar o debate público atual sobre o tema através de um de seus componentes fundamentais, os discursos médicos. O objeto de análise, além de uma observação geral sobre a abordagem do tema na mídia, foi um conjunto de falas e textos de médicos que ocupam cargos de direção em instituições relacionadas ao uso de “drogas” e vinculadas às duas das maiores escolas de medicina de São Paulo. A partir de alguns recortes temáticos que explicitam as principais controvérsias encontradas, como a abrangência do termo “drogas”, a conformação de uma patologia, as suas origens biológicas e as formas de classificação do prazer proporcionado pelo uso, são analisadas algumas das grandes questões da medicina no mundo contemporâneo, como a preservação da vida e o controle dos riscos. Além disso, tomando como linha de corte uma nova forma de abordagem ao uso de “drogas”, a Redução de Danos, são discutidos, por fim, as principais divergências que opõem os médicos pesquisados, tais como as diferentes ênfases nos efeitos fisiológicos das substâncias e os limites da noção de liberdade individual.

Corridas do Imbu: rituais e imagens entre os índios Karuazu. Dissertação de mestrado em Antropologia. Universidade Federal de Pernambuco, 2010.

Juliana Nicolle Rebelo Barretto


O presente estudo tem como objetivo tratar sobre as representações assumidas no recurso audiovisual em um contexto ritualístico junto à comunidade indígena Karuazu, localizada no sertão alagoano. A partir da focalização do processo de negociação para elaboração de material fílmico, é possível vislumbrar como as experiências de práticas sagradas, em especial as relacionadas ao ritual das Corridas do Imbu, são vivenciadas e percebidas pelos Karuazu. Para isso, foi realizada uma etnografia sobre os sentidos que o culto às entidades encantadas envolve, bem como a noção de corpo que se estabelece nesse sistema simbólico de devoção e proteção.

Palavras-chave: Antropologia audiovisual, etnicidade, representações e rituais.


Races Imbu: Rituals and Images of the Karuazu Indians. Master thesis in Social Anthropology, Federal University of Pernambuco, 2010.

This study has the purpose of approaching representations which are assumed through the use of visual recordings and within ritual practices among the indigenous people Karuazu, localized in Alagoas state. It was from focusing on the process of negotiating the filmic recordings that was possible to see how the sacred practices, especially those related to Corridas do Imbu rituals, are lived and perceived by the Karuazu people. In order to accomplish this, an ethnographic work was realized focusing on the meanings of cults devoted to enchanted entities, and also, on the body perception established within this symbolic system of devotion and protection.

Keywords: Audiovisual Anthropology, ethnicity, representations and rituals.

Cultura canábica em um contexto de rurbanidade. Dissertação de Mestrado em Antropologia. Universidade Federal da Bahia (previsão de conclusão: 2015). .

Ivan Farias Barreto

As discussões sobre drogas no Brasil por muito tempo privilegiaram os modelos teóricos e metodológicos dos campos biomédico e penal, enfatizando quase exclusivamente os danos e riscos sociais e pessoais daqueles que fazem uso dessas substâncias. Por outro lado, os estudos sobre benefícios ou outras possibilidades interacionais, a exemplo do consumo não marginalizado de psicoativos, são relativamente incipientes e ainda enfrentam uma grande barreira no circuito acadêmico, nas políticas públicas, organizações, instituições de ensino, nas famílias e em diversos setores da sociedade como um todo. Essa pesquisa apresenta uma metodologia qualitativa e etnográfica sobre cultura da droga em um contexto de rurbanidade. Cannabis culture in a rurban context. Master Dissertation in Social Anthropology. Universidade Federal da Bahia (expected conclusion: 2015) Ivan Farias Barreto For a long time the discussions about drugs in Brazil has favored the theoretical and methodological models of the biomedical and criminalogical fields, emphasizing almost exclusively the social and personal risks and damages of those who use these substances. Moreover, studies on benefits or other interactional possibilities, such as drug consumption by non- marginalized users, are relatively incipient and still face a major barrier in the academic circuit, in public policies, organizations, educational institutions, family institutions and various sectors of society as a whole. This research presents both a qualitative and ethnographical methodology on drug culture in a rurban context. Supervisor: Prof. Dr. Edward MacRae. Keywords: Psychoactive Substances, Medical Cannabis, Socio Anthropology, Ethnography. [Research project underway].

De “Cracolândia” à Cristolândia: uma etnografia da política batista de combate ao crack. Mestrado em Antropologia Social. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (previsão de conclusão: 2016).

Deborah Fromm


A proliferação das chamadas “cracolândias” é problema atualmente debatido por diversos atores sociais (administradores, políticos, intelectuais, jornalistas, etc.), que mobiliza diferentes esferas da vida social (saúde, assistência, repressão, família etc.). Com a criação pelo governo federal da Política Nacional de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, cujo mote é Crack, é possível vencer , além de constantes operações estaduais em cenários de uso, o crack tem assumido uma posição central no que diz respeito ao controle e gestão de populações e espaços urbanos. No entanto, pouco tem sido sistematicamente estudado acerca do crescente papel da Igreja, mais especificamente de igrejas evangélicas, na assistência, evangelização e conversão dos chamados nóias . Nesse sentido, o objetivo central do presente projeto é descrever e analisar uma política evangélica, exclusivamente batista, voltada para o combate ao crack, através de uma pesquisa etnográfica no contexto específico da Missão Cristolândia, na região da Luz, em São Paulo. Especificamente, pretende-se: i) descrever e analisar o modelo de atendimento e de tratamento oferecido pelo projeto aos usuários de drogas; ii) investigar as estratégias de abordagem e de intervenção aos usuários de drogas, de modo a considerar as tecnologias e saberes envolvidos na evangelização e conversão do público alvo, além da forte presença de componentes territoriais no foco desta ação missionária; iii) descrever e analisar a dinâmica do processo de conversão religiosa; iv) problematizar a transformação individual decorrente de tal processo, atentando para a constituição da condição de ex-nóia.


From “Crackland” to the land of Christ: an ethnography of baptist politics to combat crack in Brazil. Master in Social Anthropology, Estate University of Campinas (UNICAMP) (expected conclusion: 2016.)

In Brazil, the proliferation of so-called “cracolândias” issue is currently being debated by various social actors (managers, politicians, intellectuals, journalists, etc..), Which mobilizes different spheres of social life (health, social assistance, prosecution, family etc). In the current political context, the crack has assumed a central position with respect to the control and management of populations and urban spaces. However, little has been systematically studied about the growing role of the Church, specifically evangelical church, in care, evangelization and conversion of so-called “noias” or “cracudos”. In this sense, the central objective of this project is to describe and analyze evangelical politics, Baptist exclusively, geared to combat crack, through an ethnographic research in the specific context of the mission Cristolândia, at the Luz region, in Sao Paulo. Specifically, we intend to: i) attend and discuss the “warrior” acting perspective that evangelical politics; ii) investigate their coping strategies and intervention for drug users, in order to consider the production of knowledge and technologies focused on evangelization and conversion of the target audience, as well as their ways of managing this population; iii) discuss the strong presence of territorial components in the focus of missionary activity, noting the evangelistic thrusts aimed not only to individuals and souls, but especially to the territory; iv) Investigate and discuss the Baptist perspective on politics and its interfaces with the state administration, as well as the characters and entities that brings up.

De outros caxiris – festa e comunicação na Amazônia indígena. Tese de Mestrado em Antropologia Social, USP, 2000.

Renato Sztutman

Esta dissertação consiste em um estudo sobre manifestações rituais e comunicação interlocal na Amazônia indígena. Parte de um exemplo colhido no Médio e Alto Oiapoque (fronteira do Brasil com a Guiana Francesa), entre os Waiãpi, para enveredar em uma discussão mais ampla, buscada na literatura etnológica da região das últimas três décadas. Sua atenção está voltada, sobretudo, às festas de caxiri (bebida fermentada de mandioca), como são chamadas na região sudeste das Guianas.

Deus e o Diabo na Terra do Crack: uma etnografia da cosmopolítica batista. Trabalho de Conclusão de Curso em Bacharelado em Ciências Sociais na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), 2014.

Deborah Fromm


Em torno do aumento do consumo de crack e da proliferação das chamadas “cracolândias” por todo o país, se estabeleceu um campo de disputa entre uma série de sujeitos, instituições e saberes, de modo que diversas tecnologias e práticas de repressão, vigilância e cuidado tem sido acionadas, assim como diferentes esferas da vida social (saúde, assistência, repressão, família etc.) vem sendo mobilizadas. Com a criação pelo governo federal da Política Nacional de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, cujo mote é “Crack, é possível vencer”, além de constantes operações estaduais em cenários de uso, o crack tem assumido uma posição central no que diz respeito ao controle e gestão de populações e espaços urbanos. No entanto, pouco tem sido sistematicamente estudado acerca do crescente papel da Igreja, mais especificamente de igrejas evangélicas, na assistência, evangelização e conversão dos chamados “noias”. Nesse sentido, através de dois anos de pesquisa de campo na Missão Cristolândia, o presente trabalho trata das políticas missionárias batistas no contexto específico da estigmatizada “cracolândia”, situada na região da Luz, em São Paulo. Esse estudo pretende abordar o modelo de atendimento e de tratamento oferecido pelo projeto aos usuários de drogas, de modo a considerar as tecnologias e saberes envolvidos na evangelização e conversão do público-alvo, além da forte presença de componentes territoriais no foco desta ação missionária.Tendo em vista que para meus interlocutores evangélicos pensar a “guerra contra o crack” não se restringe a uma política terrena entre homens, mas implica considerar um contexto de batalha espiritual, assim como a agência de entidades em disputa pela gestão e controle de corpos, almas e territórios, proponho pensar uma cosmopolítica batista de combate ao crack.

Palavras-chave: crack; “cracolândia”; São Paulo; Igreja Batista; cosmopolítica.

DO “VOCÊ NÃO PODE” AO “VOCÊ NÃO QUER”: a emergência da prevenção às drogas na Educação. Dissertação de Mestrado em Educação, Unisinos, São Leopoldo, 2010.

Tiago Magalhães Ribeiro

Esta dissertação tem por objetivo compreender de que maneiras a educação escolarizada se viu investida de uma função social relacionada às práticas de uso de drogas, ou, em outras palavras, compreender como a prevenção ao uso de drogas tornou-se uma demanda para o campo da Educação, sendo prescrita como conteúdo a ser obrigatoriamente incluso nos currículos escolares. Tomando como ferramenta analítica principal o conceito de governamentalidade, desenvolvido por Michel Foucault, e inspirando-se no estilo de pensamento e pesquisa desse filósofo, compreende-se a emergência da prevenção às drogas na Educação como efeito de uma racionalidade política que toma por objeto de gestão cada indivíduo em particular e também a população em seu conjunto; que funciona principalmente a partir de um saber fundado no campo da Economia, operando cálculos a fim de obter a máxima eficiência com o mínimo emprego necessário de poder e de recursos financeiros; e, por fim, que se constitui, em sua efetividade, por meio de um aparato de técnicas, saberes, instituições, procedimentos e especialistas. A pesquisa sugere, de um lado, que a prevenção às drogas foi tornada uma demanda escolar a partir das próprias características históricas dessa instituição, potencialmente capaz de instituir sujeitos úteis e dóceis e de fazer circular um poder que, antes preventivo do que repressivo, se apresenta como mais sutil e eficaz no sentido de conduzir as condutas e implementar as técnicas necessárias à produção de uma sociedade segura, saudável e produtiva. De outro lado, o uso de drogas instituiu-se como temática escolar através de sua configuração como “problema” a partir do funcionamento estratégico de saberes que, justificando e fazendo circular uma trama de poderes, tornaram a prevenção de práticas de uso de psicoativos nos espaços escolares uma questão “natural”. 

Dos fios quotidianos à trama terapêutica:subjetividade, uso de drogas e experiência. Dissertação de Mestrado. Florianópolis: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, UFSC, 2009.

Jacqueline Schneider

Este trabalho aborda experiências de usuários de “drogas” na grande Curitiba, no estado do Paraná – sob a perspectiva dos próprios sujeitos – que desencadearam o acionamento de intervenções terapêuticas, a partir de etnografia realizada em instituições que se voltam ao “tratamento de usuários de drogas”, a saber: igreja do Santo Daime Céu da Nova Vida, Comunidade Terapêutica Água da Vida e um grupo da Associação dos Alcoólicos Anônimos. Conjuntamente com relatos pessoais, percebi que as experiências narradas assumiam o contorno de narrativas biográficas. Com estas indicações, busquei compreender as vinculações entre estes relatos específicos, as possibilidades de sua emergência e as experiências objeto de estudo. Pude perceber que estes locais envolvem uma série de características, representações e sociabilidades e punham em curso a projeção de uma “identidade de dependente químico” e através dela, com maior ou menor sucesso, a incorporação de um habitus”. Como desdobramento deste processo, notei a produção de sujeitos, que definem modos de ser/estar no mundo, situados e constituídos através de deslocamentos internos à circunscrição do que podemos chamar de um “dispositivo das drogas”. 

Drogas no Rio de Janeiro da bela época: a construção das noções de crime e de criminoso. Dissertação de Mestrado em História, PUC-RJ, 1998.

Maria de Lourdes da Silva

O trabalho analisa o processo de construção do imaginário que legitimou a criminalização das substâncias de natureza tóxico-entorpecente entre a última década do século XIX e as duas primeiras décadas do século XX na cidade do Rio de Janeiro. Descrevendo o cenário de convivência com as drogas na sociedade carioca no período, a pesquisa procura destacar como a diferença social matiza diversidades nos hábitos de consumo de diferentes drogas. Por outro lado, a consolidação do campo do saber médico em oposição a tradicional medicina popular restringe a ação curativa aos iniciados nos domínios da ciência médica. Fruto da ação direta das potências mundiais, sobretudo Inglaterra e Estados Unidos, a criminalização dos entorpecentes entre nós representou o definitivo alinhamento ao modelo econômico imposto por estas potências.

Drug penal control: the impact of prohibition on the penal system and on society. Tese de Doutorado em Direito, USP, 2006.

Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues

The study of penal control on illicit drugs aims at the understanding the symbolic way the drug prohibitionist strategy has been established to protect public health. For that, research conduction showed how this model has been historically built and applied, and the reason why there are difficulties in implementing alternatives of control, despite the failure of prohibition. The critical approach on the matter leads to the impact of prohibition on the penal system and society as well, as a key to evaluate possibilities for overcoming this paradigm. Alternative policies and harmful reduction measures are suggested as positive strategies to be adopted by Brazilian legislation.

EFEITOS COMPORTAMENTAL, NEUROQUÍMICO E MOLECULAR DO CANABIDIOL EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS A SENSIBILIZAÇÃO LOCOMOTORA INDUZIDA PELO ETANOL. Dissertação de Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Neurociências, UNIFESP (conclusão: 01/2014). .

Renato Filev

A dependência de drogas, incluindo o alcoolismo, caracteriza-se por um processo de neuroadaptação de característica alostática, culminando com a sensibilização da via mesolímbica. Vários mecanismos neuroquímicos estão envolvidos nesta plasticidade, no entanto, recentemente foi relatado que exposições crônicas (mas não aguda) a todas as drogas de abuso, promove um aumento na expressão de FosB. Adicionalmente, foi descrito que a FosB inibe a transcrição do c-Fos, um gene de expressão imediata. Neste sentido, é possível que o mecanismo de supressão da expressão do c-Fos induzida pela FosB possa representar um mecanismo neurobiológico importante na dependência de drogas. Por sua vez, os endocanabinóides exercem um importante efeito modulatório no sistema dopaminérgico e conseqüentemente na plasticidade neuronal associada à ativação deste sistema. Recentemente constatamos que animais submetidos à sensibilização locomotora induzida pelo etanol (um modelo de alostase da via mesolímbica) apresentaram um aumento na expressão de receptores canabinóides CB1 no córtex pré-frontal medial e no estriado dorsomedial. Ainda, relatos na literatura sugerem uma relação entre a sinalização mediada pelos receptores canabinóides CB2 e a preferência condicionada ao local induzida pelo etanol em camundongos. Finalmente, estudos in vitro e in vivo sugerem que o receptor canabinóide TPRV1 exerce um importante papel modulatório sobre a sinalização mediada pelos receptores canabinóides CB1. Portanto, é possível que no paradigma da sensibilização locomotora, além dos receptores CB1, possa haver alterações na expressão dos receptores canabinóides CB2 e TPRV1. Evidências clínicas e experimentais mostraram que o canabidiol, um dos 66 fitocanabinóides encontrado na planta Cannabis sativa, além de apresentar importantes ações terapêuticas, é desprovido dos efeitos aditivos do ”-9 Tetrahidrocanabinol (THC). Seu mecanismo de ação baseia-se na inibição da recaptação e degradação dos endocanabinóides. Considerando a influência modulatória dos endocanabinóides sobre o sistema dopaminérgico, o objetivo do presente trabalho é de verificar um possível efeito terapêutico do canabidiol em camundongos submetidos ao paradigma da sensibilização locomotora induzida pelo etanol. Através do uso de antagonistas específicos dos receptores canabinóides será avaliada a influência dos mesmos no possível efeito comportamental do canabidiol. Buscando verificar o mecanismo neuroquímico envolvido nesta possível ação, será avaliada a expressão de RNAm e proteína dos receptores canabinóides CB1, CB2 e TPRV1, bem como a expressão da C-Fos e ”FosB em estruturas encefálicas relacionadas a neurobiologia da dependência de drogas. Os resultados deste trabalho, embora que experimental, forneceriam subsídios para o possível uso terapêutico do canabidiol no tratamento do alcoolismo. Adicionalmente, os dados provenientes deste trabalho enriqueceriam o conjunto de evidências neuroquímica e neurobiológica a respeito do alcoolismo.

Encanto e Desencanto: Um estudo sociológico do Santo Daime. Dissertação de Mestrado em Sociologia. Universidade Federal de Minas Gerais, 2013. .

Glauber Loures de Assis

Essa dissertação é um esforço de se pensar o Santo Daime inserido no contexto religioso global. A partir dos conceitos de “encantamento” e “desencantamento do mundo”, este trabalho alerta para a premência da sociologia da religião em observar as religiões enteógenas para a compreensão mais ampla do sistema religioso contemporâneo, e evidencia as possibilidades e desafios que o Santo Daime e as religiões ayahuasqueiras engendram para a pesquisa sociológica. Para tanto, a partir da observação participante em grupos daimistas de Minas Gerais e da Europa, feita entre os anos de 2011-2012, este trabalho se divide em quatro etapas distintas. A primeira é uma discussão metodológico-epistemológica, que problematiza a observação participante e a validade e confiabilidade da pesquisa científica em minorias religiosas estigmatizadas. A segunda, mais descritiva, apresenta o Santo Daime em linhas gerais, abordando a liturgia e os conceitos-chave do repertório simbólico desta religião. A terceira parte procura analisar a expansão e ressignificação do Daime, inserindo-o em discussões mais amplas da sociologia da religião e comparando diversos contextos. Por fim, o quarto capítulo dessa dissertação se refere à própria experiência subjetiva do pesquisador com a ayahuasca durante o Mestrado e suas implicações para o desenvolvimento do trabalho sociológico, descrevendo a estratégia metodológica utilizada de modo a dar ao leitor ferramentas para a reflexão sobre a neutralidade axiológica e o distanciamento do pesquisador frente a seu objeto de estudo. Enchantment and disenchantment: A sociological study of the Santo Daime. MA Dissertation in Sociology. Federal University of Minas Gerais, 2013. This dissertation is an effort of thinking about the Santo Daime in a global religious context. Starting with the concepts of “enchantment” and “disenchantment of the world”, this paper alerts to the urgency of the sociology of religion in observing the entheogenic religions to a wider understanding of the contemporary religious system, and shows the possibilities and challenges that the Santo Daime and the ayahuasca religions bring to the sociological research. Hence, from the participant observation on Santo Daime groups in Minas Gerais and Europe, held between the years of 2011 and 2012, this paper is divided in four distincts steps. The first one is a methodological-epistemological discussion that problematizes the participant observation and the reliability and validity of the scientific research on stigmatized religious minorities. The second one, more descriptive, introduces the Santo Daime in general lines, approaching the liturgy and the key concepts of the symbolic repertory of this religion. The third section seeks to analyze the expansion and resignification of Daime, inserting it into broader discussions of the sociology of religion and comparing different contexts. Finally, the fourth chapter of this dissertation refers to the researcher’s own subjective experience with ayahuasca during the Master course and their implications for the development of the sociological work, describing his methodological approach in order to give the reader tools for reflection about neutrality and detachment of the researcher towards his object of study.

Enfrentando o crack, reduzindo os danos: uma abordagem antropológica do programa de redução de danos e da rede sócio-assistencial de São Bernardo do Campo (SP). Tese de doutorado em Antropologia Social, UFSCar (previsão de conclusão:2015). .

Mariana Martinez

Este projeto de pesquisa tem como objetivo investigar a constituição de uma nova população, os usuários de crack, uma preocupação atual da Saúde Pública, mas que fora, até recentemente, foco exclusivo de atuação da Segurança Pública. O objeto de análise é o Programa de Redução de Danos (PRD) do município de São Bernardo do Campo – SP, cujo recorte aqui proposto servirá de instrumento analítico para pensar a produção de sujeitos e o seu fluxo no interior de uma rede sócio-assistencial. A partir de uma pesquisa de campo a ser realizada na sede do PRD do município, pretendo acompanhar as ações e intervenções dos redutores de danos e problematizar os saberes empregados na produção de doenças, terapêuticas e pessoas. Ao analisar um conjunto de estratégias que visam minimizar os danos causados pelo uso de diferentes drogas pretendo compreender como o crack tornou-se gradativamente um modelo de gestão (e criação) de populações. Palavras-chave: Programa de Redução de Danos, Crack, Rede sócio-assistencial, Gestão de populações, Antropologia Política. Keywords: Harm Reduction Program; Crack; Network of Social Care and Assistance; Population Management; Political Anthropology. Fighting crack, controlling harm: an anthropological approach to the program of damage reduction and the network of care and assistance of the city of São Bernardo dos Campos (SP). PhD thesis in Social Anthropology, Federal University of Sao Carlos. (estimated conclusion: June 2015). This research project aims to investigate the constitution of a new population, namely of crack users, which is a current concern of the Public Health, but was until recently only a concern of Public Safety. The object of analysis is the Harm Reduction Program of the city of São Bernardo do campo – SP, which will serve here as an analytical instrument in order to think the production of subjects and their flux inside of a network of social care and assistance. Starting with a field research to be conducted at the Harm Reduction Program head office, I intend to follow the actions and interventions of the damage reducers, as well as to problematize the knowledges being utilized in the production of diseases, therapeutics and persons. In order to analyze a roster of strategies that aim to minimize harm caused by the abuse of different drugs, I intend to understand how crack gradually became a model of management (and creation) of populations. Keywords: Harm Reduction Program; Crack; Network of Social Care and Assistance; Population Management; Political Anthropology.

Entre a Rosa e o Beija-Flor: um estudo antropológico de trajetórias na União do Vegetal (UDV) e no Santo Daime. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2010.. .

Jéssica Greganich

As religiões ayahuasqueiras brasileiras União do Vegetal (UDV) e Santo Daime se encontram no contexto da “nova consciência religiosa”. Este contexto é marcado por uma pluralidade religiosa referente a uma tradição de ecletismo e circularidade. Esta intensa mobilidade das pessoas entre diferentes experiências espirituais está calcada numa dinâmica de conversões, desconversões e reconversões típico da bem emprega metáfora do peregrino de Hervieu-Léger (1999). Numa pesquisa etnográfica centrada na União do Vegetal (UDV) e no Santo Daime de Porto Alegre/Grande Porto Alegre (RS) buscou-se através de um estudo comparativo e de análise de trajetórias compreender como os fiéis conjugam mobilidade e fidelidade religiosa focalizando os processos de conversão, desconversão e reconversão, partindo da hipótese de que estes estariam ligados a uma interface entre a “estrutura” e a experiência religiosa com base na perspectiva da “butinage religiosa”, num contraponto a idéia de “bricolage”. A “tradução” da pesquisa foi construída com base numa metáfora que representa a simbologia nativa: a rosa e o beija-flor. Para a UDV a rosa representa o chá ayahuasca e o beija-flor simboliza o Espírito Santo para os daimistas, representado no próprio espírito dos mestres fundadores da doutrina. Palavras-chave: Santo Daime, União do Vegetal, trajetórias, butinage. “Between the Rose and Hummingbird: an anthropological study about the trajectories in the União do Vegetal (UDV) and the Santo Daime. Master Thesis in Social Anthropology. Federal University of Rio Grande do Sul. 2010. The Ayahuasca Brazilian religions União do Vegetal (UDV) and Santo Daime are on the context of “new religious consciousness”. This context is characterized by religious plurality referring to a tradition of eclecticism and mobility. This intense movement of people between different spiritual experiences are based in a dynamic of conversions, deconversions and reconversions a typical well used metaphor of the pilgrim Hervieu-Léger (1999). In an ethnographic research centered in União do Vegetal (UDV) and in Santo Daime from Porto Alegre (Brazil), a comparative study and a journey analysis was made with the intention to comprehend how the believers unite mobility and religious faithfulness focusing on the processes of conversion, deconversion and reconversion, assuming that these would be linked to an interface between the “structure” and religious experience from the perspective of “religious butinage”, a counterpoint to the idea of “bricolage”. The “translation” of the research was built on a metaphor that represents the native symbols: the rose and hummingbird. For UDV the rose representing the ayahuasca tea and the hummingbird symbolizing the Holy Spirit to the Daime’s adepts, represented on the very spirit of the founders Masters of the doctrine. Keywords: Santo Daime, União do Vegetal, trajectories, butinage.

Entre o lobby e as ruas: movimento de aposentados e politização da aposentadoria. Tese de Doutorado em Ciências Sociais, Unicamp, 2000.

Julio Simões

O trabalho visa descrever e analisar, com detalhamento etnográfico, as arenas de conflito em torno da aposentadoria que ganharam grande visibilidade no Brasil, nos anos 80 e 90, em função das ações coletivas de aposentados engajados em associações locais e numa organização nacional. A mobilização de aposentados desenvolveu-se no contexto da r edemocratização política do País e enfrentou a ascensão de um discurso técnico-governamental que tratava a aposentadoria como uma fonte de perigo à economia nacional e à reprodução da vida social. Os aposentados empreenderam diversas formas de luta – lobbies , ações judiciais e movimento social -, conjunturalmente ligadas a seus interesses na recuperação e manutenção do valor dos benefícios. O principal argumento, porém, é que o efeito mais relevante de sua mobilização foi o apelo a sentimentos e valores historicamente constituídos e compartilhados que apontavam concepções em comum de justiça social: o respeito à dimensão contratual da aposentadoria e, mais importante, a legitimidade moral da proteção social aos mais velhos, baseada na solidariedade pública entre gerações. Nesse processo, a aposentadoria foi reconstruída socialmente como um direito do cidadão, e uma dimensão do espaço público parece ter sido remontada no País.

Espiritualidade, terapia e cura. Um estudo sobre a expressão da experiência no Santo Daime.

Isabel Santana de Rose

Neste trabalho, a partir da análise das expressões das experiências dos participantes do Céu da Mantiqueira, procuro levantar e definir as principais categorias culturais envolvidas na experiência dos processos de cura, saúde e doença para os participantes desta comunidade e compreender estas categorias em suas relações com os procedimentos terapêuticos grupais, buscando identificar os modelos que motivam e sustentam estes procedimentos e categorias culturais. Também procuro situar no contexto das relações sociais e procedimentos terapêuticos as pessoas que trabalham profissionalmente na área da saúde. No Céu da Mantiqueira, espiritualidade e terapia são concebidas e vivenciadas como dimensões que se interpenetram e estão intimamente relacionadas. Observando esta imbricação entre o espiritual e o terapêutico, identifiquei um duplo movimento, convergente e simultâneo, de terapeutização da espiritualidade e espiritualização dos procedimentos terapêuticos. Levanto, assim, a hipótese de que o modelo que fundamenta os procedimentos terapêuticos existentes no Céu da Mantiqueira é o de um continuum espiritual-terapêutico. Devido à ênfase na integração entre espiritualidade e terapia, este modelo difere do modelo predominante na biomedicina oficial, baseado no paradigma cartesiano que separa mente e corpo. Penso que o modelo do continuum espiritual-terapêutico pode ajudar a compreender as práticas de cuidados da saúde existentes na contemporaneidade em outros contextos, onde também há uma intersecção entre novas formas de espiritualidade e procedimentos terapêuticos.

Esquece que é macumba: os intelectuais acadêmicos e a macumba no Brasil. Dissertação de mestrado em Antropologia, Universidade Federal da Grande Dourados (previsão de conclusão: 2015). .

Saulo Conde Fernandes

O termo macumba possui vários significados, e acabou por contrair uma carga extremamente pejorativa. No entanto, a macumba é uma tradição religiosa tão antiga quanto o candomblé, que dentre rupturas e continuidades, se mantém ativa no território brasileiro, tendo adotado, no decorrer do séc. XX, o nome de umbanda. A presente pesquisa pretende analisar a relação que os pesquisadores acadêmicos mantiveram com a macumba em seus escritos. Num primeiro momento a análise se volta aos pesquisadores “clássicos”, de Nina Rodrigues a Roger Bastide, perpassando por alguns autores que escreveram na primeira metade do século XX. Observa-se, entre estes pesquisadores, a valorização do modelo de culto nagô em detrimento das outras formas de culto, tidas como degeneradas, em especial a macumba. Num segundo momento busquei delimitar alguns autores (começando por Bastide e perpassando por alguns autores cuja maioria foi por ele influenciada) que escreveram entre as décadas de 1960, 1970 e 1980, e que se propuseram a estudar a umbanda, suas origens, e suas características. Aqui percebe-se que, para estes autores, a macumba deu origem à umbanda, mas as duas não são a mesma religião, ficando implícito que, com o advento da umbanda, a macumba deixou de existir. Num terceiro momento, busquei descrever os sinais diacríticos da macumba, dialogando com alguns autores contemporâneos. Após demonstrar a multiplicidade/diversidade do campo religioso afro-brasileiro, aponto que a macumba acabou por ser relacionada com a quimbanda, as “entidades da esquerda” (os exus e pombagiras), e com as situações de demanda (categoria nativa que designa uma disputa simbólica). Mesmo que alicerçado em trabalho de campo que venho realizando em diversos terreiros da cidade Campo Grande-MS, a presente pesquisa se configura mais como um caso de Antropologia Histórica (aquela que, como bem ressaltou Lilia M. Schwarcz, se debruça sobre fontes documentais), ou mesmo, como um ensaio epistemológico. Forget that it is ‘macumba’ (Brazilian voodoo): ‘macumba’ academics and intellectuals in Brazil. Dissertation in Anthropology, Universidade Federal da Grande Dourados (expected conclusion: 2015). Saulo Conde Fernandes The term ‘macumba’ (Brazilian voodoo) has several meanings, but it ended up getting an extremely pejorative one. However, ‘macumba’ is a religious tradition as old as Candomblé, which among ruptures and continuities, remains active in the Brazilian territory. It adopted the name of Umbanda during the 20th century. This research aims to analyze the relationship that academic researchers had with ‘macumba’ in his writings. Initially the analysis turns to the ‘classics’ researchers, from Nina Rodrigues to Roger Bastide, passing by some authors who published in the first half of the twentieth century. It is observed among these researchers, the appreciation of the ‘nagô’ cult model to the detriment of other forms of worship, regarded as degenerate, especially ‘macumba’. In a second moment I tried to delineate some authors (starting with Bastide and passing by some authors whose majority was influenced by) who wrote between the 1960s, 1970s and 1980s, and who proposed to study the Umbanda, their origins and their characteristics. Here we can realize that, for these authors, ‘macumba’ originated Umbanda, but they are not the same religion, it is implied that with the advent of Umbanda, ‘macumba’ ceased to exist. The third part of the research consists of describing the diacritics of ‘macumba’, dialoguing with some contemporary authors. After demonstrating the multiplicity / diversity of african-Brazilian religious field, I point out that ‘macumba’ turned out to be related to kimbanda, “entities of the left” (the exus and pombagiras), and demand situations (native category that designs a symbolic dispute). Even though grounded in fieldwork I have accomplished visiting many religious places in the city of Campo Grande-MS, this research is shaped more like a case of Historical Anthropology (one that, as Lilia M. Schwarcz said, focuses on documentary sources) or even as a epistemological essay.

Estado e cultura comunitária no processo de expansão de uma tradição ayahuasqueira. Tese de Doutorado em Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (previsão de conclusão: março de 2015). .

Janaína Alexandra

A expansão das religiões ayahuasqueiras brasileiras gerou desafios de convivência social que demandaram do Estado posicionamento sobre a legitimidade desses grupos. O uso ritual do chá psicoativo Ayahuasca constitui-se no foco das controvérsias públicas e o Estado atua na regulação e na regulamentação do uso da bebida e, por conseguinte, dessas religiões. O que provoca reflexões sobre liberdade de crença e de consciência, sobre a laicidade desse aparato e sobre secularização. Esta pesquisa analisa como a lógica estatal dita secularizante incide na (re)configuração do comunitarismo religioso neste caso. State and Community Culture in the Process of the Expansion of Traditional Ayahuasca Use.PhD Dissertation in Social Sciences, Federal Universityor Rio Grande do Norte (expected conclusion: March, 2015). The expansion of the Brazilian ayahuasca religions spawned social challenges that required the government to state its position on the legitimacy of these groups. The ritual use of the psychoactive tea ayahuasca has become a focus of public controversy, stimulating the state to act regarding regulation and control of the drink and, therefore, these religions. Reflections on freedom of belief and conscience are pondered in regard to their relationship to secular legislation. This research examines how logic dictates the secular state’s focus on the (re) configuration of religious communitarianism in this case.

Estudo do envolvimento dos receptores NMDA no hipocampo e no córtex entorrinal na aquisição e na consolidação das tarefas de condicionamento de medo. Dissertação de Mestrado em Psicobiologia, Universidade Federal de São Paulo, 2005. .

Eduardo E. Schenberg

O condicionamento de medo é uma das tarefas de aprendizagem mais utilizadas para o estudo das bases neurais da memória emocional. A circuitaria envolve ativação dos receptores NMDA na amígdala e, no caso do condicionamento ao contexto, também no hipocampo. O córtex entorrinal é uma das principais vias de entrada e saída de informações para o hipocampo e também projeta para a amígdala, em ambos os casos por transmissão glutamatérgica. Outras tarefas que envolvem ativação da amígdala e do hipocampo, como a esquiva inibitória, requerem atividade do córtex entorrinal durante a aquisição e a consolidação. Entretanto, o papel da transmissão glutamatérgica mediada por receptores NMDA no hipocampo e no córtex entorrinal durante a aquisição e consolidação do condicionamento de medo não está bem estabelecido. Para investigar estas questões, o antagonista NMDA AP5 foi injetado no hipocampo imediatamente antes e imediatamente depois do treino nas tarefas de condicionamento de medo ao som e ao contexto. No córtex entorrinal, foi injetado imediatamente antes, imediatamente, 30 e 90 minutos depois do treino nestas mesmas tarefas. O condicionamento ao contexto foi testado 24 horas após o treino, e o condicionamento ao som 48 horas após o mesmo treino. Os resultados revelam que a aquisição do condicionamento de medo ao contexto foi afetada pela infusão antes do treino, tanto no hipocampo como no córtex entorrinal. As infusões após o treino não tiveram efeito. O condicionamento ao som não foi afetado por nenhuma das infusões. Estes dados demonstram que apenas a aquisição do condicionamento ao contexto depende dos receptores NMDA no hipocampo e no córtex entorrinal . Study of NMDA receptor in the hippocampus and entorhinal cortex involvement in acquisition and consolidation of tone and contextual fear conditioning. Master’s thesis in psychobiology, Universidade Federal de São Paulo, 2005. Eduardo E. Schenberg Fear conditioning is one of the learning tasks most used to study the neural basis of emotional memory. The circuitry involves activation of NMDA receptors in the amygdala and, in the case of contextual fear conditioning, also in the hippocampus. The entorhinal cortex  is one of the main input and outputs of the hippocampal formation and also projects to the amygdala, both ways involving glutamatergic transmission. Other taks that involve amygdala and hippocampus activation, such as inhiboty avoidance, require entorhinal cortex activation during acquisition and consolidation. However, the role of NMDA receptors-mediated glutamatergic transmission in hippocampus and entorhinal cortex during acquisition and consolidation of fear conditioning is not well stablished. To investigate these questions, NMDA antagonist AP5 was injected into the hippocampus immediately before and immediately after training in both fear conditioning to tone and context tasks. In the entorhinal cortex, it was injected immediately before, immediately, 30 or 90 minutes after training in these same tasks. Conditioning to context was tested 24 hours after training, and tone conditioning 48 hours after the same training session. Result revealed that acquisition of contextual fear conditioning was affected by infusion before training, both in hippocampus and entorhinal cortex. Post training infusions had no effect. These data show that only acqusition of contextual fear conditioning deoends on NMDA receptors in the hippocampus or entorhinal cortex.

Estudo do uso terapêutico de ayahuasca entre moradores de rua na cidade de São Paulo. Projeto de pesquisa de Pós-Doutorado Junior, UFSC (previsão de conclusão: fevereiro de 2008).

Marcelo S. Mercante

A bebida psicoativa conhecida, entre vários nomes, como Ayahuasca, vem sendo consumida por povos indígenas em toda região amazônica por mais de 4000 anos. O princípios ativos mais importantes nesta beberagem são as beta-carbolinas, oriundas do cipó Banisteriopsis caapi, e a dimetiltriptamina (DMT), oriunda das folhas de Psychotria viridis. Ambas as substâncias atuam sobre o nível de serotonina no cérebro. A partir da década de 1930 a ayahuasca passou a ser utilizada como sacramento principal de três sistemas religiosos brasileiros, a Barquinha, o Santo Daime, e a União do Vegetal. A ayahuaca também vem sendo utilizada de diversas outras formas, dentre as quais, terapeuticamente. O uso ritual da ayahuasca teria como resultado uma psicointegração dos sistema nervoso. Uma das características mais marcantes do efeito do uso da ayahuasca dentro de um contexto ritual/ritualizado (considerando aqui que mesmo quando utilizada terapeuticamente, este uso mantem uma certa ritualização) é a presença de visões, mais comumente chamadas de mirações, ou, como qualificadas neste estudo, imagens mentais espontâneas. Desde 1999 o grupo denominado Ablusa vem utilizando a ayahuasca em rituais especificamente voltados para moradores de rua na cidade de São Paulo, visando assim auxiliar na melhora da qualidade de vida deste grupo. O objetivo desta pesquisa é, assim, explorar as relações entre as mirações experienciadas por participantes dos rituais com ayahuasca promovidos pela Ablusa que se identifiquem como tendo problemas no uso de álcool e/ou outras substâncias e possíveis modificações nos hábitos no consumo de álcool e/ou outras substâncias. Esta relação é extremamente complexa, como, por exemplo, pode-se ver nos resultados apresentados em na minha tese de doutorado em relação aos vários fatores envolvidos na função e origem das mirações. Claramente, esta é uma área em que, dada a abrangência do tema, nessecita ser muito mais explorada. Espera-se assim que os dados aqui levantatos possam servir de base para futuras pesquisas em áreas como estudos da consciência, psicologia, sociologia, neurologia/neurofisiologia, e medicina.

Estudo sobre a atividade edematogênica, pró-inflamatória, antibacteriana e perfil eletroforético da secreção cutânea de Phyllomedusa bicolor (Boddaert, 1772) (Anura, Hylidae, Phyllomedusinae). Trabalho de Conclusão de Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas. Universidade Guarulhos, 2006.

Denizar Missawa Camurça

Phyllomedusa bicolor (Boddaert, 1772) é um anfíbio da região Amazônica que produz uma secreção cutânea rica em peptídeos bioativos que é utilizada por povos indígenas em rituais de caça, como revigorante e na medicina tradicional. Neste trabalho, foram realizadas análises do perfil eletroforético (SDS-PAGE) das proteínas constituintes da secreção da Phyllomedusa bicolor coletada em 2004 e 2006 e da atividade antibacteriana das amostras da secreção. Foram feitas análises in vivo para avaliar o efeito local da inoculação como: formação de edema e presença de infiltrado inflamatório; e alterações sistêmicas como: contagem total e diferencial de leucócitos sangüíneos. Doses de: 0,25; 0,5; 1 e 2 mg/mL foram utilizadas para avaliar a formação de edema no modelo do coxim plantar em camundongos nos períodos de 0, 1, 2, 3, 4, 6, 8, 24 e 48 horas. Para análise histopatológica do infiltrado inflamatório, as patas foram cortadas, fixadas, seccionadas e coradas com HE. Amostras de sangue foram submetidas à contagem de leucócitos totais e diferenciais. A atividade antibacteriana foi analisada para as doses de 2,3 mg e 1,2 mg/mL da secreção antiga e 4,9; 2,4; 1,2; 0,6 e 0,3 mg/mL da secreção recente sobre Escherichia coli ATCC 8739 e Staphylococcus aureus ATCC 6538. A atividade edematogênica foi observada para todas as doses testadas, sendo que a de 2 mg causou o maior aumento na espessura da pata (71%) e diferenças significativas foram determinadas para os períodos entre 1 e 6 horas (p<0,05). Um aumento significativo no número de leucócitos totais foi observado para os períodos de 30 e 60 minutos (p<0,05), retornando aos níveis normais após 2 horas. Aumentos significativos na contagem diferencial puderam ser observados para os períodos de 15 e 30 minutos (p<0,05) tanto para linfócitos como para polimorfonucleares. Os perfis eletroforéticos das secreções coletadas em períodos diferentes indicam uma possível degradação das proteínas constituintes ao decorrer do tempo. A secreção provoca uma reação inflamatória aguda no local da aplicação com presença de infiltrado inflamatório polimorfonuclear e a presença de mastócitos e eosinófilos em pouca quantidade que caracteriza uma discreta reação de hipersensibilidade. A atividade antibacteriana da secreção foi constatada, entretanto não superou a atividade dos antibióticos utilizados no experimento.

Etnografia no movimento: território, hierarquia e lei no PCC. Tese de Doutorado em Antropologia Social, UFSCar, 2014.

Karina Biondi

O Primeiro Comando da Capital (PCC), abordado aqui como um Movimento, apareceu nas prisões paulistas no início da década de 1990 e hoje está presente na maior parte não só das instituições penais como também das zonas urbanas do Estado de São Paulo. Essa abordagem trouxe duas implicações importantes para a tese. Em primeiro lugar, requisitou reflexões sobre uma etnografia também em movimento. Em segundo lugar, ao invés de levar a exposição de formas, exigiu a descrição do fazer-PCC. Assim, esta tese diz respeito a modos de fazer – o PCC e uma etnografia. Métodos, portanto. As noções aparentemente abstratas que deram nome às partes da tese (movimento, ideia e situação), associadas a outras tantas que, se não intitularam capítulos ou subcapítulos, foram requisitadas para dar conta das descrições, todas elas evidenciam um modo – um tanto móvel, decerto – não só de existir como também de enxergar essa existência, a que pode-se chamar de PCC. Inspirada por essa prática de conhecimento, esta tese apresenta a descrição (1) do movimento, composto por inúmeros movimentos que, ao recusarem as demarcações espaciais, conduzem a uma crítica da noção de território; (2) das ideias, que, sem origem definida nem fim previsível ou mesmo definitivo, põem em questão os modos como o conceito de hierarquia são trabalhados nas ciências sociais; (3) das situações, que deslocam a noção de lei para bases não legalistas. Em suma, esta tese apresenta algumas características do Comando que permitem recolocar alguns conceitos caros à antropologia. São esses deslocamentos que dão o título a esta tese: antes de nomear o que será descrito, esse título indica o que será questionado por minha descrição acerca do PCC.

 

Ethnography in movement: territory, hierarchy and law in the PCC. PhD Dissertation in Social Anthropology. University of São Carlos (UFSCar), 2014.

The First Command of the Capital (PCC), approached here as a Movement, appeared in São Paulo’s prisons in the early 1990s and today is present in the majority of penal institutions and urban areas within the State of São Paulo. This approach taken here has two important implications for the thesis. Firstly, it demands reflection on an ethnography in motion. Secondly, instead of conduce to the exposure of forms, it required to make the description of the PCC-making. Thus, this thesis concerns the modes of doing – PCC and ethnography. Methods therefore. The seemingly abstract notions that gave name to the parts of this thesis (motion, idea and situation), associated with others that were called to make the descriptions, they all show a (mobile) way of existing and seeing this existence which can be called PCC. Inspired by this practice of knowledge, this thesis presents the description (1) of the movement, composed of countless movements that, refusing spatial demarcations, lead to a critique of the notion of territory; (2) of the ideas, which, without defined origin and predictable or definitive end, bring into question the ways in which the concept of hierarchy are worked in the social sciences; (3) of the situations, which displace the notion of law to not legalistic bases. In short, this thesis presents some characteristics of PCC that allow to replace some key concepts to anthropology. These displacements give the title to this thesis: before naming what will be described, this title indicates what will be challenged by my description about the PCC.

Experienciando a Arte Visionária: uma compreensão junguiana da interação de estudantes com a obra de Alex Grey. 2014. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2014.

Fernando Rocha Beserra

A presente dissertação teve como objetivo compreender as respostas subjetivas de estudantes, catalisadas por um conjunto de obras do artista visionário Alex Grey. Foi realizada a exposição de algumas obras selecionadas do artista, em aparelho Data Show, a quinze estudantes, entre 18 e 29 anos, da PUC-SP. Após a exposição das obras, foi solicitado aos participantes da pesquisa que contassem uma estória sobre as obras apresentadas e foi realizada uma entrevista semiestruturada. Os dados foram sistematizados por meio do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) e interpretados com a utilização das abordagens da psicologia complexa junguiana e da estética da recepção. Observou-se que as obras têm o potencial de estimular profundamente o inconsciente. As respostas subjetivas foram marcadas por experiências emocionais intensas, seja de bem ou mal-estar, mobilizando projeções e conteúdos psicodinâmicos dos participantes. Alguns temas tornaram-se marcantes na experiência dos participantes que interagiram com as obras, como as dualidades, a morte, a finitude, o estranho, a religião e a espiritualidade, o corpo e a relação entre a vida cotidiana e experiências não convencionais. A dissertação possibilitou uma compreensão das respostas subjetivas de estudantes, estimuladas pelo conjunto escolhido de obras do artista Alex Grey.   Palavras-chave: Arte Visionária, Psicologia Analítica, Alex Grey, Estética da Recepção, Arte e Cultura.   Experiencing the Visionary Art: A Jungian understanding of the interaction of students to the work of Alex Grey. 2014.MSc in Clinical Psychology. Catolic University of São Paulo (PUC-SP),  2014.   The present dissertation aimed to understand the subjective responses of students, catalyzed by a set of works by visionary artist Alex Grey. Was realized the exposure of some selected works of the artist in a Data Show device to fifteen students, between 18 and 29 years of PUC-SP. After exposure of the works, was asked to research participants to tell a story about the works presented and a semi-structured interview was conducted. The data were organized by the Collective Subject Speech (DSC) and interpreted using the approaches of Jung’s complex psychology and aesthetics of reception. It was observed that the works have the potential to profoundly stimulate the unconscious. Subjective responses were marked by intense emotional experiences, whether welfare or malaise, mobilizing projections and psychodynamic contents of the participants. Some themes became salient in the experience of the participants who interacted with the works, such as dualities, death, finitude, the strange, religion and spirituality, the body and the relationship between everyday life and unconventional experiences. The dissertation has enabled an understanding of the subjective responses of students, encouraged by selected works of artist Alex Grey.   Key-words: Visionary Art, Analytical Psychology, Alex Grey, Aesthetics of Reception, Art and Culture.

Fazendo a guerra, vendendo bananas: EUA e Brasil na Política de Boa Vizinhança. Dissertaçao de Mestrado em Antropologia, Universidade de Brasília, 2003.

Rosa Virgínia Melo

O propósito da discussão é relacionado a uma análise das representações de Brasil acionadas pela atuação de Carmen Miranda no contexto da Política de Boa Vizinhança.  A “brasilidade” encarnada por Carmen é observada sob diferentes concepções de sentido identificados na performance da artista em sua carreira no Brasil e posteriormente nos EUA. Busco compreender os diferentes registros simbólicos acionado no jogo das “comunidades imaginadas” lançando mão também de outras narrativas, como o Movimento Modernista Brasileiro e a Carta de Pero Vaz de Caminha, enquanto discursos capazes de conferir sentido à noção de autenticidade nacional. Making War, Selling Bananas: EUA and Brazil at the Good Neighbor Policy. Master’s Thesis in Anthropology, University of Brasília, 2003. The aim of the discussion is related to an analysis of representations of Brazil driven by the performance of Carmen Miranda in the context of the Good Neighbor Policy. The “Brazilianness” embodied by Carmen is noticed under different conceptions of meaning identified in the artist’s performance in her career in Brazil and later in the USA. I seek to understand the different symbolic registers triggered in the game of “imagined communities” also resorting to other narratives, such as the Brazilian Modernist Movement, and the Letter of Pero Vaz de Caminha, while discourses capable of giving meaning to the notion of national authenticity.   http://www.dan.unb.br/teses-e-dissertacoes/92-dissertacoes-de-mestrado

Fazer parentes: uma descrição da “aliança” entre os Yawanawa (Pano) e o Céu do Mar, uma igreja urbana do Santo Daime. Tese de Doutorado em Antropologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro (previsão de conclusão: 2018).

Lígia Duque Platero


O tema da pesquisa são as relações constituídas entre lideranças Yawanawa (Pano), do Acre, da Amazônia ocidental brasileira, e lideranças da igreja Céu do Mar, da religião Santo Daime, localizada no Rio de Janeiro, no Alto da Boa Vista. O objeto da pesquisa é a “aliança”, que pode ser definida como um sistema de trocas e de reciprocidade nos âmbitos do parentesco, da economia e do xamanismo, que vem se constituindo entre essas lideranças, desde 2009 aos dias atuais. O objetivo principal da pesquisa é realizar uma descrição etnográfica da “aliança”. Desde 2009, os adeptos do Santo Daime realizam rituais conjuntamente, com o consumo de plantas psicoativas, principalmente o uni ou daime (ayahuasca) e o rapé. Procuro responder à seguinte questão: como pode ser descrita a forma Yawanawa de produção de alianças com os Outros e como essa forma se realiza na diacronia, no caso da “aliança” com a igreja Céu do Mar? Parto da hipótese de que as relações entre os Yawanawás e os daimistas do Céu do Mar seguem uma estrutura Yawanawá de “fazer parentes”, dentro de um sistema de trocas que envolve xamanismo, economia e parentesco. A “produção de parentes” pode estar associada à produção de corpos com as mesmas substancias, devido ao consumo coletivo das medicinas. O método de pesquisa é a observação participante e a realização de entrevistas em profundidade. O trabalho de campo será realizado tanto na igreja Céu do Mar, no Rio de Janeiro, quanto na Terra Indígena Rio Gregório, na aldeia Mutum, no Acre (Brasil). A pesquisa traz uma contribuição à Etnologia americanista ao realizar um diálogo com a realidade etnográfica e as pesquisas sobre novas religiosidades urbanas influenciadas pelo xamanismo indígena.


Making relatives: a description of the “alliance” between the Yawanawa (Pano) and Céu do Mar, an urban church of Santo Daime. Doctoral Thesis in Anthropology, Federal University of Rio de Janeiro (expected completion: 2018).

The theme of the research is the relations between the “Yawanawa” (Pano), from Acre State in the western Brazilian Amazon, and the leader of the “Céu do Mar” church, Santo Daime religion, located at Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro. The research’s objective is the “alliance”, which can be defined as an exchange and reciprocity system at a kinship extent, from the economy and the shamanism that has been being constituted between these leaders since 2009 until today. The research’s main objective is to create an ethnographic description of the “alliance”. Since 2009, the Santo Daime devotees perform rituals with the consumption of psychoactive plants, mainly the uni or daime (ayahuasca) and the rapé. I seek to answer the following question: How can the Yawanawa’s way of alliance making with the others be described, and how this is done in diachronic, in the case of the alliance with the Céu do Mar church? I start from the hypothesis that the relations between Yawanawas and the Santo Daime devotees of the Céu do Mar follow a Yawanawa “making relatives” structure, within the exchange system that involves the shamanism, economy and kinship. The “making relatives” can be associated to the production of corps with the same substances due to the collective medicine consumption. The research method is the participative observation and interviews in depth. The field work will be done at the Céu do Mar Church, Rio de Janeiro and at Rio Gregório indigenous land, Mutum village, Acre State, Brazil. The research brings an American ethnological contribution, making dialog with an ethnographic reality, and the research of new urban religiousness influenced by the indigenous shamanism.

Fazeres antropológicos e discursos no Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (Neip): antiproibicionismo e ressignificações do uso de drogas. .

Felipe Silva Araujo

As práticas sociais com substâncias que alteram a percepção estão ganhando uma atenção crescente dentro das humanidades. Esse pressuposto nos conduziu a observar descritivamente um grupo de pesquisadores que propõe e representa justamente o aprofundamento dessa relação entre as humanidades e conhecimentos sobre uso de “drogas”. Esse grupo, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (NEIP), do qual sou membro desde 2011, foi criado em 2001 e tem o ponto mais forte de sua constante articulação política no fato de ser uma rede virtual de contato, que não oferece restrições de espaço e língua, agregando pesquisadores do mundo inteiro. Um site. Essa instituição é, na verdade, uma constelação de instituições, cujos pesquisadores, mesmo em diferentes ciências, atuam em uma área comum: drogas e sociedade. Esse estudo focaliza a atuação deste espaço, especialmente em relação a fazeres antropológicos sobre os usos rituais de uma bebida psicoativa muito conhecida como ayahuasca. Buscamos constituir um plano descritivo da formação da ideia de não proibição das drogas, que está presente tanto na área da antropologia como atravessa por inteiro os interesses de todos os associados ao grupo. Palavras-chave: usos de psicoativos, antropologia contemporânea, atuações antiproibicionistas, discurso, Neip. Social practices with psychoactive substances are gaining increasing attention within the humanities studies. It is this assumption that led us to characterize a group of researchers who propose and represent fairly the deepening of the relationship between the humanities and knowledge about drugs uses. This group, the Interdisciplinary Group for Psychoactive Studies (NEIP), of which I am member since 2011, was born in 2001 and has the strongest point of his constant political articulation in fact be a virtual network of contact, which offers no space constraints for language and brings together researchers from around the world. A site. This institution actually is a constellation of institutions whose researchers, even in different sciences, act in a common area: drugs and society. This study focuses on the performance of this space, especially in relation to anthropological doings on the ritual uses of a psychoactive drink widely known as ayahuasca. We seek to establish a plan describing the formation of the anti-prohibitionist idea, which is present both in the field of anthropology and the interests of all groups members. Keywords: psychoactive uses, contemporary anthropology, anti-prohibitionist actions, discourse, NEIP.

Filosofia da Educação: Uma disciplina entre a dispersão dos conteúdos e a busca de uma identidade. Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, 1996.

Maria Betânia B. Albuquerque

Esta dissertação tem como objeto central a análise da disciplina Filosofia da Educação oferecida como matéria obrigatória dos currículos dos cursos de Pedagogia. Tomou-se como universo de estudo dez (10) universidades públicas, situadas em diferentes regiões brasileiras. Buscou-se compreender a Filosofia da Educação através de uma perspectiva legal e através dos textos de intelectuais que, no Brasil, escrevem a seu respeito. A análise do currículo formal desta disciplina foi baseada em alguns estudos da Sociologia do Currículo visando a compreensão do processo de seleção dos conteúdos de ensino e a existência de hierarquias neste currículo. Com base na teoria do campo científico de Bourdieu, analisa também a formação acadêmica dos professores que trabalham com este currículo e os investimentos intelectuais que têm feito no campo da Filosofia da Educação. Palavras-Chave: Filosofia da Educação;  educação; currículo

From the “you can't” to the “you don't want”: the emergence of drug prevention in Education.. Dissertação de Mestrado em Educação, Unisinos, São Leopoldo, 2010.

Tiago Magalhães Ribeiro

This dissertation aims at understanding how school education has been assigned a social function related to practices of drug use, or, in other words, understanding how drug prevention has become a demand in the Education field, being prescribed as a content that must be included in school curricula. Taking the concept of governmentality, developed by Michel Foucault, as my main analytical tool, and inspired by his style of thinking and researching, I understand the emergence of drug prevention as an effect of a political rationality that takes each individual as a management object, as well as the population as a whole; that functions from a knowledge founded on the field of Economy, performing calculations in order to obtain the maximum efficiency with the least use of power and financial resources; finally, that constitutes itself in its effectiveness by means of an apparatus of techniques, knowledges, institutions, procedures, and specialists. This research has suggested, on the one hand, that drug prevention has become a school demand deriving from the very historical characteristics of that institution, potentially capable of instituting useful, docile subjects and circulating a power that, being more preventive than repressive, is more subtle and effective in conducting conducts and implementing techniques required for the production of a safe, healthy, productive society. On the other hand, drug use has become a school subject through its configuration as a “problem”, from the strategic functioning of knowledges that, justifying and circulating a web of powers, have converted the prevention of practices of psychoactive substance use at school into a natural “issue”. 

 

Fronteiras da Natureza: laboratórios de biotecnologia sob exame antropológico. Projeto de Doutorado em Antropologia Social (previsão de conclusão: 2008).

Stelio Marras

A partir de metodologia etnográfica, este projeto pretende descrever o trabalho enormemente difícil de, grosso modo, separar Natureza e Cultura nas pesquisas laboratoriais de biotecnologia genética (em São Paulo, ao menos inicialmente), voltadas para a criação de terapêuticas. Tal trabalho, ao meu ver, parece ser decisivo para o sucesso da medicina genética. Assim como se faz nos laboratórios chamados contra-placebo, estes destinados a sintetizar a molécula medicamentosa tradicional (como os comprimidos normalmente receitados pelos médicos e disponíveis no mercado), também com a genômica, ou sobretudo com ela, se busca, como uma espécie de última fronteira, o ideal da “purificação” (B. Latour) previsto no projeto da “Constituição Moderna” (idem). Para o caso em tela, entendo que essa purificação significa separar entre, de um lado, os dados variáveis (modernamente classificados como do domínio da Cultura) e, de outro, os dados estáveis (modernamente classificados como do domínio da Natureza). Ao cabo, tal esforço consiste em eliminar a subjetividade (do doente, do médico e dos tecno-cientistas de laboratório), para assim produzir uma medicina generalizável, universal e eficaz, que enfim não dependa mais dos chamados testes contra-placebo. De fato, no horizonte da terapia genética (ainda em grande parte utópico), o que se espera é eliminar a “má razão” (conforme jargão dos tecno-cientistas) que sempre se instala no “elo intermediário” (P. Pignarre), i e, entre o fármaco e a resposta do organismo individual, razão dos referidos experimentos contra-placebo. A genômica, enfim, atuaria diretamente na causa das doenças, modificando ou eliminando seu programa de funcionamento e evolução. Mas será possível eliminar de todo a subjetividade (sempre particular e rebelde a estabilizações) e assim naturalizar (i e, estabilizar) os domínios arbitrários do humano? Portanto, interessa-me descrever, nesse âmbito circunscrito da farmacogenética, as vicissitudes de tal incrível trabalho de purificar e expandir as fronteiras do natural no homem.

Gênero e “Guerra às Drogas”: uma análise feminista da militarização das políticas sobre drogas na América Latina. Instituto de Relações Internacionais, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (previsão de conclusão: 2015).

Ana Clara Telles C. de Souza

A presente pesquisa parte do desejo de entender de que forma representações de gênero são mobilizadas discursivamente pela retórica da “guerra às drogas” articulada por atores políticos dos Estados Unidos, sobretudo, para a América Latina. Apoiando-se na literatura feminista em Relações Internacionais, mais especificamente no debate sobre a relação entre gênero, militarismo e militarização, pretendemos investigar de que maneira o processo de militarização das políticas de controle de drogas ilícitas levado adiante pelos Estados Unidos na América Latina é informado por e se utiliza de representações discursivas de gênero para obter legitimidade política. Entendendo a “guerra às drogas” como um fenômeno eminentemente discursivo – i.e., que depende de atos discursivos para estar sempre em operação –, utilizaremos a análise de discurso para refletir criticamente sobre esse cenário. Mais do que entender o impacto de políticas militarizadas na vida das mulheres, nosso objetivo é pensar como a “guerra às drogas” se sustenta discursivamente através da reprodução de representações de gênero hegemônicas e dicotômicas sobre masculinidade e feminilidade. Pretendemos, com isso, preencher uma lacuna – tanto dos estudos sobre gênero, militarismo e militarização, quanto dos estudos críticos sobre drogas ilícitas – e contribuir para a criação de uma agenda em política de drogas que relacione o controle militarizado de drogas ilícitas – em específico, na América Latina – a mecanismos de poder informados por dicotomias de gênero. Gender and the ‘War on Drugs’: a feminist analysis of militarized drug policies in Latin America. Institute of International Relations, Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro (expected conclusion: 2015). Ana Clara Telles C. de Souza This research departs from the will to understand how gender representations are mobilized in the rhetoric of the ‘war on drugs’ advanced by United States’ political leaders towards Latin America. Drawing upon the feminist literature on International Relations, specifically the debates on gender, militarism and militarization, we aim to analyze to what extent the process of militarization of drug policies of the United States to Latin America is informed by and utilizes discursive gender representation to gain political legitimacy. Departing from an understanding of the ‘war on drugs’ as a predominantly discursive phenomenon – i.e., which depends on discursive acts to be in constant operation –, we resort to discourse analysis to critically think how discursive gender representations are mobilized in this scenario. More than coming up with an understanding on the impact of militarized drug policies in women’s lives, we intend to gain knowledge on how the ‘war on drugs’ sustains itself discursively by the reproduction of hegemonic and dichotomist gender representations on masculinity and femininity. Our aim, thus, is to fill up a gap both in the literature on gender, militarism and militarization and in the critical drug policy studies, and to contribute for the creation of an agenda on drug policy that relates the militarized control of illicit drugs – specifically, in Latin America – to gendered power mechanisms.

Guerra, ritual e parentesco entre os Maxakali: um esboço etnográfico. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Museu Nacional, 2006. .

Marina Guimarães Vieira

O trabalho consiste em uma breve caracterização etnográfica do povo indígena maxakali, localizado no Vale do Mucuri, nordeste de Minas Gerais. Abordo as formas de sociabilidade maxakali em diversos contextos como o parentesco, o ritual e a guerra, no intuito de demonstrar que o socius maxakali constitui-se através de um movimento incessante de captura e domesticação de potências selvagens (estrangeiras). Procuro inserir a relação com os Brancos – muito presentes na vida atual dos Maxakali – em continuidade com as demais relações de alteridade, analisando mais detalhadamente a apropriação da escrita e da instituição escolar. Warfare, ritual and kinship among the Maxakali: an etnographic schema. Master’s dissertation in Social Anthropology, National Museum, 2006. Marina Guimarães Vieira The work consists on a brief ethnographic account of the Maxakali, an indigenous people located in the northeast part of the state of Minas Gerais. I intend to examine the Maxakali forms of sociability in various contexts, such as kinship relations, ritual, and warfare, in order to demonstrate that the Maxakali socius is constituted through a continuous movement of capture and domestication of savage (stranger) potencies. The relationship with the Whites – very present in the daily life of the Maxakali – was analyzed in continuity with the other relations of alterity, focusing on the appropriation of writing and the school institution.  

Hipertexto: o universo em expansão. Dissertação de Mestrado em Comunicação Social, UnB, 1999.

Isabela Oliveira

A dissertação explora as transformações cognitivas e sociais que estão sendo mediadas pela progressiva expansão dos hipertextos no âmbito da rede mundial de computadores, a Internet. O hipertexto, base lógica e informacional da Internet, é a expressão desse novo texto, já preconizado pela teoria crítica literária francesa. Nele, vários textos se conectam gerando um texto maior cujo significado é definido pelo caminho de leitura realizado pelo leitor. Esse fenômeno faz parte parte de uma ampla mudança social que busca ser compreendida como um evento paradigmático dentro da passagem da modernidade para a pós-modernidade, de uma cultura baseada no livro impresso para uma cultura hipertextual. Por fim, a dissertação analisa as mudanças do papel da comunicação e do comunicador diante dessa nova realidade e como as comunicações mediadas por computador tem transformado substancialmente a produção e disseminação de informação.

Hypertext: the universe in expansion. Master thesis in Social Communication, UnB, 1999.

Isabela Oliveira

This thesis explores the social and cognitive transformations that are occurring through the progressive expansion of hypertext on the Internet. The hypertext-logic and informational base of the Internet – is the expression of a new text, which was preconceived by contemporary literary theory, particularly the French one. With regard to hypertext, many texts are connected, generating a bigger text whose meanings are defined by the reading path built by the reader among different pages. In the thesis this phenomenon is analyzed as part of a wider social change that is understood as a paradigmatic event that happens in the change from modernity to post-modernity, from a culture based on print to a culture structured through hypertexts. The thesis also study the changes in the roles ofcommunication and on the people that work with it, when faced with this new reality, and how these communications through the computer are transforming substantially the production and dissemination of information in the world.

Imagens de Cura: imagens mentais espontâneas e processos de cura na Barquinha, um sistema religioso da amazônia brasileira. Tese de Doutorado em Ciências Humanas. Saybrook Graduate School and Research Center, 2006.

Marcelo S. Mercante

Nesta dissertação investigo a hipótese de uma natureza interdependente dos elementos subjetivos e objetivos de experiências conscientes dentro de um contexto espiritual. Isto foi feito através do estudo das imagens mentais espontâneas (as mirações) de pessoas em tratamento no Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte (o Centro). O Centro é uma congregação da Barquinha, um sistema religioso sincrético brasileiro onde a bebida psicoativa Ayahuasca (localmente chamada Daime) é utilizada como um sacramento. O método etnográfico, através da observação experiencial do universo religioso e simbólico do Centro, foi usado para investigar a história do Centro, as técnicas de cura utilizadas durante os rituais, os conceitos de cura e doença entre curadores e pacientes, e a relação entre as mirações e os processos de cura. Algumas narrativas sobre as mirações e as experiências de cura foram coletadas, e cinco delas foram analisadas mais cuidadosamente. A conjunção da ingestão do Daime e a participação nas cerimônias parecem promover efetivamente a ocorrência das mirações. Estas foram consideradas pelos participantes na pesquisa como um processo de percepção interna, o momento quando diferente entidades (corpo físico, pensamentos, sentimentos, cultura, emoções, mente, alma, espaço espiritual, etc.) são conectados dentro da consciência. A experiência das mirações foram consideradas como a fonte da cura. No Centro, as doenças são consideradas como tendo uma fonte espiritual, sendo entendidas como um desequilíbrio de forças. Cura é considerada como sendo efetivada quando a pessoa doente se coloca dentro de uma hipotética “corrente de energia curadora” que é sentida durante as cerimônias. As mirações mediam e tornam conscientes um todo coerente e trabalhável que engloba o ritual, o Daime, os processos de auto-transformação/conhecimento/exploração, elementos da consciência individual, condições fisiológicas, e fatores do espaço espiritual. Acredita-se que as mirações ocorrem em um espaço espiritual não-físico, ainda que bastante objetivo, que se acredita que seja compartilhado pelos participantes nas cerimônias. Este espaço espiritual é visto como não-material e multi-dimensional, englobando e formatando o mundo material. Este espaço espiritual é percebido como básico, gerando disposições, intenções, e significados, e contendo dentro de si os níveis físicos e psicológicos da existência. A exploração deste espaço durante as cerimônias foi considerado como algo capaz de acelerar o desenvolvimento espiritual das pessoas. Images of healing: spontaneous mental imagery and healing process of the Barquinha, a Brazilian ayahuasca religious system. Ph.D Thesis in Human Sciences. Saybrook Graduate School and Research Center. 2006. Marcelo S. Mercante This dissertation undertook to investigate the hypothesized interdependent nature of subjective and objective elements of conscious experience within a spiritual context. This was done by studying the spontaneous mental imagery (the mirações) of people under treatment in the Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte (the Center). The Center is a congregation of the Barquinha, a Brazilian syncretic religious system that uses the psychoactive beverage Ayahuasca (locally called Daime) as a sacrament. The ethnographic method, via experiential observation of the religious and symbolic universe of the Center, was used for investigating the Center’s history, the healing techniques implemented during rituals, the concepts of healing and sickness among healers and patients, and the relationship between mirações and the healing process. Several narratives about mirações and healing experiences were collected on site, and five were analyzed more carefully. The conjunction of ingestion of Daime and the participation in the ceremony appeared to reliably promote the occurrence of the mirações. These were considered by the participants as a process of inner perception, the moment when different entities (physical body, thoughts, feelings, culture, emotions, mind, soul, spiritual space, etc.) become connected within their conscious awareness. The experience of mirações was considered to be the source of healing. At the Center, sickness is considered to have a spiritual source, being understood as an unbalance of forces. Healing is considered to be accomplished when one puts oneself into a hypothetical “current of healing energy” that is felt during the ceremonies. Mirações mediated and made conscious a coherent and workable whole that encompassed the ritual, the Daime, the processes of self-transformation/knowledge/ exploration, elements of the individual’s consciousness and physiological condition, and factors in a spiritual space. Mirações were believed to occur in a non-physical although very objective spiritual space, one believed to be shared by participants in the ceremonies. This spiritual space is thought to be non-material and multi-dimensional, nesting and informing the material world. This spiritual space is perceived as basic, generating dispositions, intentions, and meanings, and as containing within it the physical and psychological levels of existence. The exploration of that space during a ceremony was considered to accelerate one’s spiritual development. http://www.neip.info/downloads/MERCANTE_PhD.pdf

Images of healing: spontaneous mental imagery and healing process of the Barquinha, a Brazilian ayahuasca religious system. Ph.D Thesis in Human Sciences. Saybrook Graduate School and Research Center. 2006.

Marcelo S. Mercante

This dissertation undertook to investigate the hypothesized interdependent nature of subjective and objective elements of conscious experience within a spiritual context. This was done by studying the spontaneous mental imagery (the mirações) of people under treatment in the Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte (the Center). The Center is a congregation of the Barquinha, a Brazilian syncretic religious system that uses the psychoactive beverage Ayahuasca (locally called Daime) as a sacrament. The ethnographic method, via experiential observation of the religious and symbolic universe of the Center, was used for investigating the Center’s history, the healing techniques implemented during rituals, the concepts of healing and sickness among healers and patients, and the relationship between mirações and the healing process. Several narratives about mirações and healing experiences were collected on site, and five were analyzed more carefully. The conjunction of ingestion of Daime and the participation in the ceremony appeared to reliably promote the occurrence of the mirações. These were considered by the participants as a process of inner perception, the moment when different entities (physical body, thoughts, feelings, culture, emotions, mind, soul, spiritual space, etc.) become connected within their conscious awareness. The experience of mirações was considered to be the source of healing. At the Center, sickness is considered to have a spiritual source, being understood as an unbalance of forces. Healing is considered to be accomplished when one puts oneself into a hypothetical “current of healing energy” that is felt during the ceremonies. Mirações mediated and made conscious a coherent and workable whole that encompassed the ritual, the Daime, the processes of self-transformation/knowledge/ exploration, elements of the individual’s consciousness and physiological condition, and factors in a spiritual space. Mirações were believed to occur in a non-physical although very objective spiritual space, one believed to be shared by participants in the ceremonies. This spiritual space is thought to be non-material and multi-dimensional, nesting and informing the material world. This spiritual space is perceived as basic, generating dispositions, intentions, and meanings, and as containing within it the physical and psychological levels of existence. The exploration of that space during a ceremony was considered to accelerate one’s spiritual development.

Junto e Misturado: Imanência e Transcendência no PCC. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, UFSCar, 2009.

Karina Biondi

O Primeiro Comando da Capital (PCC), coletividade originada em prisões paulistas na década de 1990, sofreu profundas transformações com a adição da “Igualdade” aos seus “ideais”. Esta incorporação instaurou uma tensão que infiltra e percorre as capilaridades do PCC, implicando formações e supressões simultâneas de focos de poder, ao lado de construções e dissoluções simultâneas de hierarquias. Diversos mecanismos e estratégias passaram a ser acionados para a construção de um “Comando” entre “iguais”, instaurando tensões em toda sua dimensão política. Este trabalho aborda o modo de funcionamento do PCC a partir da descrição de diversos planos por meio dos quais sua política é operada. Um destes planos refere-se ao PCC como uma força transcendente, cuja abordagem me conduziu à elaboração de torções que permitissem refletir acerca de uma antropologia imanentista sobre uma construção de transcendência, uma antropologia que permita pensar o transcendente sem considerá-lo preeminente. É o PCC-transcendência, produzido na imanência e a ela misturada, que permite processos de desterritorialização sucessivos, concomitantes a fenômenos de desindividualização e que sustenta a existência dessa formação social sem um vínculo territorial estável, possibilitando a presença do PCC mesmo onde não encontramos seus membros.

 

Together and Mixed: Immanence and Transcendence in PCC. Master Thesis in Social Anthropology, University of São Carlos (UFSCar), 2009.

The Primeiro Comando da Capital (PCC), a collectivity originated inside prisons in the state of São Paulo in the early 1990s, underwent deep transformations with the addition of “Equality” to its ideals. The incorporation of this principle has instituted a tension that infiltrates and runs through the capillaries of the PCC, effecting simultaneous formations and suppressions of power foci, alongside concurrent constructions and dissolutions of hierarchies. A series of mechanisms and strategies have been triggered in order to set up a “Command between equals”, establishing tensions in all its political dimensions. This work approaches the functioning of the PCC through the description of diverse plans by which its politics is operated. One of these plans concerns the PCC as a transcendental force, whose investigation led to theoretical wrings that enabled me to reflect about the construction of a transcendence by means of an immanentist anthropology, that is, an anthropology that allows the understanding of transcendence and the means of its production without considering it preeminent. It is the PCC-transcendence, produced in the immanence and to it mingled, that allows successive processes of deterritorialization concomitant to desindividualization phenomena, and supports the existence of this social formation without a firm territorial link, enabling the presence of the PCC even where we do not find its members.

La légitimité des rituels de l’ayahuasca et du peyotl: entre liberté religieuse et déterminisme culturel (A Legitimidade dos Rituais da Ayahuasca e do Peiote: Entre Liberdade de Religião e Determinismo Cultural). Tese de Mestrado em Direito Internacional. .

Hughes Brisson

Nessa tese, analisamos dois exemplos de práticas de usos de drogas ligadas à reprodução das identidades, porém que, perante a hegemonia da maneira que as «drogas» são percebidas em nossa sociedade, são freqüentemente relegadas aos confins da marginalidade. Observamos como o ritual da ayahuasca, originalmente indígena, tornou-se uma prática híbrida no Brasil através da sua adoção por grupos religiosos. Esses conseguiram o reconhecimento oficial pelo Estado brasileiro da legitimidade e da legalidade dos seus rituais, e passaram a se expandir para algumas cidades da Europa e dos Estados Unidos. A tese observa como se da a luta pela sua legitimidade quando ingressam o mundo globalizado e enfrentam o discurso hegemônico Ocidental. A seguir, analisamos o exemplo do peiote, que é usado pelas populações indígenas da América do Norte em rituais religiosos. Esse cacto psicoativo é proibido nos Estados Unidos, porém, existe um regime de exceção permitindo o seu uso religioso. Analisamos o discurso usado para justificar essa exceção jurídica. Informada pela crítica pós-colonial, principalmente pelos conceitos do hibridismo e da resistência, a tese compara o caso da ayahuasca e do peiote e constata que a legislação norte-americana relativa ao peiote ignora o aspecto híbrido deste ritual e o associa à “cultura dos povos indígenas”, terminando por promover um determinismo cultural. A legislação permitindo o uso religioso do peiote tem contribuído, desta forma, para fixar este ritual e consolidar a construção subjetiva do indian. A legitimidade da ayahuasca, ao contrário, vem do reconhecimento de seu uso no contexto de uma religião, em vez de um traço cultural de determinada população étnica. Os grupos ayahuasqueiros conseguiram reter autonomía sobre suas identidades e garantir que seus aspectos híbridos sejam considerados na suas relações com o Estado. La légitimité des rituels de l’ayahuasca et du peyotl: entre liberté religieuse et déterminisme culturel. (The Legitimacy of the Ayahuasca and Peyote Rituals: Between Freedom of Religion and Cultural Determinism). Master Thesis in International Law and International Relations. Faculté de science politique et de droit, Université du Québec à Montréal, Montréal, 2011. Some uses of psychoactive substances are considered to be legitimate because they are part of the way individual and collective identities are reproduced, but such practices are confined to marginality because of the hegemonic way ¨drugs¨ are perceived. This thesis, mainly grounded in post-colonial theories, focuses on two examples of such legitimate practices. First, we observe how the ayahuasca ritual, originally developed by indigenous peoples, was hybridized to incarnate itself in new syncretistic religious groups in Brazil. In their own country, these religious groups succeeded in gaining State recognition of the legitimacy and legality of their practices. Nowadays, these groups are expanding and are establishing themselves in various European and North American cities. We analyze the means used by these groups to establish their legitimacy when they enter the globalized world and meet the Western hegemonic discourse. Second, we focus on the example of peyote, a psychoactive cactus used religiously by some North American indigenous peoples. Despite being prohibited under United States law, a juridical exception exists, permitting the religious use of peyote. Through discourse analysis, we scrutinize how this juridical exception was justified. Guided by post-colonial theories of hybridity and resistance, we then compare these two cases and show that, ignoring the hybrid nature of the ritual, the United States legislation permitting the religious use of peyote stems from a construction of the indigenous peoples rooted in cultural determinism. The case of the ayahuasca ritual can been seen on the opposite end of the spectrum, as its legitimacy is defended on the basis of it being a religion instead of a cultural trait. By choosing and investing energy in areas of resistance that were favorable to them, Brazilian religious groups succeeded in protecting their own agency over the definition of their identity while ensuring that the hybridity of the ritual is recognized in their relations with the State. The case of peyote is quite different, as this ritual remains a practice that stems from a cultural disposition unique to indigenous peoples; United States law, in a majority of cases, validates this discourse. Therefore, this legislation both contributes to establish the peyote ritual as an ancient, static practice and works to consolidate the subjective construction of the Indian.

La vida como proceso de sanación. Prácticas chamánicas del alto Amazonas en torno a la ayahuasca en España. Tesis Doctoral, Departamento de Antropología Social, Universidad Complutense de Madrid, 2015.

Santiago López Pavillard


Esta investigación describe y analiza prácticas chamánicas del alto Amazonas en torno al uso ceremonial de la ayahuasca en España. Los datos proceden del trabajo de campo multisituado que se desarrolla entre agosto de 2008 y agosto de 2014, principalmente en España, y de manera secundaria en Perú. La descripción de las ceremonias de ayahuasca se centra en la actividad de un conjunto de chamanes, tanto españoles como nativos de las regiones amazónica y andina. Esta investigación parte de la hipótesis según la cual esta racionalidad alternativa se fundamenta en una episteme coherente, constituida por tres elementos básicos: (a) la concepción energética o espiritual de la realidad; (b) la agencia espiritual que poseen los chamanes del alto Amazonas, adquirida mediante un proceso de formación específico llamado ‘dieta’; y (c) por el tipo de intencionalidad ética en su interacción y mediación entre los ‘espíritus’ y un grupo humano. El método empleado en el trabajo de campo ha sido la observación participante, y dos de sus variantes: la participación colaborativa, y la participación radical. La participación radical es el método seguido para interpretar, describir y analizar el trabajo de los chamanes durante las ceremonias de ayahuasca. Este método se define como el medio para experimentar lo que experimentan los informantes. El empleo del método de participación radical se justifica teóricamente en el llamado giro ontológico, cuyo lema central es ‘tomarse en serio’ a los informantes, y el giro descolonial, que propugna una decolonización del saber, que lleva aparejada una decolonización del ser, provocando su transformación.


Life as a healing process. Upper Amazon shamanic practices around the ayahuasca in Spain. PhD Dissertation, Social Anthropology Department, Complutense University of Madrid, 2015.

This research describes and analyses Upper Amazon shamanic practices around the ceremonial use of ayahuasca in Spain. The multi-sited fieldwork was done between August 2008 to August 2014, primarily in Spain, and secondarily in Peru. The description focuses on the activity of a group of shamans, some of Spanish origin and some native to the Amazon and Andean regions, during ayahuasca ceremonies. The research hypothesis is that the shamans alternative rationality is based on a coherent episteme consisting of three basic elements: (a) their energetic or spiritual conception of reality; (b) their spritual agency, that is acquired through a specific training process called ‘diet’; and (c) the ethical intentionality in their interaction and mediation between the ‘spirits’ and a human group. The method used in the fieldwork was participant observation and two of its variants: collaborative participation and radical participation. Radical participation is the method used to interpret, describe and analyse the work of shamans during ayahuasca ceremonies. This method is defined as the means to experience what informants are experiencing during ceremonies. The use of radical participation is justified theoretically in two ways: in the so-called ontological turn and its ‘taking informants seriously’ leitmotiv, and the decolonial turn which advocates a decolonization of knowledge that entails a decolonization of the being and, consequently, its transformation.

Las Comunidades Eclesiales de Base: Analysis and Critique of a n Exemplary Model. Master Thesis. Master in Sacred Theology (STM), Chicago Theological Seminary, 1990. .

Andrew Dawson

The thesis offers an overview of the development of the base ecclesial community as an exemplary model of ecclesial life. The work looks at the various narrative representations of the base ecclesial community and compares and contrasts their discursive claims in respect of the model’s social and organisational efficacy.

Mezinhas, Filtros e Triacas: as drogas no mundo moderno. Dissertação de Mestrado em História Social, USP, 1993.

Henrique Carneiro

A dissertação trata dos usos de drogas na época moderna, abordando os herbários e livros de medicina, especialmente do século XVI, entre os quais destaca-se o Colóquio dos Simples, Drogas e Coisas Medicinais da Índia, do médico cristão-novo Garcia da Orta, publicado em Goa, na Índia, em 1563. Este e outros cronistas de época são investigados em suas atitudes e saberes diante das plantas, vegetais, animais e substâncias de poderes mágicos (como a pedra bezoar e as triagas) usadas como drogas pelas tradições populares e pelas medicinas oficiais para traçar um percurso na história moral e cultural da ciência.

Mil Fitas: Proteções na e para a Cracolândia. Interposições e Diálogos entre Pesquisas, Trabalhos e Militâncias. Tese de mestrado em Antropologia. Instituto de Estudos Brasileiros, Universidade de São Paulo (previsão de conclusão: agosto de 2017)

Roberta Marcondes Costa


A proposta dessa pesquisa é refletir sobre a Cracolândia a partir de mediações e entrelaçamentos que existem entre os trabalhos de redução de danos, as pesquisas e as militâncias. A noção de proteção que conduz o debate será utilizada de forma ampla considerando aquelas das quais os atores se utilizam para estar no território; as que possibilitam a Cracolândia (r)existir, e também o território como espaço protegido de uso de crack. Os diferentes lugares de atuação são vistos aqui como formas de proteção no território e fora dele. A reflexão se utiliza das vivências registradas em cadernos de campo produzidos em diferentes momentos de atuação, a saber: como militante para organizar protestos contra a violência do Estado; no trabalho como redutora de danos pelo Centro de Convivência É de Lei; na atuação como ativista do Coletivo Sem Ternos – de usuários e trabalhadores que atuam na região; e na proposta de residir na Cracolândia por uma semana. O objetivo, portanto, é colocar estas diferentes perspectivas de atuação em diálogo na produção de um trabalho acadêmico que se utiliza de trocas com diversos atores – trabalhadores, usuários, pesquisadores e (ex)gestores – convidados a pensar de forma coletiva a produção de conhecimento sobre o território, suas proteções e seus lugares de atuação.


Mil Fitas: Protections in and for Cracolândia. Screenplay interposition between research, work and militancy. Master´s Thesis in Anthropology. Institute of Brazilian Studies, University of São Paulo (expected conclusion: August 2017.)

This research´s proposal is to discuss Cracolândia taking into account the mediations and entanglements that exist among harm reduction work, research and militancy. The debate uses a wide notion of protection considering those which are used by the actors to be in the territory; those that enable Cracolândia exists/resist and also the territory as a protected space of crack use. These different places of action are seen here as forms of protection in and out the territory. The reflection uses the experiences documented in field notes produced at different moments of action, namely: as an activist organizing protests against state violence; as a harm reduction worker at the NGO “É de Lei”; acting within the social movement of users and workers called “Sem Ternos” and finally using the experience proposal to reside in Cracolândia for a week. Therefore the aim is to relate these different perspectives building an academic work that dialogues with a variety of stakeholders – employees, users, researchers and (former) managers invited to think collectively the production of knowledge on the territory, its protections and their places of activity.

Mobilização rápida de citrocomo-oxidase por estimulação sensorial em córtex visual de gatos e primatas. Dissertação de Mestrado em Biofísica (Neurobiologia), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 1994. .

Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro

A dissertação de mestrado consistiu de duas partes. Na primeira parte da dissertação, demonstrei que o córtex visual de gatos possui colunas celulares de alto metabolismo respiratório. Tais colunas ou “blobs” são responsáveis pelo processamento da informação cromática em primatas. Utilizamos a técnica histoquímica da citocromo-oxidase em neocórtex aplanado de gato (n=25). Verificamos que os blobs dos gatos são de menor diâmetro e com distribuição espacial mais difusa, em comparação com os blobs dos primatas. Na segunda parte da dissertação, explorei a possibilidade de que a estimulação visual estroboscópica por 60 minutos poderia aumentar a reatividade da citocromo oxidase. Os resultados sugeriram a ocorrência de uma rápida mobilização de citocromo oxidase em gatos (n=25) e macacos-prego (n=3). Fast mobilization of cytochrome-oxidase by sensory stimulation in the visual cortex of cats and primates. Master thesis in Biophysics (Neurobiology), Federal University of Rio de Janeiro (UFRB), 1994. The M.Sc. dissertation consisted of two parts. In the first part, I demonstrated that the visual cortex of cats contains cell columns of high respiratory metabolism. These columns or “blobs” are responsible for the processing of chromatic information in primates. We used cytochrome oxidase histochemistry in flat cat neocortex (n = 25). We found that blobs in cats are of smaller diameter and have a more diffuse spatial distribution than blobs in primates. In the second part of the dissertation, I explored the possibility that stroboscopic visual stimulation for 60 minutes could increase the reactivity of cytochrome oxidase. The results suggested the occurrence of a rapid mobilization of cytochrome oxidase in cats (n = 25) and capuchin monkeys (n = 3).

Modulações de sentidos na experiência psicotrópica. Tese de Doutorado em Psicologia, Universidade Federal Fluminense, 2014.

Sandro Eduardo Rodrigues

A presente tese propõe articular a experiência psicodélica ao cuidado de usuários de psicotrópicos prescritos em saúde mental. Para tanto, apresentamos a Gestão Autônoma da Medicação (GAM), uma abordagem de intervenção em saúde mental pautada na valorização da experiência dos usuários de psicotrópicos. O problema da presente pesquisa emerge como fora-eixo da GAM, dando relevo à análise de implicações, procedimento metodológico para extrair o excesso de pessoalidade na redação do fora-texto da pesquisa, ou seja, o material usualmente excluído das publicações científicas oficiais. Para auxiliar na redação desse fora-texto, algumas ferramentas são introduzidas como recursos estilísticos consistentes com o material trabalhado, tal como o discurso indireto livre, de Mikhail Bakhtin, e os ritmos acelerados, saltos, cortes e dobraduras do tempo, herdados dos artistas beat, sobretudo como utilizados nas rotinas – invenção literária de William Burroughs. A tese faz uma apresentação da experiência psicodélica, desde a primeira síntese do LSD-25, em 1938, passando por pesquisas científicas, militares, clínicas, místicas, artísticas e político-culturais, com especial atenção ao acid rock, ou rock psicodélico, e às considerações de Timothy Leary, Ralph Metzner e Richard Alpert no que diz respeito tanto à influência das disposições pessoais (set) e ambientais (setting) quanto à distinção, na experiência psicodélica, de três fases (ou bardos), baseadas no Livro Tibetano dos Mortos, que entendemos como uma primeira fase de transcendência completa, prerreflexiva, sem qualquer distinção entre dentro e fora (para além do espaço-tempo, da linguagem e de si); uma segunda, de controle egoico, que envolve tentativas alucinantes e delirantes de demarcação de limites identitários; por fim, um período de retorno ao jogo da realidade rotineiro, das distinções entre dentro e fora, mas com limites mais alongados, flexíveis e expandidos. Em seguida, apresentamos o fora-eixo da pesquisa de campo realizada em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), entre março e novembro de 2011. Na pesquisa de campo, experimentamos a ação de três vetores, produzindo distintos movimentos de subjetivação: um vetor de exclusão, produtor de fechamento; um de inclusão, produtor de abertura; e um vetor de repulsão, produzindo paranoia, que serviu-nos para ressaltar o caráter desafiante que envolve a inclusão do fora. Com isso, cumprimos nosso objetivo, na expectativa de que a partilha de uma sensibilidade psicodélica auxilie na formação estético-política de trabalhadores do campo da saúde mental. Modulations of senses in psychotropic experience. PhD Thesis in Psychology, Universidade Federal Fluminense, 2014. This thesis sets out to explore the interconnections between psychedelic experience and themental health care prescribed for psychotropic drug users. This aim in mind, I present an approach to mental health intervention, Autonomous Medication Management (AMM), that values the experience of psychotropic drug users. The problem examined in this research emerges as an off-axis variant of AMM, highlighting the analysis of its implications as amethodological procedure to extract the excess personalization involved in writing the outside-the-text of the research – i.e. the material usually excluded from official scientific publications. To help write this outside-the-text, various tools are introduced as stylistic resources consonant with the material under examination, such as Mikhail Bakhtin’s free indirect discourse, and the accelerated rhythms, jumps, cuts and foldings of time inheritedfrom the beat writers, in particular the kind found in the routines invented by William Burroughs. The thesis describes psychedelic experiences from the first synthesis of LSD-25 in1938 to scientific, military, clinical, mystic, artistic and politico-cultural research, focusing especially on acid rock, or psychedelic rock. Here I turn to the ideas of Timothy Leary, Ralph Metzner and Richard Alpert on both the influence of personal dispositions (set) and environmental dispositions (setting) and the differentiation of three phases (or bardos) in psychedelic experience, derived from the Tibetan Book of the Dead: a first phase of complete, pre-reflexive transcendence, with no distinction between outside and inside (beyond space-time, language and self); a second phase, controlled by the ego, involving hallucinatory and delirious attempts to delimit identity boundaries; and finally a period of return to the game of everyday reality and the distinctions of outside and inside, but now with more flexible, stretched and expanded boundaries. Next I present the off-axis variant of the field research conducted in a Psychosocial Care Centre (CAPS) between March and November 2011. In this field research, we experienced the action of three vectors, each producing distinct movements of subjectification: a vector of exclusion, producing closures; a vector of inclusion, producing openings; and a vector of repulsion, producing paranoia, which served to emphasize the challenges involved in the inclusion of the outside. In reaching this conclusion, the thesis anticipates that the sharing of a psychedelic sensibility can assist in the aesthetic-political training of workers in the mental health field. http://www.neip.info/html/objects/_downloadblob.php?cod_blob=1555

Na mirada da guerra: conflito e política internacionais. Projeto de Doutorado em Ciências Sociais (Relações Internacionais), PUC-SP (previsão de conclusão: março de 2007).

Thiago M. S. Rodrigues

O binômio guerra/paz é tema chave no estudo das Relações Internacionais. O próprio nascimento desse campo de saber se deu após a Primeira Grande Guerra, nos marcos da discussão sobre a possibilidade ou não da criação de instrumentos que permitissem evitar a eclosão de novas guerras. No entanto, o debate sobre a prática da guerra e a celebração de concórdias ficou circunscrito, no âmbito das Relações Internacionais, aos limites teóricos da lógica do Estado. A guerra, todavia, é um fenômeno humano que antecede o surgimento do Estado, permanece durante os séculos de primazia da ordem estatal e dá provas de sua continuidade em tempos nos quais se discute o fim do modelo de Estado vestfaliano. Desse modo, a partir das noções foucaultianas de poder e política, pretende-se investigar as contemporâneas manifestações da guerra, entendendo-a como um fenômeno que escapa às demarcações tradicionais da ciência política e da estratégia militar para ser um acontecimento que vai além dos Estados, estando presente neles, nas relações entre eles e em outros níveis de embate. Assim, objetiva-se alcançar uma outra perspectiva para a decifração dos conflitos na atualidade que não ambicione a elaboração de paradigmas ou teorias, mas invista na problematização da guerra como uma análise em movimento. A meta maior dessa pesquisa é verificar que a compreensão das metamorfoses da guerra contemporânea tem o poder de abalar as noções basilares das Relações Internacionais que se lastreiam em noções tradicionais de guerra, paz , segurança e Estado.

Natureza de mulher, nome de mãe, marca de negra: Identidades em trânsito e políticas do corpo na comunidade quilombola de Boa Vista dos Negros. Dissertação de mestrado em Antropologia Social, Universidade Federal de Rio Grande do Norte, 2010. .

Ana Gretel Echazú Böschemeier

As políticas de saúde destinadas às mulheres da comunidade quilombola de Boa Vista são, de forma geral, as mesmas  destinadas ao resto das mulheres da região rural do Seridó norte-rio-grandense e também as que correspondem as regiões marginais do Brasil inteiro. Aqui, o corpo feminino é concebido sob parâmetros universalizantes que o tornam uma entidade homogênea e comparável com os outros corpos femininos a partir da sua tradução em índices, taxas e estatísticas. Nesse sentido, postulamos que são corpos nus, cuja intervenção não leva em conta os traços exteriores, aqueles chamados de culturais, como marcadores de identidade. Por outro lado, a noção de Saúde da Mulher Negra proposta por recentes políticas de Estado em âmbito nacional, mostra-se inexistente na comunidade. O corpo que exalta-se hoje a partir dos parâmetros da reivindicação étnica na comunidade é um corpo que se afirma como negro, mas também belo, jovem e, sobretudo, forte; aonde a noção estatal de saúde não penetra. Desta forma, as duas políticas concebem sujeitos sociais diferentes.  Porém, existe outro espaço, que é o espaço das práticas vernáculas, no qual as mulheres experimentam sim a articulação entre a feminilidade e a negritude, mas sob outros parâmetros que são local e historicamente delineados. Aqui, tanto as trajetórias das mulheres quanto as redes de parentesco e cuidado locais conformam-se como especialmente significativas, ajudando a compreender as concepções sobre o corpo das mulheres desta comunidade, e revelando a importância da maternidade como princípio ordenador de identidades sociais. Para isso, foi feito um trabalho de observação participante, com realização de uma série de 30 entrevistas com mulheres de Boa Vista e foi implementado um estudo das redes de parentesco organizadas ao redor do termo mãe. Assim, demonstramos que existe um espaço prenhe de significados sobre o corpo feminino e a feminilidade que é construído a partir de uma interpretação local da tríplice condição de mulher, de mãe e de negra. “Natureza de mulher, nome de mãe, marca de negra” (Women´s nature, mother´s name, black´s mark): Identities in transit and body politics in the quilombola community of Boa Vista dos Negros. Master Thesis in Social Anthropology, Universidade Federal de Rio Grande do Norte, 2010. Health policies aimed at women of the quilombola community of Boa Vista are, in general, quite similar to those aimed at rural women of the Seridó region, in the state of Rio Grande do Norte, as well as to health policies aimed at women in other peripheric regions throughout Brazil. In these policies, the female body is conceived according to universal parameters that transform it into a homogeneous entity, allowing comparisons with other female bodies once they are translated into indexes, rates and statistics. In this sense, they are regarded as naked bodies, and external traits, i.e. cultural traits, are not considered as identity markers. However, the notion of “Health of the Black Woman” [“Saúde da Mulher Negra”], recently introduced in national health policies, does not exist in this particular community. The community claims that ethnic parameters for public policies aimed at women should regard them as not only being black, but also beautiful, young, and above all strong, a conceptualization of the female body that the State’s official position on health is unable to address. Evidently, the two policies have different conceptions of the social agents. However, there is another space, the space of folk practices, in which women are both feminine and black [negritude], but according to locally and historically defined parameters. In this space, the women’s trajectories, as well as their local webs of kinship and care are especially significant in helping us understand the particular conceptions of the female body that are imagined and practiced by the Boa Vista community. They also reveal the importance of maternity as an organizing principle of social identities. According to the method of participant observation, a series of 30 interviews was conducted with Boa Vista women and a survey was conducted of local webs of kinship and care organized around the term mãe. Results showed the existence of a space with a wide range of meanings of the female body and feminity constructed from the local interpretation of the triple condition of mulher, mãe and negra.

Negociando sentidos e normatividades: uma etnografia sobre os processos de regulamentação da ayahuasca no Brasil e nos EUA. Dissertação de Doutorado em Antropologia Social, Universidade de São Paulo (expectativa de conclusão: 2017).

Henrique Fernandes Antunes

A disseminação do uso da ayahuasca a nível global vem gerando a necessidade por parte de diversos Estados nacionais de equacionar a questão do consumo da bebida, assim como as implicações de sua possível regulamentação ou proibição. Tais processos vêm atingindo uma escala internacional ampla, reverberando questões concernentes ao consumo e tráfico de substâncias psicoativas, segurança e saúde pública, liberdade religiosa, dentre outros temas que circundam o debate em torno do uso da ayahuasca. Assim, a pesquisa em questão propõe uma etnografia dos processos de negociação dos sentidos, da estabilização de categorias e da construção de normatividades, a partir de um estudo comparativo sobre os processos de regulamentação da ayahuasca no Brasil e nos EUA. Negotiating meanings and normative issues: An ethnography on the processes of regulation of ayahuasca in Brazil and the USA. PhD Dissertation in Social Anthropology, University of São Paulo (expected conclusion: 2017). The widespread use of ayahuasca globally is creating the need by many nation states to equate the issue of its consumption, as well as the implications of the possible regulation or prohibition. Such processes are reaching a wide international scale, reverberating issues concerning the consumption and trafficking of psychoactive substances, public health and safety, freedom of religion, among other topics surrounding the debate on the use of ayahuasca. Thus, the research in question proposes a ethnography concerning the negotiation of meanings, the stabilization of categories and the construction of normativities, from a comparative study on the regulatory processes of ayahuasca in Brazil and the USA.

Neochamanismo en América Latina: una cartografía desde el Uruguay. Tese de doutorado em Antropologia Social. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (previsão de conclusão: 2016).

Juan Scuro

A tese mostra os processos de formação e transformação das principais fontes de neoxamanismo na América Latina que chegam ao Uruguai. As religiões ayahuasqueiras brasileiras, o vegetalismo peruano e o caminho vermelho mexicano são os pontos de partida de discursos e práticas que conformam o dispositivo do neoxamanismo. Através do método cartográfico se expõe a amplitude e especificidade de cada uma destas linhas neoxamânicas observando as interpelações que produzem aos paradigmas hegemónicos euro-centrados. O neoxamanismo é compreendido não em quanto categoria classificatória de sujeitos, mas como um dispositivo, um conjunto de discursos, imaginários e práticas produtoras de subjetividades. Desde o paradigma da modernidade/colonialidade tenta-se compreender a eficácia do dispositivo do neoxamanismo na América Latina analisando os seus componentes discursivos que transitam entre potencialidades decoloniais e tentativas neocoloniais, sendo essa distinção entre de e neo objeto de análise em si mesma.

Neoshamanism in Latin America: A Cartography from Uruguay. PhD thesis in Social Anthropology. Federal University of Rio Grande do Sul, Porto Alegre (expected conclusion: 2016).

The thesis shows the processes of formation and transformation of the main sources of neoshamanism in Latin America arriving to Uruguay. The Brazilian Ayahuasca Religions, Peruvian Vegetalismo and Mexican Red Road are the starting points of discourses and practices that make up the dispositif of neoshamanism. Through the cartography method it is exposed the amplitude and specificity of each neoshamanic traditions observing the interpellations these traditions produce to the hegemonic euro-centric paradigms. Neoshamanism is understood not as a classificatory category of subjects but as a dispositif, that is, a set of discourses, imaginaries and practices that produces subjectivities. From the paradigm of modernity/coloniality is tried to understand the effectiveness of this dispositif in Latin America analyzing its discursive components transiting between potential decolonial practices and neocolonial attempts, being this distinction between de and neo analyzed itself.

No Uruguai também há Santo Daime: etnografia de um processo de transnacionalização religiosa. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

Juan Scuro

Este trabalho versa sobre a transnacionalização da religião Santo Daime para o Uruguai a partir da década de 1990. O trabalho mostra como se produziu esta transnacionalização e quais os mecanismos que essa nova alteridade gera num novo contexto nacional. Traça certos aspectos que singularizam o campo religioso uruguaio para compreender o contexto no qual o Santo Daime se insere. Propõe-se identificar traços de uma subjetividade daimista que se transnacionaliza. O conjunto da dissertação evidencia como a modernidade brasileira é produtora de religião. A etnografia começou de forma multissituada, realizada em três igrejas daimistas localizadas em três cidades diferentes: Porto Alegre (Brasil), Santana do Livramento-Rivera (fronteira Uruguai-Brasil) e Montevidéu (Uruguai); porém, a ênfase recaiu na comunidade daimista uruguaia. Finalmente propõe, tensionando o próprio método multissituado, uma articulação dos diferentes contextos em questão.

Palavras chave: Santo Daime, Ayahuasca, Uruguai, Brasil, Transnacionalização religiosa.

In Uruguay there is also Santo Daime: an ethnography of religious transnationalization. Master thesis in Social Anthropology. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

This dissertation deals with the transnationalization of the Santo Daime religion to Uruguay from the 1990s. The work shows how this process occurred and which are the mechanisms that this new alterity mobilize in a new national context. Traces some aspects that singularize the Uruguayan religious field to understand the context in which the Santo Daime is integrated. Aims to identify traces of a daimista subjectivity that is transnationalized. The whole dissertation shows how brazilian modernity is religious producer. The ethnography begins multi-sited, in three daimista churches, located in three different cities: Porto Alegre (Brazil), Rivera-Santana do Livramento (Uruguay-Brazil border) and Montevideo (Uruguay). However, the emphasis was on uruguayan daimista community. Finally propose, stressing the multi-sited method an articulation of the different contexts in question.

Keywords: Santo Daime, Ayahuasca, Uruguay, Brazil, Religious Transnationalization.

O bem beber e a embriaguez reprovável segundo os Povos Indígenas do Uaçá. Tese de Doutorado em Antropologia Social, USP, 2006.

Laércio Fidelis Dias

O objetivo desta tese é a análise dos significados simbólicos do consumo de bebidas alcóolicas entre os grupos indígenas Karipuna, Galibi Marworno, Palikur e Galibi de Oiapoque, todos localizados no extremo norte do Estado do Amapá, nas Terras Indígenas Uaçá, Juminã e Galibi. Já está bastante estabelecido na literatura antropológica sobre o tema que, onde quer que um ou mais tipos de bebida alcoólica estejam disponíveis, seu consumo é utilizado para definir o mundo social em termos de significados simbólicos. São poucas ou nenhuma as bebidas “neutras”, sem significado. Toda bebida é um veículo simbólico, carrega uma mensagem. Identifica, discrimina, constrói e manipula sistemas sociais, valores, relações interpessoais, normas e expectativas de comportamento. O pressuposto básico do trabalho é de que o consumo do álcool é feito sob orientação de padrões socioculturais que o estruturam e são sua fonte de sentido. O que e por que se consome, os seus efeitos no comportamento e a avaliação deste, só podem ser explicados com referência a esses padrões. Assim sendo, o estudo dos significados simbólicos do consumo de bebidas alcóolicas entre os grupos indígenas do Uaçá possibilitará compreender quais são os padrões indígenas de consumo e, a partir daí, entender suas percepções do bem beber e da embriaguez reprovável. A hipótese é de que o consumo de bebidas alcoólicas entre os grupos indígenas do Uaçá é ambivalente, ou seja, a qualificação de seu consumo é positivada quando for expressão de sociabilidade adequada entre as famílias, entre os grupos e destes com o sobrenatural, e é tornada negativa quando representar ruptura dessa sociabilidade. O bem beber e a embriaguez reprovável não estão diretamente ligados à quantidade de bebida ingerida, assim a noção de excesso ganha sentido apenas se relacionada ao contexto específico na qual ocorre.

O Comissário do esgoto: coragem da verdade e artes da existência na escritura-vida de William Burroughs. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, PUC-SP, 2014.

Wander Wilson Chaves Júnior

William Burroughs foi um escritor beat que ficou conhecido por sua intensa relação com substâncias psicoativas e por desempenhar uma crítica voraz a valores com pretensão universal, como os conceitos de vício, drogas e crime. Junto aos seus amigos beats, inventou um estilo de vida que afrontava a sociedade estadunidense de seu tempo, a partir de certo despojamento material e incorporação de elementos culturais e tipos sociais considerados moralmente reprováveis, rejeitados ou estigmatizados como os junkies, os gays, os negros e os indígenas. Entre os beats, a amizade era uma forma de invenção de vida. Burroughs apresenta uma coragem da verdade ao entrar em choque direto com o proibicionismo, agredindo o conceito médico de vício e elaborando uma vida a partir de saberes e técnicas dos usuários de substâncias psicoativas. Na literatura, ficou conhecido por uma intensa experimentação de formas de escrita, e pelas reflexões sobre vírus, controle e linguagem. A escrita atravessou a sua vida, primeiro como forma de transformar o horror pelo acidente que culminou na morte de Joan Vollmer – com quem era casado -, perpassando a transformação do sujeito na escrita de Junky e como exercícios cotidianos para elaborar um pensamento por imagens e uma escrita espaço-silêncio. Elaborou uma vida contra controles e vírus. Esta pesquisa se debruça sobre a escritura-vida de Burroughs por meio da genealogia e da noção de estética da existência de Michel Foucault a partir de dois temas: drogas e linguagem. Trata-se de uma análise sobre a elaboração de vida de William Burroughs e um trabalho a partir de sua existência. Commissioner of sewers: courage of truth and arts of existence in Scripture-life of William Burroughs. Master’s Dissertation in Social Sciences, PUC-SP, 2014. William Burroughs was a beat writer known by his intense relation with psychoactive substances and by his effusive critics over values with universal claims. Together with his beat friends, he invented a lifestyle that confronted the United States society of his days by certain material divestment and the incorporation of cultural elements and social types considered morally reprehensible, rejected or stigmatized such as junkies, gays, blacks and indigenous people. Among the beats, friendship was a way of life invention. Burroughs presents his courage of truth by clashing with the prohibitionism, attacking the medical concept of addiction and elaborating a life from knowledges and techniques of the users of psychoactive substances. In literature, he has been known by an intense experimentation of forms of writing and by his reflections about virus, control and language. Writing has gone through his life, first as a way of transforming the horror at the accident that culminated in his wife Joan Vollmer’s death, passing by the transformation of the subject in Junky and as everyday exercises to elaborate a thought by images and a space-silence writing. He elaborated a life against controls and viruses. This research deals with Burroughs’s scripture-life by means of the genealogy and the Michel Foucault’s notion of aesthetics of existence from two issues: drugs and language. It is an analysis about the life elaboration of William Burroughs and a work from his existence.

O consumo de drogas e seus controles: uma perspectiva comparada entre as cidades do Rio de Janeiro, Brasil, e San Francisco, EUA. Tese de Doutorado em Antropologia, Universidade Federal Fluminense, 2013.

Frederico Policarpo

Este trabalho discute alguns aspectos do consumo de drogas na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, em perspectiva comparada com a cidade de San Francisco, EUA. De modo geral, meu objetivo é observar como diferentes discursos sobre as drogas se relacionam entre si. Para construir meu problema de pesquisa, eu decidi simplificar esses múltiplos discursos. Dois diferentes tipos de conhecimentos sobre as drogas surgem com base nos contextos em que foram produzidos: de um lado, o conhecimento produzido através da experiência; e, de outro lado, o conhecimento produzido sobre a experiência. O primeiro tipo está relacionado ao conhecimento que todo consumidor de drogas tem que aprender, por exemplo, para conseguir as drogas, para identificar locais de compra, controlar a dose, e como reconhecer diferentes tipos e qualidades de drogas. O segundo tipo de conhecimento está relacionado ao conhecimento que é produzido, por exemplo, por médicos que tentam entender os efeitos das drogas no corpo humano, ou psicólogos que tentam descrever o comportamento dos consumidores, ou por policiais e políticos que tentam controlá-los. Meu interesse é observar como esses dois diferentes tipos de conhecimento coexistem e como eles se relacionam. Para discutir essa questão, eu foquei o meu trabalho de campo em lugares que favoreciam o encontro desses dois tipos de conhecimento: em programas judiciais e serviços de saúde dirigidos aos consumidores de drogas. Palavras-chave: Consumo de drogas – Rio de Janeiro, Brasil – San Francisco, EUA – Controles sociais The drug consumption and its controls: a comparative perspective between the cities of Rio de Janeiro, Brazil, and San Francisco, US. PhD in Anthropology, Federal Fluminense Univerisity, 2013. This work discusses some aspects of the consumption of drugs in the city of Rio de Janeiro, Brazil, in a comparative perspective with the city of San Francisco, USA. In a general way, my aim is to observe how different discourses about drugs are related to each other. To characterize my research problem I’ve decided to simplify these multiple discourses. Two different kinds of knowledge about drugs emerge based on the contexts that produce them: on one hand, the knowledge produced through experience; and, on the other hand, the knowledge produced about experience. The first kind is related to the knowledge that every drug user must learn, for instance, to get drugs, to identify places where he or she can buy them, to control how much to take each time (the dose), and how to recognize different kinds and qualities of drugs. The second kind of knowledge is related to the knowledge that is produced, for instance, by physicians who try to learn the effects of drugs on the body, or psychologists who try to describe drug users behavior, or by policemen and policy makers who try to control them. My interest is to observe how these two different kinds of knowledge co-exist and how they cross over each other. In order to discuss this question, I have focused my fieldwork on places where I believe that the encounter of these two different kinds of knowledge takes place: in judicial programs and health services design to attend drug users. Keywords: Drug use – Rio de Janeiro, Brazil – San Francisco, USA – Social controls

O contexto da droga no mundo do comércio sexual da rodoviária de Campo Grande. Monografia, 111f. (Especialização Lato Sensu em Dependências Químicas), Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Campo Grande, MS, 2007.

Alexandra Lopes da Costa

O comportamento mundano atribuído a prostitutas e as pessoas que usam drogas, pautado pela idéia de uma vida de excessos, desregrada, antinômica ao trabalho, doentia, libertina e volúvel, constrói uma imagem metafórica repleta de estereótipos e estigmas. Este estudo versa sobre o uso de substâncias psicoativas numa das mais antigas áreas do comércio sexual da capital sul-mato-grossense: a região do terminal rodoviário Heitor Eduardo Laburu. O objetivo é contextualizar o consumo de drogas, lícitas e ilícitas, entre trabalhadoras do sexo no ambiente laboral elucidando os motivos atribuídos ao consumo pelo prisma das próprias trabalhadoras. A pesquisa foi desenvolvida por meio da etnografia, incluindo trabalho de campo com observantes participantes e a coleta de depoimentos. O resumo dos resultados aponta que o uso de drogas entre esse grupo é um elemento de sociabilidade importante, conduzindo e mediando a comercialização e realização do programa sexual entre a trabalhadora e o cliente. A pesquisa desvenda uma série de situações, interações e relações que envolvem a utilização de substâncias psicoativas na esfera do programa sexual, deslocando-se da visão patológica e oferecendo informações que contribuem para formulação de projetos de prevenção visando à minimização dos riscos do uso abusivo da droga no mercado sexual da rodoviária de Campo Grande.

The context of the drug in the world of the sexual trade of Campo Grande Bus Station. Monography (Sensu Lato Specialization in Chemical Dependency) – Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Campo Grande, MS, 2007.

The mundane behavior attributed to prostitutes and people who use drugs, guided by the idea of a life of excesses, lecherous, antinomic to work, sick, libertine and versatile, metaphorical constructs an image full of stereotypes and stigmas. This study is about the use of psychoactive substances in an oldest area of the sex trade of the Campo Grande City (MS/BRA), precisely the region of Heitor Eduardo Laburu bus station. The objective is to contextualize the use of drugs, legal and illegal, among female sex workers in the work environment clarify the reasons attributed to consumption by the prism of female sexual workers. The research was conducted by means of ethnography, including the fieldwork with observant participants and collection of evidence. The resume of results indicates that the use of drugs among this group is an important element of sociability, leading and mediating the marketing and implementation of the sexual program among the sex worker and client. In the middle of a varied situations, interactions and relationships that involve the use of psychoactive substances in the sexual sphere of the sexual program, the search moves from the pathological view, offering information that can contribute to development of prevention projects that could minimize the risks of using abuse of drugs in the sexual market in the Campo Grande bus station.

O Jardim do Beija-Flor: A Butinagem Religiosa na Modernidade. Tese de Doutorado em Antropologia Social. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (previsão de conclusão: fevereiro de 2015). .

Jéssica Greganich

A tese visa compreender a mobilidade do praticante religioso nos diversos contextos religiosos, especialmente a “butinagem religiosa”, a partir da análise de trajetórias de vida. A modernidade religiosa é marcada por uma pluralidade religiosa referente a uma tradição de ecletismo e circularidade calcada numa dinâmica de conversões, desconversões e reconversões típico da bem empregada metáfora do peregrino por Hervieu-Léger (1999). O conceito de butinagem religiosa é pensado num contraponto a bricolagem religiosa. A bricolagem Lévi-straussiana é vista como um arranjo de elementos em um universo religioso fechado representado pelo modelo da árvore ou da raiz. A butinagem seria a prática dos “beija-flores” que procuram o néctar, o alimento, polinizando outras flores. O sujeito transita espaços religiosos e ele vai criando os seus sentidos religiosos de acordo com o perfume de cada religião. A butinagem é representada pelo “jardim” que tem a base de um rizoma – uma rede heterogênea de atores (humanos e não-humanos) conectados. Palavras-chave: sincretismo, bricolagem, butinagem, trajetórias The Hummingbird Garden: The Religious Butinage in Modernity. PhD Dissertation in Social Anthropology. Federal University of Rio Grande do Sul (antecipated conclusion: February 2015). The thesis aims to understand the mobility of the religious practitioner in various religious contexts, especially the “religious butinage” from the analysis of life journey. The religious modernity is marked by religious plurality referring to a tradition of eclecticism and circularity modeled in a dynamic conversion, and reconversion, deconversion typical of the well-used metaphor of the pilgrim by Hervieu-Léger (1999). The concept of butinage religious thought is a counterpoint to religious bricolage. The Levi-Straussian bricolage is seen as an arrangement of elements in a closed religious universe represented by the model of the tree or root. The butinage would be the practice of “hummingbirds” seeking nectar, food, pollinating other flowers. The subject moves religious spaces and it will create its religious meanings in accordance with the scent of every religion. The butinage is represented by the “garden” which is the basis of the rhizome – a heterogeneous network of actors (human and non-human) online. The conclusion is scheduled for February 2015. Keywords: syncretism, bricolage, butinage, trajectories

O Lugar da Música na Construção de Comunidades Emocionais: Paisagem Sonora da Ayahuasca em Portugal (título provisório). Projeto de Doutorado em Etnomusicologia, Universidade de Aveiro – UA – Portugal. (previsão de conclusão: Outubro de 2012).

Patrícia Paula Lima

Esta proposta enquadra-se no domínio da Etnomusicologia e visa o estudo da música no ritual das distintas religiões, Santo Daime e União do Vegetal (UDV) a partir do conceito teórico de ‘Comunidade Emocional’ e do papel da música na sua construção e performance. Estas práticas de carácter ritualístico são caracterizadas pela utilização da bebida psicoativa ayahuasca, ambas nascidas no seio da floresta amazónica, décadas de 1920 e 1960 e que final dos anos 80 se expandem, encontrando-se actualmente em 21 países. A partir do encontro entre indígenas, seringueiros e estrangeiros na busca de principalmente curar os males do corpo e do espírito, a música no ritual da ayahuasca,  passou a ser utilizada em novos contextos, caracterizados pelo cruzamento de diferentes orientações doutrinárias, dando origem a complexas formas ritualistas e a um universo musical particular. Nesta pesquisa busco contribuir para o desenvolvimento dos estudos sobre a compreensão da música na construção de Paisagens Sonoras associadas às Comunidades Emocionais em geral, e ao seu papel na construção de processos ritualísticos que dão corpo a práticas de carácter religioso mediadas pela circulação de substâncias psico-activas. Procuro, em particular, estudar a comunidade implantada em Portugal e perceber o modo como localmente se desenvolve e corporiza uma prática e uma música que procura, no fundo, uma unidade global.

O militante homossexual no Brasil da “Abertura”. Tese de Doutorado em Antropologia Social, USP, 1986.

Edward MacRae

Trata-se de uma etnografia do Grupo Somos de Afirmação Homossexual, primeiro grupo de militância gay do Brasil, contextualizando seu surgimento e suas atividades no campo mais amplo dos movimentos sociais urbanos da época, especialmente o movimento feminista e o movimento negro, ambos também começando a se organizar no contexto de maior liberdade que se instaurou no Brasil a partir de 1977, período conhecido como o de “Abertura”.

O movimento cultural dos festivais de música eletrônica (título provisório). Projeto de Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro (previsão de conclusão: 2005).

Tiago Coutinho

A dissertação tem como principal objetivo desenvolver a análise dos símbolos oferecidos nos festivais de música eletrônica. Considerando estes festivais como um rito urbano, por possuir aspectos coletivo, comunicativo e cognitivo, analisarei como alguns elementos com forte carga simbólica se relacionam num contexto festivo e transmitem um determinado estado de êxtase ao expectador. Este estado particular viria de encontro com novos tipos de espiritualidade desenvolvidas no meio urbano, onde o indivíduo desempenharia um importante papel. A forma mais rápida e direta de alcançar este estado seria o consumo de substâncias psicoativas. Misturando num contexto festivo: lugares paradisíacos, estilo particular de música eletrônica que induz ao transe, discursos Nova Era, consumo de drogas e um mito de origem baseado no movimento Hippie dos anos 70; temos a formação de uma contexto particular onde a transmissão simbólica é feita a partir de alguns usos específicos do corpo, o principal alvo da eficácia simbólica deste rito urbano. A busca do êxtase deve acontecer a partir de alguns usos e manipulações deste elemento que são propostos pelos símbolos do evento.

O Panóptico revertido: A História da Prisão e a Visão do Preso no Brasil. Dissertação de Mestrado em Direito, UERJ, 2000.

Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues

Diante do modelo arquitetural e ideológico inspirador de nossas instituições penitenciárias – o Panóptico descrito por Jeremy Bentham -, no qual o prisioneiro fica submetido a controle e vigilância incessantes, propomos uma reflexão sobre a história da prisão no Brasil. Nosso enfoque estará direcionado para a evolução das leis e das instituições penais, bem como também para a visão do próprio preso brasileiro sobre a prisão, com o intuito de confrontar a legislação penal e a realidade prisional, normalmente invisível para o resto da sociedade. Nesse contexto, tendo em vista a alegada falência da pena privativa de liberdade e a grave situação das prisões brasileiras, situamos historicamente as transformações do sistema de penas e os movimentos de política criminal. Nosso objetivo é estudar a Prisão no Brasil, enfrentando a realidade de nossa região marginal, para questionar seus aspectos funcionais, bem como a razão da ampla aplicação da pena privativa de liberdade, e a rejeição das medidas alternativas.

O parto na luz do Daime: Corpo e reprodução entre mulheres oasqueiras. Tese de doutorado em Antropologia. Universidade Federal de Pernambuco. (previsão de conclusão 2018)

Juliana Nicolle Rebelo Barretto


Nesse projeto propõe-se, através do enfoque nas diferentes percepções de corpo/reprodução presentes no Daime e mais especificamente entre as adeptas da religião residentes no bairro Irineu Serra, compreender de que forma o sistemas de crença compartilhado entre mulheres oasqueiras atua moldando noções sobre gestação, parto e pós-parto, bem como de que forma são produzidas frequentes negociações de sentidos entre práticas de saúde tradicionais ao Daime e as práticas biomédicas. A utilização da ayahuasca por grávidas e menores em contexto religioso é apontada como um dos assuntos mais polêmicos para a legalização de seu consumo. Nota-se no contexto do Daime que existem diversas percepções sobre o corpo, onde interligado a ele aparece sistemas de crenças que englobam um conjunto de conhecimento específico ao grupo usuário. Tal pesquisa tem como metodologia a realização de trabalho de campo no bairro Irineu Serra, na cidade de Rio Branco, no Acre, local que abriga a sede do Daime levantada por seu fundador o maranhense Raimundo Irineu Serra. Teoricamente percebeu-se o quão complexo é o campo lançando mão sobre diferentes referenciais da antropologia como ideias sobre corpo e corporeidade, noções de saúde e autoatenção e negociações sobre sistemas de atendimento à saúde. Acredita-se que abrindo um espaço de diálogo entre os diferentes referenciais pode-se chegar a uma compreensão de como se dá a percepção do corpo entre tais mulheres, suas práticas de autoatenção e, por fim, quais os sistemas híbridos de saúde que se estabelecem nessa comunidade. Atualmente os conhecimentos e práticas de saúde obstetrícia das oasqueiras residentes no bairro Irineu Serra parecem incorporar dois campo de saber: o biomédico e o tradicional. Essas mulheres negociam entre recomendações de seus ginecologistas e enfermeiros e recomendações próprias ao Daime, sendo nesse campo fértil de distintos e híbridos saberes que se pretende refletir.


Childbirth in light of Daime: Body and reproduction among women oasqueiras. Doctoral Thesis in Anthropology, Federal University of Pernambuco (expected completion: 2018).

In this project it is proposed, by focusing on different body/reproduction perceptions present in the Daime and more specifically among the adepts of the religion residing in the Irineu Serra neighborhood, to understand how the shared belief systems between oasqueiras women act shaping notions on pregnancy, childbirth and postpartum, and how frequent negotiations are produced with the essence of traditional health practices to Daime and biomedical practices. The use of ayahuasca by pregnant women and minors in religious context is seen as one of the most controversial issues for the legalization of consumption. Note that in the context of Daime there are different perceptions of the body, where linked to it appears a system of beliefs that engulf a set specific knowledges to the practising group. This research has the methodology to carry out fieldwork in Irineu Serra neighborhood in the city of Rio Branco, Acre, a place that houses the headquarters of the Daime raised by its maranhense founder Irineu. Theoretically it was realised how complex the field is making use of different references of anthropology as ideas about body and corporeality, notions of health and auto atenção and negotiations on health care systems. It is believed that opening a dialogue between the different references can lead to an understanding of how is the perception of the body between these women, their self care practices and, finally, which of the hybrid health systems that are established this community. Currently the knowledge and health practices of obstetrics oasqueiras residents in Irineu Serra neighborhood seem to incorporate two fields that are: biomedical and traditional. These women negotiate between recommendations from their gynecologists and nurses and own recommendations from the Daime, bieng this fertile field of discrete and hybrid knowledge that which is intended to be reflected upon.

O profeta e o principal. A ação política ameríndia e seus personagens. Tese de Doutorado em Antropologia Social, USP, 2005.

Renato Sztutman

Esta tese parte de uma interrogação sobre a articulação, entre os antigos Tupi da costa brasílica, entre o profetismo e o domínio político. Para tanto, ela revisita discussões caras à história da antropologia, como aquelas promovidas por Pierre e Hélène Clastres, o primeiro fortemente engajado no projeto de uma antropologia política. Cruzando os dados do passado com as etnografias sobre povos ameríndios do presente, esta tese propõe uma reflexão sobre a ação política ameríndia, tendo em vista as maneiras pelas quais podem se constituir pessoas e grupos, líderes e unidades sociopolíticas, mas também os mecanismos que impedem, a todo o momento, que estes se estabilizem, se enrijeçam, congelem assimetrias.

O Programa Justiça Terapêutica da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado em Antropologia. UFF, 2007.

Frederico Policarpo

O objetivo dessa pesquisa é analisar a maneira oficial com que o sistema de justiça criminal lida com o usuário de drogas (lei 6368/76, art. 16). Para isso, tomo como objeto de pesquisa um programa judicial de atenção ao usuário de drogas instituído pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e supervisionado pela Vara de Execuções Penais denominado de “Programa Justiça Terapêutica da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro”. A partir da descrição da atuação dos responsáveis pelo funcionamento do programa: os operadores do direito nos Juizados Especiais Criminais (JECrim) e dos profissionais da área da saúde que fazem parte da equipe da Justiça Terapêutica, a pesquisa aponta para lógicas distintas orientadoras das ações desses dois grupos de profissionais.No final, sugiro que essa ambigüidade está relacionada com o fato do próprio Estado brasileiro sobrepor estratégias de controle social distintas, observando, porém, que a lógica punitiva e repressiva prevalece no Programa Justiça Terapêutica, pois o programa estava acabando por falta de encaminhamento por parte dos JECrim. Desse modo, a natureza dos conflitos deixa de ser examinada, sendo o conflito sufocado e devolvido para o “autor do fato”. The Therapeutic Justice Program at the Penal Executions’ Court of Rio de Janeiro State”.  Master Thesis in Anthropology. UFF, 2007. Frederico Policarpo The objective of that research is to analyze the official way with that the system of criminal justice read with the user of drugs (law 6368/76, art. 16). For that, I take as research object a judicial program of attention to the user of drugs instituted by the Tribunal of Justice of Rio de Janeiro and supervised by the Court of Penal Executions denominated of “Therapeutic Justice Program at the Penal Executions’ Court of Rio de Janeiro State”. Starting from the description of the performance of the responsible persons for the operation of the program: the operators of the right in Criminal Special Courts and of the professionals of the area of the health that are part of the team of the Therapeutic Justice, the research points for different orientates logics of the actions of those two groups of professionals. In the end, I suggest that ambiguity is related with the fact of the own Brazilian State to put upon strategies of different social control, observing, even so, that the punitive and repressive logic prevail in the Therapeutic Justice Program, because the program was ending for direction lack. In this way, the nature of the conflicts left of being examined, being the suffocated conflict and returned for the ” author of the fact “.

O proibicionismo às Drogas no Brasil no Entreguerras (1918-1938): Uma leitura a partir do federalismo. Tese de Doutorado em História Social, USP (previsão de conclusão: dez 2016). .

Carlos Torcato

O proibicionismo é uma marca das políticas públicas que pressupõe o recurso a penalização, e o medo que advém dela, como forma de buscar o ordenamento social. Esse tipo de política se internacionalizou, no século XX, como forma de controlar o comércio e os usos de psicoativos. O projeto de tese intitulado “O proibicionismo às drogas no Brasil no entreguerras (1918-1938): uma leitura a partir do federalismo” pretende investigar como ocorreu a implementação desse tipo de política para controlar o uso de drogas entre população brasileira. Sabe-se, a partir da revisão bibliográfica, que a articulação política da classe médica foi fundamental para a efetivação do proibicionismo. Como a Constituição de 1891 definiu várias liberdades aos Estados federados, entre elas a organização sanitária e jurídico-polícial, se evidencia a necessidade de inserir a análise sobre a implementação do proibicionismo no interior das dinâmicas políticas estaduais. Nesse sentido, o presente projeto pretende estabelecer uma comparação entre três cidades: Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. A problemática do uso de drogas pela população tradicionalmente é tratada a partir da perspectiva liberal que denuncia a invasão do Estado na esfera da intimidade. No Brasil, particularmente, a ascensão de Getúlio Vargas é associada ao totalitarismo e a maior intervenção na vida privada. O presente projeto, contrariamente, procura estabelecer outra problematização, compreendendo os limites à ação do Estado não em função do respeito às liberdades individuais e sim porque em alguns contextos sociais se desenvolvem práticas discursivas que defendem que tal limitação é favorável e até mesmo desejável. Trata-se, portanto, de uma mudança de governamentalidade. Serão analisados três conjuntos documentais: fontes da polícia e da justiça criminal – ainda inéditas em trabalhos do gênero; revistas médicas; prontuários médicos e jornais como fontes auxiliares. O objetivo central do trabalho é reconher as dinâmicas sociais e políticas que foram importantes na implementação do proibicionismo às drogas no Brasil e avaliar os efeitos dessas políticas, principalmente no âmbito da polícia e da justiça criminal. Assim será possível reconhecer os grupos sociais que utilizavam dessas substâncias em suas vivências e os controles e as resistências geradas pelas novas normativas implementadas. The prohibitionism of drugs in Brazil during the interwar period (1918-1938): a reading from federalism standpoint, PHD Dissertation Social History, USP (expected conclusion: Dec., 2016). The prohibitionism is a hallmark of public policy which requires the use of punishment, and fear it produces, as a way to ensure social order. The thesis project entitled “The prohibitionism of drugs in Brazil in interwar (1918-1938): a reading from federalism” is intended to investigate how has occurred the implementation of this kind of policy to control drug use among the population in Brazil. It is known from the literature review, the political articulation of the medical profession was crucial for the effectiveness of prohibition. As the Constitution of 1891 defined several liberties to federal states, including the health organization and legal-cop, is evidence of the need to put the analysis on the implementation of prohibition political dynamics within the state. In this sense, this project aims to establish a comparison between three cities: Rio de Janeiro, Sao Paulo and Porto Alegre.The problem of drug use by the population traditionally is treated from the liberal perspective that denounces the invasion of the state in the sphere of intimacy. In Brazil, particularly, the rise of Getúlio Vargas is associated with totalitarianism and greater intervention in private life. This project, in contrast, seeks to establish further questioning, understanding the limits to state action not in terms of respect for individual freedoms, but because in some social contexts develop discursive practices that maintain that such limitation is favorable and even desirable.It is, therefore, a change in governmentality. We will analyze three sets of documents: police sources and criminal justice – as yet unpublished works in the genre, medical journals, medical records and newspapers as auxiliary sources. The central objective of the work is reconher the social and political dynamics that were important in implementing the prohibition on drugs in Brazil and assess the effects of these policies within the police and criminal justice, social groups who used these substances in their experiences with emphasis on controls and the resistance generated by the new regulations implemented.

O sentido do uso ritual da ayahuasca em trabalho voltado ao tratamento e recuperação da população em situação de rua em São Paulo. 2011. 176 p. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). FSP/USP. .

Bruno Ramos Gomes

Esta pesquisa visa a compreender o uso ritual da ayahuasca (chamado de Daime pelos participantes) na recuperação de pessoas em situação de rua pela Unidade de Resgate Flor das Águas Padrinho Sebastião, grupo situado em São Paulo. A ayahuasca é um chá feito da mistura de algumas plantas amazônicas, mais comumente o jagube e a chacrona, utilizado de forma ritual por populações indígenas e mestiças há muito tempo, e que leva a uma alteração na experiência de si e do mundo em sua ingestão. Vem ganhando espaço na sociedade brasileira para diversos usos, tendo o uso ritual-religioso regulamentado no Brasil em 2006. No entanto, seu uso terapêutico necessita de comprovações científicas para que seja permitido. Compreender estes usos é importante para a saúde pública, considerada aqui como campo de conhecimento interdisciplinar que visa a melhorar e a manter a saúde e qualidade de vida das populações por meio da compreensão das condições de vida da sociedade e de intervenções na vida coletiva dos seres humanos, pensada na perspectiva da redução dos riscos e minoração dos danos. A pesquisa foi feita numa perspectiva fenomenológica, por meio de entrevistas em profundidade com os realizadores e dois participantes do trabalho que já estiveram em situação de rua, além de observação-participante, no qual pesquisador esteve presente aos rituais e na realização das outras terapêuticas. O uso ritual da ayahuasca neste grupo se dá em conjunto com outras terapêuticas de tradição mestiça peruana, ligadas ao que é chamado na literatura acadêmica de vegetalismo, porém diferenciando-se dele em alguns pontos. A partir do que foi observado e relatado, perceberam-se alguns elementos que vão ser fundamentais para a compreensão do sentido deste uso terapêutico: experiência simbólica como aspecto principal; uso do Daime de forma ritual como relacionamento com uma alteridade sagrada que ensina; terapêuticas pensadas de formas individualizada e contextualizada; importância da relação com o dirigente como cuidador admirado e com conhecimento; noção do terapêutico ligada à despoluição de si e construção de perspectiva de vida e de ideal moral individual a ser alcançado. A partir disso que foi observado, ao final são tecidos alguns comentários em relação às possibilidades científicas de se avaliarem os possíveis riscos associados a este uso e a eficácia do uso terapêutico. Palavras-chave: Ayahuasca, uso terapêutico, população de rua, crack, método fenomenológico, drogas. The meaning of ritualized use of ayahuasca in the treatment of homeless users in a group in São Paulo. 2011. 176 p. Dissertation (Master Degree in Public Health). Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, São Paulo. This research has the objective of understanding the ritual use of ayahuasca (known as Daime by the participants of this group) for the treatment of homeless drug users by the Unidade de Resgate Flor das Águas Padrinho Sebastião, in São Paulo, Brazil. Ayahuasca is a tea made from the mixture of two Amazonian plants, most commonly the jagube and chacrona. It is used in rituals by indigenous and mestizo long and leads to a change in the experience of self and the world in its intake. Since the 1980‟s its use has spread to other parts of Brazil and the world and the rituals started to have different formats. After a long process, the ritual-religious use of this infusion was regulated in Brazil in 2006. However, its therapeutic use needs scientific evidence to be allowed. Understanding these therapeutic uses are important to public health, understood here as a field of interdisciplinary knowledge that aims on the improve and maintain health and quality of life for people, by understanding the living conditions of society and interventions in the collective life of human beings, thought the perspective of risk reduction and mitigation of damages. The research was done in a phenomenological perspective, through interviews with the developers of the treatment and two participants who have passed through the treatment, as well as participant-observation, in which the researcher was present at the rituals and at the realization of the other therapies. The ritual use of ayahuasca in this group is given in conjunction with other therapies based on Peruvian mestizo tradition, but differing from it in some spots. From what has been observed and reported, it was noted some elements that are crucial for understanding the meaning of therapeutic use: symbolic experience as a principal aspect; the understanding of the experience as a relationship with a sacred otherness that teaches (the tea itself); therapeutic practices are developed focused individually and in his context, the importance of the relationship with the leader, who‟s admired as a caregiver with knowledge, the notion of therapeutic self-cleaning, building perspective of life and an individual moral ideal to be reached. From this that was observed, at the end are a few comments about the scientific possibilities of assessing the possible risks associated with this use and effectiveness of therapeutic use. Key-words: Ayahuasca, therapeutic use, homeless, crack, phenomenological method, drugs.

Observação e exploração da percepção visual e do tempo em indivíduos sob o estado ampliado de consciência após o consumo de cogumelos “mágicos” (Psilocybe cubensis). Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

José Arturo Costa Escobar

Os cogumelos do gênero Psilocybe são utilizados por culturas tradicionais indígenas há milênios em rituais “mágicos” devido aos seus efeitos psicoativos e, seu uso ainda perdura entre os descendentes, principalmente na América Central; na América do Sul a utilização tradicional mais recente desses cogumelos data de 300 anos a.C. No Brasil é registrada a ocorrência de diversas espécies desses cogumelos capazes de produzir os compostos secundários psilocina e psilocibina, potentes psicoativos em pequenas quantidades. Embora não haja registros do uso tradicional de cogumelos em nosso país, sua utilização “não-ritualística” ou recreacional é compartilhada por uma grande teia de usuários de diversas localidades, passando despercebido pelos censos epidemiológicos, sendo a prática de uso da espécie Psilocybe cubensis observada em Recife-Pernambuco. A ingestão de pequenas quantidades desses cogumelos proporciona uma experiência psicodélico-mística, onde diversas funções mentais encontram-se alteradas e emergentes, percepção visual (de olhos abertos), sonora, tato, linguagem, “imaginação criativa” (percepção visual de olhos fechados), lógica, etc. O presente estudo visou explorar experimentalmente aspectos básicos da percepção visual e a percepção subjetiva de duração do tempo através de tarefas simples e objetivas. Os aspectos gerais da experiência foram acessados através de testes psicométricos em voluntários humanos saudáveis que já haviam ou não feito o uso de substâncias psicodélicas. Vinte e oito pessoas participaram do estudo mediante a aceitação do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A pesquisa foi conduzida em ambiente não-laboratorial e no formato grupo-pesquisador. A percepção visual motora dos participantes não apresentou diferenças significativas quando comparados o estado comum com o ampliado de consciência e quando comparados com o grupo controle. Entretanto, observou-se um déficit significativo da memória de trabalho visual dos participantes após consumo dos cogumelos. Os participantes, sob o efeito dos cogumelos, apresentaram diferenças significativas da percepção subjetiva do tempo em relação aos pré-testes. O tempo subjetivo se tornara mais lento, dessa forma houve uma tendência ao atraso na contagem “correta” dos segundos. Os resultados são discutidos em termos qualitativos do funcionamento da cognição perceptiva entre os estados comum e ampliado de consciência e quanto às características psicotomimética e psicodélica da substância. Disponível em http://www.neip.info/downloads/disser_arturo.pdf

Os Trajetos do Êxtase Dissidente no Fluxo Cognitivo Entre Homens, Folhas, Encantos e Cipós: Uma Etnografia Ayahuasqueira Nordestina. Dissertação de Mestrado – Programa de Pós Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

Wagner Lins Lira

O fenômeno ritual da bebida xamânica ayahuasca revela inúmeras potencialidades místicas, afetivas e culturais. Nossas urbes contemporâneas elaboram distintas configurações diante do alcance divinal promovido pela ingestão de tal infusão, oriunda dos antigos povos andinos. O uso do chá expandiu-se nos centros urbanos, por intermédio das principais linhas religiosas ayahuasqueiras brasileiras (daimista e udevista), responsáveis pela propagação de suas doutrinas pelo país e pelo mundo, construindo e ajudando a ampliar uma rede de relações formada a partir da ritualização deste enteógeno. Atualmente, observa-se o surgimento de novos grupos, que reinterpretam e dão continuidade à tradição, mesmo afastados das instituições ditas “originais”. Estes são os dissidentes, pois seguem um caminho próprio na comunhão do chá das florestas, permanecendo com a tradição, apesar da série de conflitos e acordos inerentes à legitimação de suas ações simbólicas e rituais. O direcionamento dos trabalhos espirituais permanece norteado pelos ensinos doutrinários elaborados pelos antigos mestres daimistas e ou udevistas, relembrados, reelaborados e cotidianamente adaptados às realidades dessas irmandades. A sacralidade da infusão continua atuante, de forma que, o alcance divinal promovido pela mesma não foge às atmosferas místicas e ritualísticas, de onde emergem padrões de consumo, que auxiliam os adeptos tanto no lidar com a experiência de adentrar no mundo da ayahuasca, quanto em tirar proveito dessas jornadas astrais, em prol da reformulação contínua de atos e conceitos inerente ao contato com o sagrado. Cabe à antropologia urbano-contemporânea o registro consciente dessas dissipações, no fortuito intuito de desmistificar àquilo que se ignora por não se conhecer. Cabe às ciências sociais como um todo tentar acompanhar e compreender o motivo da busca por tais práticas, aparentemente distantes, assim como o motivo que leva essas pessoas a se mobilizarem diante da construção de um novo grupo ayahuasqueiro, conseguindo produzir o próprio chá e ajudando, dessa forma, a dar continuidade e amplitude à tradição, com responsabilidade, a partir de suas necessidades e realidades materiais e espirituais. Dois núcleos nordestinos foram visitados para tal análise etnográfica: a Associação Espiritualista União do Vegetal, localizada no município de Riacho das Almas (PE) e o Centro de Harmonização Interior Essência Divina, situado em Riacho Doce (AL). Ambos dissidentes, mas derivados das antigas matrizes ayahuasqueiras. Ao longo dessa dissertação, direcionaremos nosso olhar tanto à mobilização desses dois grupos, quanto às suas interpretações simbólicas a respeito dos fenômenos presenciados em cada sessão ou trabalho, nos quais os fiéis se reúnem na comunhão desse chá sagrado que, para esses religiosos, é um ser vivo, divino, com poder, vontade própria, exigência e sabedoria.

Pluralidade, movimento e êxtase na religião contemporânea: um estudo comparativo sobre o Santo Daime. Tese de Doutorado em Sociologia, Universidade Federal de Minas Gerais (previsão de conclusão: 2016). .

Glauber Loures de Assis

A multiplicidade de concepções e de formas pelas quais o Santo Daime é compreendido e vivenciado, bem como sua institucionalização enquanto religião, sua internacionalização e as polêmicas presentes nesses processos fornecem interessantes contribuições para o estudo dos Novos Movimentos Religiosos (MRs), da religiosidade New Age, do uso religioso de drogas, da secularização e da intensa transformação religiosa e do “reencantamento” do mundo na sociedade contemporânea. Essa tese de doutorado discute essas questões com a realização de um estudo comparativo do Daime no contexto transnacional, cotejando o contexto brasileiro (norte e sudeste) com a situação dessa religião na Europa a partir da observação participante do pesquisador em grupos daimistas do Acre e do Amazonas, na região norte do Brasil, de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, no sudeste, e da Alemanha, Holanda, Espanha e França, na Europa, e dialogando com autores da sociologia da religião como Daniele Hervieu-Leger, Peter Beyer e Roland Robertson. Plurality, movement and ecstasy in contemporary religion: a comparative study on the Santo Daime. PhD Dissertation in Sociology, Federal University of Minas Gerais (expected conclusion: 2016) The multiplicity of conceptions and ways whereby the Santo Daime is understood and experienced as well as its institutionalization as a religion, its internationalization and the polemics involved in these processes provide interesting contributions to the study of NRMs (New Religious Movements), the New Age religiosity, the religious use of drugs, the secularization and the intense religious transformation and the “re-enchantment” of the world in contemporary society. This PhD thesis discusses these issues in a comparative study of the Daime in a transnational context, comparing the Brazilian context (north and southeast) with the European context through the researcher’s participant observation in daimistas groups of Acre and Amazonas, in the north of Brazil, Minas Gerais, São Paulo and Rio de Janeiro, in the southeast, and Germany, Netherlands, Spain and France, in Europe, in a dialogue with authors of the sociology of religion like Daniele Hervieu-Leger, Peter Beyer and Roland Robertson.

Política da consciência e economia do prazer nos quadrinhos contraculturais brasileiros. Tese de doutorado em História Social. São Paulo, USP (previsão de conclusão: 2018).

Luciano Thomé


A pesquisa em andamento se dedica a estudar manifestações que se relacionam à chamada contracultura nos quadrinhos brasileiros. Tal ligação se dá pela representação de dois temas principais: os usos de substâncias psicoativas e da sexualidade. Busca-se entender os significados sociais de tais expressões artísticas especialmente em sua atuação política no período de ditadura civil-militar, de posterior redemocratização, bem como em relação ao movimento contracultural e suas vertentes.

Palavras-chave: contracultura, histórias em quadrinhos, drogas, sexualidade.


Politics of conscience and economy of pleasure in the brasilian coutercultural comics. Doctoral thesis in Social History. São Paulo, USP (expected conclusion: 2018).

This ongoing research aims to study the brazilian comic art in its relantionship with the so-called conterculture. That connection is perceived in the representation of two major subjects: psychoactive drugs use and sexuality. The study seeks for understanding of social meanings of such aesthetic expressions, particularly in its political action in the dictatorial period and the further democratization as well as concerning the countercultural movement and its variations.

Keywords: counterculture, comics, drugs, sexuality.

Política e Drogas nas Américas. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais (Relações Internacionais), PUC-SP, 2001.

Thiago M. S. Rodrigues

Nas primeiras décadas do século XX, o tema da interdição legal de drogas emerge no continente americano, tendo como epicentro os Estados Unidos. Os ordenamentos jurídicos passam a versar sobre a proibição de um amplo leque de substâncias que até então tinham a produção, venda e consumo liberados. As convenções internacionais sobre a matéria do controle de drogas, incitadas pelos norte-americanos, encontram ressonância nos países latino-americanos que comparecem aos encontros e ratificam as resoluções, aparelhando, assim, seus próprios códigos penais. A criminalização das drogas surge como um dos aspectos da medicalização crescente da sociedade, patrocinada pelo governo e amparada no lastro conferido por diversas práticas sociais. As leis antidrogas operam como estratégia governamental para a identificação, perseguição e reclusão de anormais , pessoas dissonantes com relação às ordens social e moral estabelecidas. Consumidores de drogas são rastreados pelo seu ‘desvio moral’ e pelo ‘perigo sanitário’ que representam, enquanto os fornecedores ilegais das substâncias proibidas, indivíduos recrutados junto às tradicionais classes perigosas (pobres, negros, minorias estrangeiras), são capturados pelas engrenagens do sistema penal. Com a explosão do consumo de drogas na década de setenta, o tráfico ilegal se potencializa, transformando-se em indústria narcotraficante. Os Estados Unidos passam a exteriorizar seu combate interno às drogas para todo o continente, inaugurando a ‘guerra ao narcotráfico’. Esta guerra envolve diversos Estados latino-americanos que, ao tempo em que sofrem a pressão estadunidense para adequarem-se ao padrão de combate às drogas, se utilizam da proibição para fortalecer a governamentalidade sobre suas próprias populações, mantendo uma guerra violenta e infindável.

Política indigenista y hegemonía en Brasil y México. Los programas de educación indígena en el período 1940 – 1970. Tese de Mestrado em Estudos Latino-americanos, Universidad Nacional Autónoma de México, 2012.

Lígia Duque Platero


Nesta dissertação de mestrado, realizei uma pesquisa de História comparada sobre a política indigenista e os programas de educação indígena no México e no Brasil, no período entre 1940 e 1970. Trata-se da política indigenista estabelecida pelo Instituto Nacional Indigenista (INI), no México, e pelo Serviço de Proteção ao Índio (SPI) e Fundação Nacional do Índio (FUNAI), no Brasil. Discuto o problema da formação da hegemonia do Estado ampliado entre os povos originários nesses países, nesse período de auge do indigenismo de integração na América Latina. Tratei da influência de intelectuais orgânicos na formulação dos programas de educação indígena; discuti sobre a influência dos currículos nos processos de colonização do imaginário e da negociação dos modos de vida da infância indígena; tratei da participação de professores (as) nos processos de negociação dos projetos oficiais; além de abordar, de maneira secundária, sobre a influência de missões religiosas na formulação dos projetos e na prática dos programas de educação indígena, em ambos os países. Realizei uma breve comparação entre as escolas indígenas do Posto Indígena Francisco Horta, entre os Kaiowá, Gurani e Ñandeva, da Reserva Indígena de Dourados, no Mato Grosso do Sul, e as escolas do Centro Coordenador Indigenista de Papaloapan, em Oaxaca, entre os Mazatecos. Defini semelhanças e particularidades dos programas de educação indígena em cada país. Nesta pesquisa, utilizei como metodologia a análise de documentos escritos de arquivo e, de maneira secundária, a análise de entrevistas de História Oral de Vida. Os escritos de Antônio Gramsci foram a principal referência teórica. Cheguei à conclusão geral de que, nos programas de educação indígena em ambos os países, o ensino da língua nacional, os ensinamentos cívicos e morais e o ensino de trabalhos manuais foram utilizados para convencer os povos indígenas sobre a participação em projetos de desenvolvimento e nacionalização. Esses projetos, expressos nos programas de educação indígena do período, tinham o objetivo de transformar os modos de vida dessas populações, tendo em vista a sua inserção na sociedade capitalista e na nação ideologicamente “mestiça”.


Political indigenous and hegemony in Brazil and Mexico. The indigenous education programs in the period 1940 – 1970. Master’s thesis in Latin American Studies, Universidad Nacional Autónoma de México, 2012.

In this masters dissertation, I did a compared history research about the indigenous policy and the indigenous education programs in Mexico and Brazil, between 1940 and 1970. It is about the indigenous policy established by the National Indigenous Institute, in Mexico, and by the Indigenous Protection Service and the National Indigenous Foundation, in Brazil. I discuss the problem of the formation of the State’s hegemony expanded among the indigenous people in these countries in the peak period of indigenous integration in Latin America. I addressed the influence of organic intellectuals in the elaboration of indigenous education programs; discussed about the influence of the curriculums in the colonization process of the imaginary and the negotiation of the lifestyles of the indigenous childhood; I addressed the participation of teachers in the negotiation of official projects; besides addressing secondarily on the influence of religious missions in the elaboration of the projects and in the practice of the indigenous education programs, in both countries. I did a brief comparison between the indigenous schools of the Indigenous station of Francisco Horta, among the Kaiowá, Guarani and Ñandeva, of the Dourados Indigenous Reserve, in Mato Grosso, and the schools of the Papaloapan Indigenous Coordinating Centre, in Oaxaca, among the Mazatecos. I defined similarities and particularity of the indigenous education programs in each country. In this research I used as methodology the analysis of written documents of files and, secondarily, the analysis of interviews of Oral Life Stories. Antônio Gramsci’s writings were the main theoretical reference. I came to the overall conclusion that in the indigenous education programs in both countries, the teaching of national language, the civil and moral teachings and the teaching of manual works were used to convince the indigenous people to participate in development and nationalization projects. These projects, expressed in the period’s indigenous education programs, had the objective of transforming the lifestyle of these populations, having in sight the insertion in capitalistic society and in the nation ideologically “half-breed”.

Por uma etnografia histórica da criminalização das drogas. Tese de Doutorado em História, UERJ (previsão de conclusão: agosto de 2008).

Maria de Lourdes da Silva

O objeto desta pesquisa são as práticas sociais relacionadas às drogas empreendidas pelos moradores da cidade do Rio de Janeiro entre 1921 e 1938 (período entre a sanção da primeira lei de drogas e a segunda). O objetivo é compreender como a sociedade carioca de então passou a se relacionar com as drogas a partir do momento em que elas se tornaram ilegais. Procurando descrever as práticas policiais, os discursos médicos e os ambientes onde se disseminava a vida boêmia e literária da cidade, a investigação visa analisá-los e cotejá-los a fim de resgatar a dinâmica própria ao contexto e verificar o impacto destas práticas na simbologia das drogas que se configurava no imaginário social. Perpassando duas décadas de orientações políticas completamente distintas da história brasileira, as décadas de 1920 e 1930, a pesquisa se debruça sobre as implicações destas orientações na cultura das drogas desenvolvida desde então procurando observar como, por um lado, as instituições oficiais forjavam seus instrumentos de controle e repressão e, por outro, a população interagia (reagia, interpretava e negociava) com este aparato.

Práticas, mediações e substâncias – “álcool” e “drogas” nas atividades de um coletivo de pesquisadores. Dissertação de Mestrado Antropologia Social, UFRGS, 2014.

Eduardo Zanella

Este trabalho constitui uma pesquisa etnográfica, desenvolvida junto a um coletivo de pesquisadores das ciências médicas, o Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas (CPAD), vinculado ao Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Assumindo como ponto de partida que as drogas não constituem entidades pré-existentes, mas substâncias que tomam formas específicas a partir de articulações heterogêneas, objetivo descrever os processos de mediação que envolvem tais substâncias. Trata-se de compreender quais diferenças e transformações são produzidas para estes objetos nos empreendimentos e nas atividades deste centro de pesquisa. Para isto, foco em dois casos: uma parceria estabelecida entre o CPAD e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), e uma coleta de dados empreendida com pacientes usuários de drogas, internados para tratamento de dependência química no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Ao final do trabalho, argumento que a transformação ou a diferenciação das drogas “em si” também modifica aquilo que está em seu “entorno”, de tal modo que natureza e sociedade são mutuamente produzidas nestes processos de mediação.   Palavras chave: Álcool e Drogas, Ciências Médicas, Antropologia da Ciência, Etnografia. Practices, mediations and substances – “alcohol” and “drugs” in the activities of a collective of researchers  Eduardo Zanella This work is an ethnographic research, developed with a collective of researchers of medical sciences, the “Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas” (CPAD), linked to the Department of Psychiatry of the “Universidade Federal do Rio Grande do Sul”. Taking as its starting point that drugs are not pre-existing entities, but substances that take a particular shape from heterogeneous articulations, I propose to describe mediation processes involving such substances. I intend to understand the differences and changes that are made to these objects in the projects and activities of CPAD. For this, I focus on two cases: a partnership between the “Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul” (Detran-RS) and CPAD, and a data collection undertaken with drug users, admitted to chemical dependency treatment at the “Hospital de Clínicas de Porto Alegre”. At the end of this work, I argue that the transformation or differentiation of the drugs “themselves” also modifies what is on their “surroundings”, in such a way that nature and society are mutually produced in these processes of mediation.   Keywords: Alcohol and Drugs, Medical Sciences, Anthropology of Science, Ethnography

Primeiro perfil do usuário de “êxtase” (MDMA) em São Paulo. Dissertação de Mestrado em Psicologia pelo Departamento de Psicologia Experimental, USP, 2000.

Stella Pereira de Almeida

O presente estudo teve como objetivo identificar os padrões de uso de “êxtase” na cidade de São Paulo. Os usuários foram recrutados através da técnica de amostragem snowball, também utilizada para o recrutamento do grupo controle, composto de indivíduos com estilo de vida semelhante aos primeiros, mas que nunca haviam experimentado “êxtase” (não usuários). Usuários (52) e não usuários (52) foram entrevistados quanto às características sócio-demográficas e quanto ao uso de drogas psicotrópicas; usuários também responderam questões sobre circunstâncias de uso e efeitos do “êxtase”. Através da Escala de Impulsividade de Barratt e dos Inventários de Depressão de Beck e de Ansiedade Traço-Estado (IDATE-traço) foram medidas impulsividade, depressão e ansiedade de ambos os grupos. Os dois grupos apresentaram características sócio-demográficas semelhantes: a maioria pertencia à classe média, era jovem, heterossexual, solteira e com nível superior. Entre os usuários o consumo de outras drogas psicotrópicas foi expressivamente superior. Outras características mais freqüentes no grupo de usuários foram a presença de tatuagens e piercings, a frequência a “raves” e a preferência pela música eletrônica. No Inventário de Depressão de Beck os usuários apresentaram pontuação significativamente menor quanto à depressão. Os resultados das escalas de impulsividade e ansiedade não apresentaram diferenças significativas entre os dois grupos. Os padrões de uso de “êxtase” dos usuários entrevistados são semelhantes aos padrões descritos por pesquisas realizadas na Europa e em Sidney: a maioria dos usuários consome um ou dois comprimidos a cada episódio de uso, apenas nos finais de semana ou férias, mais freqüentemente na companhia de várias pessoas, em ambientes ligados ao lazer noturno, como lugares para dançar, “raves” e festas. Os comprimidos são geralmente adquiridos de amigos ou conhecidos nesses locais. A maioria dos usuários associa “êxtase” a outras drogas psicotrópicas, particularmente maconha. As características sócio-demográficas dos usuários entrevistados e seus padrões de aquisição e consumo de “êxtase” indicam um caráter pouco marginal do uso. São sugeridas estratégias de Redução de Danos caso o uso de “êxtase” seja difundido em São Paulo. The present study was aimed at identifying patterns of ecstasy (MDMA) use in the city of São Paulo. Ecstasy users were recruited through the snowball technique. Using the same technique, a control group of subjects that had never tried the drug (non users) was recruited among individuals sharing with users a similar life style. Users (N=52) and non users (N=52) were interviewed in order to obtain socio-demographic data and data of user of psychoactive drugs; users were also questionned as to the circumstances surrounding their use of the drug. Besides, levels of anxiety, depression and impulsiveness were assessed through Spielberger’s IDATE Trace Inventory, Beck’s Depression Inventory and Barratt Impulsiveness Scale. Both users and non users revealed similar socio-demographic characteristics: most subjects were middle class young heterosexual single men and women who had a college degree. Multiple drug using was more frequent among users than among non users. Other features that were significantly more accentuated among users than among non users were the presence of tattoos and piercings, the frequency to raves and the preference for electronic music. Beck Inventory results pointed to significantly lower depression scores among users. No differences were observed between groups in anxiety and impulsiveness scores. Ecstasy consumption patterns among users are similar to those reported in Europe and Australia: most subjects take one or two pillsper episode, during weekends or vacations, usually with company and in social gatherings such as dancings, raves and parties. The drug is predominantly acquired from friends or acquaintances in these same spots. Most users reported consuming ecstasy in combination with other psychoactive drugs, particularly marihuana. The socio-demographic features of users as well as the way they buy and consume the drug suggest that the present pattern of use is not connected to illegal or marginal activities. Harm reduction strategies are suggested in case of ecstasy’s use increases and spreads among the young population of the city.

Proibido pra chato: etnografia sobre o consumo de bebidas alcoólicas em um “bar de bairro”. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.

Eduardo Zanella

Esse trabalho é baseado em uma pesquisa etnográfica sobre o consumo de bebidas alcoólicas, realizada de março a outubro de 2010, em um bar popular da cidade de Porto Alegre. As práticas sociais de beber foram analisadas a partir do sentido das regras que as conformam. Por meio das prescrições e proscrições que orientam o beber, o presente estudo pretendeu compreender como as pessoas que frequentam esse bar constroem suas concepções acerca dos usos e abusos das bebidas alcoólicas. As fronteiras entre o adequado e o inadequado no consumo alcoólico foram pensadas a partir das relações sociais do bar, do jogo de sinuca e dos ideais de masculinidade. Esses foram os elementos mais significativos percebidos em campo para se pensar as relações entre homens e bebidas. Palavras chave: Álcool, Sociabilidade, Gênero, Etnografia.   The consumption of alcoholic beverages in a popular bar: ethnography about rules regarding uses and abuses of alcohol. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.   This work is based on an ethnographic research on the alcohol consumption, conducted from March to October 2010, in a popular bar of Porto Alegre. The practices of social drinks was analyzed from the meaning of the rules that conform it. Through the prescriptions and proscriptions of drinking, this study aimed to understand how people who frequent this bar constructed conceptions of the uses and abuses of alcohol. The boundaries between appropriate and inappropriate in drinking were conceived on the basis of social relations in the bar, snooker and the ideals of masculinity. These were perceived as the most significant aspects to think about the relations between man and drinks. Key Words: Alcohol, Sociability, Gender, Ethnography.

Raízes Culturais do Santo Daime. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, USP, 1996.

Sandra Lucia Goulart

A tese discorre sobre a primeira religião que surge no Brasil fundada no consumo ritual do chá psicoativo ayahuasca. O trabalho se detém inicialmente numa análise de cunho histórico-social, procurando contextualizar o aparecimento, em Rio Branco, no Acre, na década de 1930, do culto hoje conhecido como Santo Daime. O estudo mostra como se formaram o corpo ritual e mítico desta religião, destacando que isto se deu por meio de um processo bastante gradual. Um dos argumentos centrais é que o antigo catolicismo popular e as tradições amazônicas de uso da ayahuasca foram as principais fontes para a elaboração do culto daimista. Num segundo momento da tese, é empreendida uma detalhada etnografia de um dos mais conhecidos grupos do Santo Daime, o CEFLURIS, criado por Sebastião Mota de Melo em meados da década de 1970. Trata-se, aí, de estabelecer um elo entre o surgimento deste grupo daimista e a crise da sociedade moderna, conforme o processo de conversão dos habitantes de grandes metrópoles parece realcionar-se a aspectos como o desencanto com a vida urbana, a idealização da natureza, a psicologização das relações sociais ou o ceticismo.

Recebido e ofertado: a natureza dos hinos nos rituais do Santo Daime e seu “sistema de trocas”. Projeto de dissertação de Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, UERJ (conclusão prevista para 2007).

Lucas Kastrup Rehen

Partindo do viés antropológico que entende a expressão de sentimentos como objeto de estudo das Ciências Sociais, esse trabalho busca analisar as principais emoções valorizadas dentro da doutrina religiosa do Santo Daime, relacionando o uso ritual da bebida sacramental, seus efeitos e a visão de mundo daimista, que tem no catolicismo popular um de seus principais alicerces culturais. O trabalho busca investigar a relação entre música e emoção nessa experiência religiosa. São utilizadas duas metodologias: entrevistas em profundidade com um grupo de camadas médias e altas, membros da Igreja Céu do Mar, localizada na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro e a observação participante em cinco rituais distintos, respectivamente denominados “concentração”, “bailado e/ou hinário”, “santa missa ou missa dos mortos”, “feitio” e “estrela”. A proposta é analisar o papel fundamental das músicas nessa prática religiosa para suscitar e expressar emoções tais como arrependimento, gratidão, angústia, alegria e amor, variando ou não de acordo com as características de cada um dos rituais mencionados. Ainda sobre a importância das músicas, a tese trata sobre a concepção “nativa” que descreve os hinos como dádivas divinas, fornecendo um rico material acerca de trocas de dons sagrados e de sua lógica social. Existem hinos ofertados e retribuídos, especialmente na linha daimista fundada pelo Padrinho Sebastião, e eles fornecem um rico material sobre a expressão de sentimentos, praticamente inexplorado em trabalhos acadêmicos. A experiência corporal também perpassa a dimensão emotiva e por isso a dissertação dedica especial atenção à prática do vômito no Santo Daime e suas representações, assim como analisa as diferentes danças e os momentos onde os participantes devem permanecer sentados ou erguidos.

Receitas do regime: a dietética entre índios e espanhóis no México e Peru entre os séculos XVI e XVII. Tese de Doutorado em História Social, USP, 2012.

Alexandre Camera Varella

O trabalho consiste numa leitura da tradição hipocrático-galênica na América Latina utilizando como fontes históricas as histórias naturais do protomédico Francisco Hernández, do doutor Juan de Cárdenas, do jesuíta Bernabé Cobo, entre outros documentos. Tomamos as categorias de índios e espanhóis para observar crenças e políticas de dieta nos tempos de formação dos vice-reinos da Nova Espanha e Peru entre os séculos XVI e XVII. As representações dos povos e da natureza americana legitimam, alteram e refusam práticas locais utilizando-se de critérios como a temperança e o valor medicinal dos alimentos.   Recipes of the Regime: dietetics among Indians and Spaniards in México and Peru between the 16th and 17th centuries. PhD Dissertation in Social History, USP, 2012.  The work presents an interpretation of the Hipocratic-Galenic tradition in Latin-America using as main supports the natural histories of Francisco Hernández, Juan de Cárdenas, Bernabé Cobo, among others. We take the categories of Indians and Spaniards to search on dietary beliefs and politics in New Spain and Peru at sixteenth and seventeenth centuries. Peoples and American nature representations legitimize, change and refuse local practices using criterions such as temperance and medicinal values of foods.

Religião e controvérsia: um estudo sobre o debate em torno do uso da ayahuasca no Brasil. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, USP, 2012.

Henrique Fernandes Antunes

O escopo da pesquisa é investigar o atual debate em torno dos usos de uma bebida psicoativa de origem amazônica que chegou aos grandes centros urbanos do Brasil nas últimas décadas, a ayahuasca, bem como o recente enquadramento dos grupos ayahuasqueiros enquanto religiões. Trata-se de uma tentativa de, através de um estudo de caso, operar com a categoria religião a partir de uma perspectiva crítica que não se proponha tratá-la enquanto um fenômeno empírico auto-evidente, mas que a encare enquanto uma categoria em permanente construção, sujeita a controvérsias e disputas. Através de um estudo bibliográfico e etnográfico pretende-se investigar em que medida a controvérsia em torno dos usos da ayahuasca, que emerge quando o fenômeno se expande para o centro/sul do Brasil, estimula o debate sobre a liberdade religiosa, sobre a definição do que pode ser considerado culto ou rito e sobre a legitimidade do enquadramento dos grupos ayahuasqueiros enquanto religiões. Religion and controversy: A study about the debate concerning the religious use of ayahuasca. Master thesis in Social Anthropology, USP, 2012. The purpose of this research is to investigate the debate concerning the uses of ayahuasca, an Amazonian psychoactive beverage that reached the urban centers in Brazil in the last decades, and the recent positioning of the groups that use ayahuasca as “religions”. It is based on an attempt to employ the category “religion” using a critical perspective, looking at it as a category in permanent construction, subject to controversies and disputes. The research intends to investigate the controversy concerning the uses of ayahuasca that emerged when the phenomenon reached central and southeastern Brazil. This has stimulated debate about the legitimacy of groups that use ayahuasca as religions and arguments concerning religious freedom.

Santo Daime: a living sacrament, a religion in-progress. PHD dissertation in History, UnB, 2007.

Isabela Oliveira

The dissertation analyzes the current constitution of the symbol of the brew Ayahuasca within the religion of Santo Daime, where the brew is considered, by a large part of the members, as a Christian Eucharistic sacrament whose meaning is explained by the concept of Juramidam. In simple terms, for the daimistas (members of Santo Daime), Juramidam is a concept that refers as much to the spiritual name of the religion’s founder – Mr. Raimundo Irineu Serra – as to a series of other representations, such as the idea of a second coming of Christ to Earth, and a current manifestation of the Holy Spirit. This work analyses the resignification of Ayahuasca in the context of the Daime religion, analyzing the historical, social and cultural process of the construction of symbols that form the base of this religion. Keeping in mind the fact that Santo Daime is an essentially oral cultural group, the content of the most important oral narratives present in the religion and the life histories of its participants, especially the founder, are analyzed.

Santo Daime: Teoecologia e adaptação aos tempos modernos. Dissertação de Mestrado em Psicologia Social. UERJ, 2005.

Maria Clara Rebel Araújo

Esta dissertação trata de uma pesquisa em Psicologia Social sobre a doutrina do Santo Daime, religião brasileira surgida no Acre por volta de 1930, e inicialmente seguida por imigrantes nordestinos e seus descendentes, agricultores e seringueiros. Embora tenha ficado restrita ao Norte do Brasil até a década 70 do século passado, desde então o Santo Daime foi trazido para as grandes cidades brasileiras. Em alguns casos, a adesão a esta religião é responsável por mudanças profundas na visão de si mesmo e do mundo, trazendo curas e ensinamentos para muitos que a procuram. Inicialmente, descrevemos a trajetória do Santo Daime e, especialmente, do Cefluris, linha daimista que mais tarde difundiu-se pelo Brasil e exterior, através de entrevistas com alguns dos daimistas que trouxeram o Daime do norte para o “sul”. Abordamos essa doutrina dentro de um enfoque psicossocial, por entendermos que o Daime não se reduz à ingestão do chá, mas envolve uma série de práticas sociais e aspectos históricos e antropológicos relevantes, que influenciam profundamente a experiência psicológica de quem o toma.Através de entrevistas e análises dos hinários, percebemos que os hinos e as mirações se entrelaçam em múltiplas relações entre o indivíduo e o coletivo daimista. Nossa pesquisa procurou mostrar como o ecletismo religioso daimista (presente desde sua fundação) foi fundamental para sua expansão para os grandes centros urbanos, somando-se ao discurso ecológico. O Santo Daime possui hoje uma teologia moderna, que soube dialogar com correntes de pensamento e ação importantes da contemporaneidade. A doutrina se coloca como uma aliada da preservação da floresta amazônica e seu povo. Discutimos também a ligação que se estabelece entre os hinos (veículos de ensinamentos, representações sociais e memória coletiva) e a miração. Os hinos seriam responsáveis por transmitir ao daimista os valores e a memória da doutrina, dando sentido religioso à miração.

Santo Daime: um sacramento vivo, uma religião em formação. Tese de Doutorado em História, UnB, 2007.

Isabela Oliveira

A tese analisa a constituição do significado atual da bebida Ayahuasca dentro da religião Santo Daime, onde ela é considerada, por grande parte de seus adeptos, como um sacramento eucarístico cristão cujo sentido se explica por meio do conceito de Juramidam. De maneira simplificada, para os daimistas, Juramidam é conceito que se refere tanto ao nome espiritual do fundador da religião – o Sr. Raimundo Irineu Serra – quanto a uma série de outras representações, como a idéia de uma segunda vinda de Cristo a Terra, e uma manifestação atual do Espírito Santo. O trabalho analisa a ressignificação da Ayahuasca no contexto da religião daimista, analisando o processo histórico, social e cultural de construção de significados que fundamenta esta religião. Tendo em vista o fato de que o Santo Daime é um grupo de cultura essencialmente oral, analisou-se o conteúdo das narrativas orais mais importantes presentes na religião e também as histórias de vida de seus participantes, especialmente de seu fundador.

Sobre Mulheres e prisões: a participação feminina no tráfico de drogas do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado em Direito. Universidade Federal do Rio de Janeiro. (previsão de conclusão: Abril de 2014). .

Luciana Peluzio Chernicharo

Nos últimos anos, o aumento acelerado de mulheres encarceradas se tornou um fenômeno comum em toda a América Latina, principalmente por conta de uma política criminal que trouxe os crimes ligados à venda de entorpecentes para o centro  de sua estratégia. Neste contexto, o Brasil não foi exceção, e estatísticas do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) revelam que, não obstante o crescimento total da população carcerária, o crescimento de presas mulheres obedeceu um ritmo ainda mais acelerado que o de presos homens: entre os anos de 2000 e 2012, por exemplo, houve um crescimento de mais de 590% na população carcerária feminina. Diante deste cenário, e das particularidades evidentes do Rio de Janeiro, pretende-se investigar as relações existentes entre o tráfico de drogas e a crescente inserção de mulheres nesta prática. Para isto, de um lado  a pesquisa conta com um estudo teórico, em que o marco  utilizado será o da criminologia crítica, que assume a seletividade penal como característica estrutural do poder punitivo. E, de outro, o trabalho de campo, com aplicação de questionários semiestruturados às presas por tráfico da penitenciária feminina Joaquim Ferreira, de maneira a permitir que o fenômeno seja investigado no contexto cultural e histórico em que se reproduz. Palavras-chave: Mulheres Encarceradas, Tráfico de Drogas, Criminologia Crítica, Política de Drogas. About Women and Prison: Female Participation in Drug Trafficking in Rio de Janeiro. Dissertation in Law. Federal University of Rio de Janeiro. (expected conclusion: April 2014). In recent years, the rapid increase of incarcerated women has become a common phenomenon in Latin America, mainly owing to a criminal policy that brought the crimes related to the sale of narcotics to the center of its strategy. In this context, Brazil was no exception, and statistics from the National Penitentiary Department (Depen) reveal that, despite the overall growth of the prison population, the growth of women inmates occurred at a rate even faster than that of men. Between the years 2000 and 2012, for example, there was an increase of over 590% in the female prison population. Given this scenario, and the particularities evident in Rio de Janeiro, we intend to investigate the relationship between drug trafficking and the increasing participation of women in this practice. On one hand, the survey is a theoretical study, using ideas of critical criminology, assuming the selectivity of criminality and the structural features of punitive power. And on the other, the field work, with semi-structured questionnaires for woman arrested for trafficking at the Joaquim Ferreira women’s prison, allows the phenomenon to be investigated in the cultural and historical context in which it exists. Keywords: Incarcerated Women, Drug Trafficking, Critical Criminology, Drug Policy.

Sobre o uso de ecstasy: uma pesquisa com vistas à formulação de intervenção preventiva. Tese de Doutorado em Psicologia pelo Departamento de Neurociências e Comportamento, USP, 2005.

Stella Pereira de Almeida

O primeiro objetivo do presente estudo, de cunho metodológico, foi verificar a viabilidade da realização de uma pesquisa com usuários de ecstasy via internet. A metodologia desenvolvida para o recrutamento e coleta de dados atingiu os objetivos propostos, demonstrando-se viável e profícua, além de apresentar grandes vantagens em relação à coleta de dados presencial. O segundo objetivo foi oferecer subsídio para futuras intervenções de Redução de Danos para o uso de ecstasy. O questionário on-line foi respondido por 1.140 pessoas, primordialmente jovens, com boa formação escolar, inseridos no mercado de trabalho e/ou estudantes, pertencentes às classes socioeconômicas A e B, e poliusuários de drogas. As respostas dos participantes foram descritas estatisticamente e os dados comparados através dos testes t ou chi-quadrado, e analisados por regressão categórica (CatReg) em que se relacionaram os comportamentos de risco associados ao uso de ecstasy com as variáveis independentes relevantes. Os resultados não fundamentam a elaboração de materiais preventivos com direcionamentos específicos, seja para gêneros, para opções sexuais ou para classes socioeconômicas. Indicam, porém, locais privilegiados para a distribuição de material preventivo: ambientes de lazer noturno, festas e eventos ligados à música eletrônica, eventos como paradas comunitárias, e universidades públicas e privadas. São discutidos os principais conteúdos a serem veiculados, tendo sempre como princípio básico a transmissão de informações cientificamente comprovadas. Os dados mostram ainda que é crescente a disponibilidade de ecstasy no Brasil indicando urgência na implantação de um primeiro programa preventivo brasileiro voltado para essa droga. A acolhida e as declarações de interesse dos participantes demonstraram que o projeto inspirou confiabilidade, que existe demanda por intervenções na área e que uma proposta de Redução de Danos teria grande receptividade dos usuários de ecstasy, embora sua implantação dependa do interesse das autoridades responsáveis pela política pública brasileira em relação às drogas ilegais. One objective of this study was methodological investigating the feasibility of conducting a Web-based survey with ecstasy users. The method developed for participants recruitment and data collection attained the propose proving feasible and fruitful, as well as showing great advantages as compared to personal data collecting. The second objective was to provide subsidies for future Harm Reduction interventions on the use of ecstasy. Participants (N=1.140) were mostly youngsters, with high schooling levels, and currently employed or studying, of A and B social-economic classes, and polydrug users. The data were analyzed using chi-square or t tests and categorical regression (CatReg). The latter evaluated users’ risk behaviors and related them to relevant independent variables. The results do not set the grounds for the drafting of specially-oriented preventive materials, be it for genders, sexual orientation, or even social-economic classes. They do, however, indicate privileged places for the distribution of preventive materials: evening entertainment places, parties and events related to electronic music, events such as community Parades, and universities. The main contents to be conveyed are discussed, always keeping the communication of scientifically proven information as the basic principle. The data also show that there is increasing availability of ecstasy in Brazil, thus pointing to the urgent need of implementing a first Brazilian ecstasy preventive program. The buy-in and the interested statements from participants demonstrate that the project inspired reliability, that there is a demand for interventions in the area and that a Harm Reduction proposal would be highly accepted amongst ecstasy users, although its implementation depends on the interest of authorities responsible for the Brazilian public policy towards illegal drugs.

Substâncias da Idolatria; psicoativos indígenas e a conquista do México e Peru. Mestrado em História Social, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Alexandre Camera Varella

Disponível em http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-29092008-174959/ Pela abordagem da história cultural, analisamos visões e políticas em torno dos costumes indígenas com psicoativos (bebidas alcoólicas, estimulantes e alucinógenos), por meio da leitura de tratados produzidos entre meados do século XVI e XVII no mundo hispano-americano. São histórias sobre os antigos mexicanos e peruanos, bem como sobre seus descendentes, nos vice-reinos da Nova Espanha e Peru. Os costumes com substâncias foram retidos como elementos essenciais da idolatria (a falsa religião dos índios); além de usadas em cerimônias e feitiçarias, algumas plantas e poções seriam inclusive adoradas como divindades. Dividimos os capítulos por contextos e grupos de obras/autores: (i) para o contexto geral de consolidação do império espanhol na América, analisamos o dominicano Bartolomé de las Casas e o jesuíta José de Acosta; (ii) para os tempos dos missionários mendicantes na Nova Espanha do séc. XVI, o franciscano Bernardino de Sahagún e o dominicano Diego Durán; (iii) para a época de auge da extirpação da idolatria no séc. XVII, os curas Hernando Ruiz de Alarcón e Jacinto de la Serna na Nova Espanha, e o jesuíta Pablo Joseph de Arriaga no Peru; (iv) analisamos o cronista indígena peruano Felipe Guaman Poma de Ayala na virada dos sécs. XVI-XVII. Outras fontes foram utilizadas, destacando-se os tratados sobre as medicinas dos índios escritos pelos doutores espanhóis Nicolas Monardes, Francisco Hernández e Juan de Cárdenas, assim como de um médico indígena mexicano, Martín de la Cruz. Os principais assuntos discutidos: os juízos de proveito das medicinas que embriagam; os sentidos do vício por meio das substâncias, entre hábito contranatural e veículo para os pecados; a noção de perda do juízo como efeito natural da embriaguez, mas que abre espaço para a intervenção demoníaca; representações dos usos nos sacrifícios, comunhões, feitiçarias, e a idolatria de plantas e poções. Esses assuntos são analisados tendo em vista que a idolatria não informa apenas o estereótipo e o caminho da interdição dos costumes, pois, de outro lado, nomeia os saberes e poderes locais e sua vitalidade, num ambiente de choques, negociações e acomodações político-culturais. Substances of “the idolatry”; the medicines that inebriate the Indians of Mexico and Peru from histories on the 16th and 17th centuries From a cultural history point of view, we analyze perceptions and policies over indigenous relation to psycho-actives (alcoholic beverages, stimulants and hallucinogens), based on treatises written from the middle of the 16th century to the middle of the 17th century at the Spanish-American world. They are histories about the anciant Mexicans and Peruvians, as well as about their descendents from the vice royalties of New Spain and Peru. In such works, the habits related to psycho-actives were believed to be essential elements of the idolatry (the indigenous false religion); besides being used in ceremonies and sorcery, some plants and potions were also worshipped as divinities. We organize the chapters according to the contexts and groups of document sources/authors: (i) for the general context of the Spanish empire consolidation in America, we analyze the Dominican Bartolomé de las Casas and the Jesuit Joseph de Acosta; (ii) for the New Spain mendicant missionaries times in the 16th century, the Franciscan Bernardino de Sahagún and the Dominican Diego Durán; (iii) from the extirpation of idolatry strongest period in the 17th century, the vicars Hernando Ruiz de Alarcón and Jacinto de la Serna; and (iv) from the turning of the 16th to the 17th century, the Peruvian Indian chronicler Felipe Guaman Poma de Ayala. Other document sources were also consulted, in particular treatises covering indigenous medicines, like those written by the Spanish physicians Nicolas Monardes, Francisco Hernández and Juan de Cárdenas, and also by an Indian doctor from Mexico, Martín de la Cruz. The main subjects we discuss in the work are: the views of benefits from the medicines that inebriate; the meanings of vice associated to substances, from a non-natural habit to a passport for sins; the notion of going out of mind as a natural consequence of inebriation, but which opens the possibility of demonic intrusion; usage representations in sacrifices, communions, witchcraft, and the idolatry of plants and potions. All those issues are analyzed bearing in mind that idolatry tell us not only about the stereotype and the pathways of habits forbiddance, but also distinguishes the local knowledge and powers, and its vitality, all taking place in an environment of political and cultural clashes, negotiations and accommodations. Substancias de la idolatría; las medicinas que embriagan los indios de México y Perú en historias de los siglos XVI y XVII Desde el punto de vista de la historia cultural, analizamos visiones y políticas alrededor de las costumbres indígenas con psicoactivos (bebidas alcohólicas, estimulantes y alucinógenos), por medio de lecturas de tratados elaborados entre mediados del siglo XVI y XVII en el mundo hispanoamericano. Estos contienen historias de los antiguos mexicanos y peruanos, así como de sus descendientes en los virreinatos de la Nueva España y Perú. Las costumbres con estas substancias fueron retenidas como elementos esenciales de la idolatría (la “falsa religión” de los indios); además de ser empleadas en ceremonias y hechicerías, algunas plantas y pociones incluso podían ser adoradas como divinidades. Dividimos los capítulos por contextos y por grupos de obras/autores: (i) para el contexto general de consolidación del imperio español en América, analizamos el dominicano Bartolomé de las Casas y el jesuita José de Acosta; (ii) para el tiempo de los misioneros mendicantes en la Nova España del siglo XVI, el franciscano Bernardino de Sahagún y el dominicano Diego Durán; (iii) para la época de auge de la “extirpación de la idolatría” en el siglo XVII, los curas Hernando Ruiz de Alarcón y Jacinto de la Serna en la Nueva España, y el jesuita Pablo Joseph de Arriaga en Perú; (iv) analizamos el cronista indígena peruano Felipe Guaman Poma de Ayala a finales del siglo XVI y comienzo del siglo XVII. Fueron consultadas otras fuentes, destacándose los tratados sobre las medicinas de los indios, escritos por los doctores Nicolás Monardes, Francisco Hernández y Juan de Cárdenas, y también por un médico indígena mexicano, Martín de la Cruz. Los principales asuntos discutidos son: los juicios de provecho de las medicinas que embriagan; los sentidos del vicio por medio de estas sustancias, entre hábito contranatural y vehículo para los pecados; la noción de pérdida del juicio como efecto natural de la embriaguez, que a su vez podría abrir espacio a la intervención demoníaca; las representaciones de los usos en los sacrificios, comuniones, hechicerías, y la idolatría de plantas e pociones. Estos asuntos son analizados teniendo presente que la idolatría no informa únicamente el estereotipo y el camino de la interdicción de las costumbres, sino también, nomina los saberes y poderes locales y su vitalidad, en un ambiente de conflictos, negociaciones y adaptaciones político-culturales

Tambores para a Rainha da Floresta: a inserção da Umbanda no Santo Daime. Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião, PUC-SP, 2007.

Antonio Marques Alves Junior

A presente pesquisa se ocupa do movimento pelo qual a Umbanda ganhou espaço e legitimidade dentro do Santo Daime. Sem fazer parte das proposições originais do “tronco do Mestre Irineu” (Raimundo Irineu Serra, fundador do Santo Daime), a possessão ou a incorporação nos rituais, o discurso e os cantos às entidades da Umbanda ganharam voz e significados debaixo da liderança do Padrinho Sebastião (Sebastião Mota de Melo), líder da linha conhecida como Cefluris ou Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra. Dentre as religiões ayahuasqueiras brasileiras, o Cefluris é certamente aquela que, ao expandir-se, manteve relações mais intensas com a “modernidade”, e imprimiu uma estratégia de grande flexibilidade doutrinária, sendo a Umbanda talvez um dos seus maiores ícones de diferenciação com relação a linha conhecida genericamente como “Alto Santo”. A pesquisa busca descrever os primeiros momentos de aproximação entre o Santo Daime e a Umbanda na década de 80 e os principais episódios que marcam a inserção progressiva de novas modalidades de ritos com influência afro — os quais, em alguns casos, servem como espécie de ‘mitos de origem’ que fundamentam a narrativa umbandista no imaginário daimista.

Tata endy rekoe – Fogo Sagrado: encontros entre os Guarani, a ayahuasca e o Caminho Vermelho. Tese de doutorado em antropologia social, UFSC, 2010.. .

Isabel Santana de Rose

Este trabalho trata do processo de apropriação da ayahuasca, e de outras práticas relacionadas como o sweat lodge ou temazcal e a busca da visão, pelos Guarani da aldeia Yynn Morothi Wherá ou Mbiguaçu, localizada no município de Biguaçu, litoral sul de Santa Catarina. O principal objetivo desta etnografia é reconstituir a história da apropriação da ayahuasca pelos moradores desta aldeia, procurando compreender o uso dessa bebida em suas cerimônias, bem como no seu discurso sobre a cultura e a tradição guarani. Tomando como eixo esta história, o segundo objetivo central desta pesquisa é delinear a rede autodenominada “aliança das medicinas”, formada ao longo dos últimos dez anos entre os moradores de Mbiguaçu, integrantes de um grupo espiritual internacional denominado Fogo Sagrado de Itzachilatlan, e membros da comunidade do Santo Daime Céu do Patriarca São José (Florianópolis, SC). Os diálogos e negociações entre estes diferentes grupos e atores vêm dando lugar a uma intensa circulação de pessoas, substâncias, imagens, idéias, rituais e estéticas, que procuro mapear ao longo deste trabalho. Entre os principais argumentos desenvolvidos aqui, destacam-se a ênfase nos fluxos e circulações; no caráter dialógico e emergente da cultura; e a proposta de olhar para o xamanismo como uma categoria dialógica. This research focuses the process of appropriation of ayahuasca and other related practices, such as the sweat lodge or temazcal and the vision quest, by the Guarani Indians from Yynn Morothi Wherá village, also called Mbiguaçu, located at the southern coast of Santa Catarina State (Brazil). The main objective of this ethnography is to reconstitute the history of the appropriation of ayahuasca by this village’s dwellers, trying to understand the use of this beverage in their ceremonies, as well as in their discourse about guarani culture and tradition. The second central objective of this research is to outline the network self-called “alliance of the medicines”, formed during the last ten years among Mbiguaçu village’s dwellers, members of an international spiritual group called Sacred Fire of Itzachilatlan, and members of the Santo Daime community Céu do Patriarca São José (Florianópolis, SC). The dialogues and negotiations between these different groups and actors have given place to an intense circulation of people, substances, images, ideas, rituals and aesthetics that I intend to map in this work. Among the main arguments developed here, are the emphasis in flows and circulations; in the dialogic and emergent character of culture; and the proposal of looking at shamanism as a dialogic category.

Tempo não pulsado: ritmo e subjetividade. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal Fluminense, 2009.

Sandro Eduardo Rodrigues

Esta pesquisa investiga o ritmo na linguagem musical e na produção da subjetividade como estilo, distinguindo em ambos uma operatória temporal pulsada de uma não pulsada. Trata-se de uma pesquisa transdisciplinar. Partimos do ritmo musical e, com Deleuze, abordamos a subjetividade em função das sínteses do tempo. Com isso, investigamos o serialismo integral do músico Pierre Boulez, que propôs os conceitos de tempo estriado (pulsado) e liso (não pulsado, amorfo) e, com Deleuze e Guattari, articulamos pulsado e amorfo aos conceitos de Cronos e Aion, temporalidades que correspondem a tendências distintas no pensamento e na linguagem: a primeira ligada às identidades fixas de sujeitos e objetos (a questão do ‘ser’); e a outra relacionada aos processos de criação, que afirmam a finitude e abertura para o ilimitado em blocos de devir. Com o conceito de ritornelo, vemos Cronos e Aion como tendências à territorialização e desterritorialização na individuação dos ritmos musicais, o que nos conduz à questão do devir-música, que comparece na subjetividade como produção de estilo, operação que envolve a perda de identidades fixas e a tentativa de conciliar permanência e mutabilidade por uma apropriação singular de fragmentos subjetivos. O objetivo aqui é problematizar uma estética subjacente a processos de produção de subjetividade como estilo, na interface com a música contemporânea. Non-pulsed time: rhythm an subjectivity. Master dissertation in Psychology, Universidade Federal Fluminense, 2009. This research investigates rhythm in musical language and in production of the subjectivity as style, distinguishing in both a pulsed time operation from a non-pulsed one. It is a transdisciplinary research. We begin at the musical rhythm and, with Deleuze, we approach the subjectivity on the basis of synthesis of time. Therefore, we investigate the integral serialism of the musician Pierre Boulez, who proposed the concepts of stretched (pulsed) and smooth (not pulsed, amorphous) time, and with Deleuze and Guattari, we articulate pulsed and amorphous to the concepts of Cronos and Aion, which temporalities correspond to different tendencies in thought and language: the first related to the fixed identities of subjects and objects (the question of ‘being’) and the other related to the processes of creation, who states the finite and opening to the unlimited in blocks of becoming. With the concept of ritornelo we see Aion and Cronos as tendencies to territorialization and deterritorialization in the individuation of musical rhythms, which leads us to the question of the becoming-music, which takes place in the production of subjectivity as style, operation that involves the loss of fixed identities and the attempt to conciliate permanence and mutability by a singular appropriation of subjective fragments. The goal here is to confront an aesthetic underlying the processes of production of subjectivity as style, on the interface with contemporary music. http://www.neip.info/html/objects/_downloadblob.php?cod_blob=1557

The Birth and Impact of the Base Ecclesial Community and Liberative Pastoral Discourse in Brazil. Doctor of Philosophy (DPhil), University of Oxford, 1994. .

Andrew Dawson

The thesis engages the period from 1958 to 1974, specifically focusing on the rise and impact of the base ecclesial community movement and the emergence of a liberative theological discourse within sections of the Roman Catholic Church in Brazil. The thesis avoids the reductionism of sociological treatments of the ecclesiastical institution (which fail to appreciate the organisational impact of the theologico-moral) and reductionist theological approaches (which overlook the societal and institutional dynamics which inform Church action). The analytical lens of the thesis is inspired by Antonio Gramsci.

The experiences of gay and lesbian people using ayahuasca. a doctoral project in clinical psychology at John F. Kennedy University, 2011.

Clancy Cavnar

This dissertation looks at the experiences of gay and lesbian people who have used ayahuasca in the past three years with at least one other person. Fifteen participants will be interviewed in a semi-structured format with questions relating to their spiritual and religious beliefs, their perceptions about their sexual orientation and their experiences with the persons they drink ayahuasca with. Participants are sought from a variety of settings, including the ayahuasca churches, drinking with shamans, or with groups who have other affiliations. This research attempts to explore the effect of ayahuasca on perception of sexual orientation. Because the interviews are taking place in North America, the results cannot be seen as universal, and the research will note the cultural differences that affect perception of sexual orientation. The influence of Christianity and the participants own comfort with their sexual orientation will be considered. The interviews will be analyzed using content analysis.

The Good Old Days that Never Were: Chico State. MA thesis, California State University, Chico, USA, 2001.

Matthew Meyer

Estudo de uma semana festiva tradicional da Universidade de Chico. A Universidade comemorava os velhos dias do surto do ouro na Califórnia. Examinou-se como a semana sempre foi liminar à ordem social, caracterizada pelo consumo em excesso do álcool, e como foi cancelada nos anos 80 quando ficou grande demais.

The Peasant Leagues in Pernambuco, Brazil. Master of Arts in Sociology of Latin America, University of Essex, 1971.

Edward MacRae

Trata-se de uma monografia sobre o surgimento de ligas camponesas em Pernambuco durante o governo João Goulart.

The place of music on the construction of emotional communities: Ayahuasca’s soundscape in Portugal.. PhD proposal in Etnomusicology, University of Aveiro – UA – Portugal (deadline estimated: October 2012).

Patrícia Paula Lima

This proposal fits in the domain of Ethnomusicology and aims to study the music on the ritual of two distinct religions, Santo Daime and União do Vegetal (UDV) from the theoretic concept of “Emotional Communities” and the role played by the music on its construction and performance. The use of the psychoactive drink ayahuasca is characteristic in these ritual practices, both born on the core of the Amazonia forest on the 1920’s and 1960’s and expanding on the end of the 1980’s; now we can find these ritual practices in 21 countries. When the indigenes, seringueiros and foreigners got together in order to heal body and soul diseases, the music on the ritual of ayahuasca began to be used in new contexts, characterized by the joint of different religious guidances and creating complexes ritualistic practices and a particular musical universe. With this research I aim to contribute to the development of the studies on the comprehension of music on the creation of Soundscapes linked to Emotional Communities in general and to its role on the construction of ritualistic processes that shape religious practices embraced by the circulation of psychoactive substances. I intend, in particular, to study the community placed in Portugal and understand how is locally developed a practice and a music that deeply aspire to a global unity.

The Reversed Panopticon: A History of the Prison and the inmate’s view in Brazil. Dissertação de Mestrado em Direito, UERJ, 2000.

Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues

In view of the Panopticon’s architectural and ideological model described by Jeremy Bentham, which inspired our penal institutions and wherein the inmate is subject to an unremitting control and surveillance, we propose a reflection to be made on the History of the Prison in Brazil. Our focus will be targeted to the evolution of Brazil’s laws and penal institutions as well as to the brazilian inmate’s own view in respect of the prison, trying to confront the criminal laws and the prison reality, normally invisible to the remainder of the society. Within this context, having in sight the alleged failure of the liberty depriving penalty and the serious situation of the Brazilian prisons, we situate the transformation of the penalty system and the criminal policy movements on a historical basis. Our purpose is to study the Prison in Brazil, facing the reality of our marginal region, in order to inquire its operating aspects, as well as the cause for so wide an application of the liberty depriving penalty and the rejection of alternate measures.

The Trees are Human: Psychoactive Plants, the Subjectivity of Nature, and an Engagement with Modernity in the Napo Runa Kichwa Culture of Ecuador. Master Thesis in Latin American Studies. University of Gainsville (project do be completed by 2013). .

James C. Taylor

This thesis is an exploration of the intersection of three distinct areas of inquiry: the experience – shamanic, religious, mystical, or ecstatic – of psychoactive plants; worldviews that recognize and affirm subjectivity and agency in the other-than-human-persons of plants, animals, and places; and how such worldviews engage with, resist, integrate, and transform the worldviews of techno-scientific modernity. In following a set of concepts put forward by Ralph Metzner among others, this work suggests that unique responses to the ecological and psycho-social devastation currently facing the techno-scientific, capitalist-industrialist “modern” world may very well be found in the link between so-called “animist” worldviews and psychoactive plants. This thesis presents an effort to understand how Napo Runa people, and their use of psychoactive plants, are able to hold seemingly contradictory – techno-scientific and “animist” – worldviews in tension, without forcing a false dialectical synthesis. By focusing on specific ethnographic research, an effort is made to see these worldviews in context with one another as they are being actively lived and negotiated. This research focuses on understanding and communicating the complexity of lived worldviews through stories, histories, and the relating of experiences of both Napo Runa Kichwa people near Tena, Ecuador and mestizo people in and around Iquitos, Peru. This ethnographic research is done in an attempt to ascertain how psychoactive plants and “animist” worldviews are in dialogue with one another, and thereby mutually informing. Embedded within such an effort is a questioning of whether or not the “tensions” that might be perceived between seemingly conflicting worldviews present themselves as such for Runa people, or if such tensions are a product of putatively Western and, perhaps more explicitly, academic, categories. Shaping the aims of this research is the question of how people, both shamans and non-shamans, characterize their experience with psychoactive plants, what they draw from these experiences as personally meaningful, and how these experiences have translated into action in, and understanding of, the world. An effort is made to ensure that the immediate and personal experiences of people stand side by side with discussions of urbanization and techno-scientific “modernity,” such that categorical contrasts are neither ignored nor erected without immediate grounding in lived experience. The scope of this research is extended to include the more urban ayahuasca shamans in Iquitos, Peru, especially as they might be compared to the more rural ayahuasca shamans in the field site near Tena, Ecuador. Because these sites are historically and culturally related, they offer an interesting potential for comparison, as they are both in the process of dynamically defining and redefining the nature of “shamanic tradition” in cultural and religious terms. This extension of the investigation specifically engages with how different socio-economic situations and underlying cultural realities mark different ways of conceiving of and engaging with the “natural” world, and what forms of discourse dominate such shamanic activity in each case – especially in terms of spirituality, healing, envidia, and brujeria – as these are related to the process of urbanization and the integration of, and resistance to, techno-scientific and neo-liberal capitalist worldviews.

Trilhas e Temas da disciplina Filosofia da Educação a partir da PUC-SP. Tese de Doutorado em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2002.

Maria Betânia B. Albuquerque

Esta pesquisa buscou reconstruir, historicamente, a trajetória da disciplina Filosofia da Educação entre as décadas de 40 a 80 no curso de Pedagogia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, considerando os temas que selecionou ou silenciou nos seus programas de ensino, os seus atores e sua produção teórica. Além disso, a tese fez uma incursão na década de 90 objetivando verificar a situação dessa disciplina a partir da pós-graduação, enfocando basicamente o programa de pós-graduação em Filosofia da Educação da PUC-SP, os debates ocorridos no Grupo de Trabalho em Filosofia da Educação da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), das suas pesquisas, eventos e veículos de divulgação. Teoricamente a investigação apoiou-se nos estudos históricos e sociológicos que possibilitam compreender o itinerário das disciplinas, tais como os de André Chervel, Ivor Goodson, Tomaz Popckewitz e outros. Ao longo das décadas de 40 a 80, a Filosofia da Educação apresentou-se como uma disciplina sempre atrelada a uma filosofia dominante: tomista, fenomenológica e dialética em torno das quais ela construiu sua identidade. Na década de 90 observou-se a inexistência de uma orientação filosófica dominante, a reedição de temas enfocados nas décadas anteriores, a limitação dos espaços de atuação e expressão da Filosofia da Educação sugerindo, em vista disso, a necessidade da área operar uma releitura de si mesma no sentido de retomar sua própria história como caminho para a construção de novos projetos. Palavras chave: filosofia da educação – história – disciplina – programas – Pontifícia Universidade Católica. Tracks and themes of philosophy discipline of education from PUC-SP. PhD Dissertation in Education, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2002. This research was intended to historically rebuild the journey of the Philosophy of Education subject in the field of Pedagogy of the Pontiff Catholic University of São Paulo (PUC-SP), among the decades of 40’s to 80’s considering the themes that selected or silenced in its programs of teaching, its actors and its theoretical production. Besides, the thesis makes an incursion in the 90’s, having as a goal to verify the situation of this subject from the post-graduation, focusing basically the program of post-graduation in Philosophy of Education of PUC-SP, the debates occurred in the Group of Work in Philosophy of Education of the National Association of Post-Graduation and Research in Education (ANPEd), of its researches, events and vehicles of divulgation. Theoretically, the investigation was supported in the historical and sociological studies that make possible to understand of the itinerary of the subjects, such as André Chervel’s, Ivor Goodson’s, Tomaz Popckewitz and others. During the decades of 40’s and 80’s, the Philosophy of Education was always presented as a subject attached to a dominant philosophy: tomistical, phenomenological and dialectical around which it built its identity. In the decade of 90’s it was observed the unexistence of a dominant philosophical orientation, the re-edition of themes focused in the earlier decades, the limitation of spaces of performance and expression of the Philosophy of Education, suggesting, because of this, the necessity of the area to operate a re-reading of itself in order to recover its own history as means for the construction of new projects.

Um Estudo sobre o Tráfico de Mulheres para Fins de Exploração Sexual: O Encontro entre Estado e ONGs na Construção de uma Política Pública. Dissertação de mestrado em Ciência Política. Universidade Federal Fluminense. Niterói, RJ, 2010. .

Danielle de Carvalho Vallim

O tráfico de mulheres para fins de exploração sexual é um tema complexo e ainda pouco abordado na comunidade acadêmica. Milhares de brasileiras são traficadas anualmente como vítimas da exploração sexual. No Brasil, após o ano de 2004 – quando o Estado brasileiro ratificou ao Protocolo de Palermo – iniciou-se o processo de criação de políticas públicas de enfrentamento ao tráfico de mulheres, como a Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e o Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Juntamente com esse processo, surgiram também uma série de ONGs voltadas ao enfrentamento ao tráfico de mulheres para fins de exploração sexual. A partir de pesquisa de campo, analiso a relação entre Estado x ONGs através de suas reais intenções e projetos políticos.  De um lado, o Estado, representando interesses conservadores, preocupado em atender aos interesses de uma economia capitalista e a criar medidas que possam suprir as reivindicações da ONU e dos países europeus de conter o número de brasileiras se prostituindo na Europa e não exatamente em oferecer uma real atenção a este problema. E de outro, o papel das ONGs: preocupadas em desenvolver trabalhos que prestem  assistência a mulheres vítimas do tráfico e  voltadas a busca pela garantia de justiça social nas políticas de enfrentamento. No entanto, ainda que Estado e ONGs tenham posições antagônicas e vontades políticas divergentes, são interdependentes na medida em que um precisa do outro para o desenvolvimento de suas ações. Palavras-chave: Tráfico de Mulheres, Políticas Públicas, Democracia Participativa, Migração. A Study on Women Trafficking for Sexual Exploitation: The Encounter between the State and NGOs in Building a Public Policy. Masters in Political Science. Universidade Federal Fluminense. Niterói, Brazil, 2010. Danielle de Carvalho Vallim The traffic of women for sexual exploration is a complex subject and is still not dealt with in the academic community. Millions of Brazilian women are trafficked annually as victims of sexual exploration. In Brazil, since 2004 – when Brazil ratified the Protocol of Palermo – started the creation of public politics of confrontation of the traffic of women, like the “Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas” and “Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas”. Together with this process emerged also a series of NGOs instituted to combat the traffic of women to end the sexual exploration. Starting with the research, I analyzed the relationship between Brazil and the NGOs – their real intentions and political projects. On one side Brazil, representing the neo-liberal projects, concerned to attend to the interests of a capitalist economy and to create measures that are able to supply the demands of the UN and of the European countries to stop the migration of Brazilian women to be prostitutes in Europe, and not exactly to offer a real solution to this problem. And on the other side, NGOs concern is to develop programs that give assistance to women victims of traffic, and searching for the guarantee of social justice in the politics of confrontation. However, Brazil and the NGOs still have opposite positions, but are interdependent because one needs the other for the development of their programs. Key-words:  Women Trafficking; Public Policy; Democratic Participation; Migration.   http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.do?select_action=&co_autor=127846)

Uma etnografia do bar e do laboratório policial: saberes nativos e periciais sobre consumo de cocaína. (Título provisório). Tese de Doutorado em Antropologia, Universidade Federal Fluminense (Previsão de conclusão: outubro de 2017).

Victor Cesar Torres de Mello Rangel

Meu projeto de doutorado tem por objetivo analisar diferentes discursos e conhecimentos sobre o consumo de cocaína e vício. Nesse sentido, a proposta é analisar duas diferentes representações sobre o assunto: uma produzida através de usuários de cocaína e, por outro lado, outra construída a partir dos peritos criminais das policias civil e federal. Em relação ao primeiro ponto, pretendo analisar o universo dos usuários de cocaína, seus conhecimentos sobre a substância e os discursos diretamente relacionados a esta. Formas de uso, locais de compra, diferentes qualidades, com quem e onde usar, controle da quantidade, problemas com a polícia e justiça e suas classificações sobre vício e uso recreativo da cocaína são pontos a serem analisados. Iniciei a pesquisa em um bar localizado na região norte da cidade de Niterói, local que reúne muitos usuários da droga. Procuro analisar, nessa primeira parte do trabalho, como os consumidores de cocaína diferenciam-se a partir dos grupos que frequentam o bar e como são estigmatizados “para dentro” e “para fora” desse universo de consumo. De modo comparativo e contrastivo a essas construções nativas, analiso as técnicas e saberes sobre cocaína nos laboratórios de análise de entorpecentes da polícia civil e da polícia federal. Realizei uma etnografia juntos aos peritos criminais no Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro e no laboratório da Polícia Federal.


An ethnography of the bar and the police laboratory: native and expert knowledge about cocaine use. (Working title). Doctoral Thesis in Anthropology, Universidade Federal Fluminense (expected conclusion: October, 2017).

My doctoral project aims to analyze different discourses and knowledge about cocaine use and addiction. In this sense, the proposal is to analyze two different representations on the subject: one produced through users of cocaine and, on the other hand, another constructed from the criminal experts of the civil and federal police. Regarding the first point, I intend to analyze the universe of cocaine users, their knowledge about the substance and the discourses directly related to it. Forms of use, places of purchase, different qualities, with whom and where to use, quantity control, problems with police and justice, and their classifications of addiction and recreational use of cocaine are points to be analyzed. I started the research in a bar located in the northern part of the city of Niteroi, a place that brings together many drug users. I try to analyze, in this first part of the work, how the cocaine consumers differentiate themselves from the groups that attend the bar and how they are stigmatized “in” and “out” of this universe of consumption.  In a comparative and contrastive way to these native constructions, I analyze the techniques and knowledge about cocaine in the laboratories of analysis of narcotics of the civil police and the federal police. I carried out an ethnography together with the criminal experts at the Institute of Criminalistics of the Civil Police of the State of Rio de Janeiro and at the laboratory of the Federal Police.

Uma etnografia dos procedimentos terapêuticos e dos cuidados com a saúde das famílias Karipuna. Dissertação de Mestrado, USP, 2001.

Laércio Fidelis Dias

Esta dissertação analisa os procedimentos terapêuticos dos Karipuna das áreas indígenas Uaçá e Juminã e os contextos em que estes procedimentos são produzidos. O objetivo é compreender a construção do itinerário terapêutico de uma população indígena cujas de cura englobam conhecimentos de medicina popular, biomédicos, saberes xamânicos, católicos e evangélicos. A análise empregada considera os episódios concretos de doença e infortúnios reconhecidos e narrados pelos próprios Karipuna, e segue as diferentes escolhas terapêuticas do paciente, de tratamentos familiares com remédios caseiros à base de ervas, passando pela consulta aos membros da família ou comunidade, até os diferentes especialistas.

Una exploración acerca de los aspectos psicoterapéuticos de las ceremonias del Santo Daime en el Reino Unido. Maestría en Psicoterapia Humanista Integrativa, Middlesex Univeristy, 2002.

Manuel Villaescusa

El objetivo de esta investigación es estudiar el uso de ayahuasca entre los participantes en rituales organizados en Londres por el Santo Daime, una organización religiosa originaria del Brasil. La ayahuasca es una preparación psicoactiva vegetal que ha sido usada con fines espirituales y de sanación por los nativos del Amazonas desde su prehistoria. A principios del siglo pasado, una organización religiosa basada en el uso de ayahuasca apareció en Brasil: el Santo Daime. Es ahora una organización reconocida con miles de miembros, y se ha ido expandiendo durante las últimas décadas por el mundo occidental, incluyendo el Reino Unido. El objetivo de este estudio es alcanzar una mayor comprensión de los efectos psicológicos en occidentales de participar en estos rituales amazónicos. Mi intención es identificar y analizar, usando métodos de investigación cualitativos y una perspectiva psicológica humanista, posibles aspectos psicoterapéuticos presentes en los rituales del Santo Daime.

Uso de drogas: substâncias, sujeitos e eventos. Tese de Doutorado em Ciências Sociais, Unicamp, 2013.

Mauricio Fiore

Assumindo o pressupostode que o uso de algumas substâncias psicoativas, que se convencionou chamar de drogas, é um fenômeno ancestral alçado à condição de problema social recentemente por meio de um dispositivo de incitação e repressão, essa tese buscou investigar o uso dessas drogas por meio de longas trajetórias empíricas de consumo. A pesquisa, de natureza autoetnográfica, teve como recorte as trajetórias de dois grupos de afinidade do autor – o grupo da rua e o grupo da universidade – que compartilham, entre continuidades e rupturas, o consumo de drogas psicoativas lícitas e ilícitas há cerca de duas décadas. A investigação buscou analisar o fenômeno do uso de drogas a partir de três chaves analíticas: as substâncias, descritas a partir de seus agenciamentos químicos, materiais e sociais peculiares; os sujeitos, tomados a partir das trajetórias pessoais e coletivas de uso de drogas e de seus posicionamentos no interior do dispositivo; e os eventos, descrições narrativas de algumas situações coletivas de uso de drogas com o objetivos de detalhar os conteúdos emocionais e as práticas de sociabilidade que marcaram a experiência dos sujeitos. Uso de drogas: substâncias, sujeitos e eventos. PhD in Social Sciences, Unicamp, 2013 Based on the assumption that the use of some psychoactive substances, so-called drugs, is an ancient phenomenon recently converted into a social problem through dispositief of repression and instigation, this thesis investigates the use of these drugs by the analysis of long consumption trajectories. The auto-ethnographic research analyses trajectories within two groups that are close to the author – the street group and the university group – which have been sharing the consumption of licit and illicit psychoactive drugs for almost two decades. The study aimed to analyze the phenomenon of drug use from three analytical keys: the substances, described from its peculiar chemical, physical and social assemblages; subjects, taken from personal and collective trajectories of drug use and their positions within the arrangement; and events, narrative descriptions of some collective situations of drug use which aim to detail emotional content and practices of sociability that marked the subjects‟ experience.  Link: http://www.neip.info/downloads/Fiore_Drogas_Sujeitos_2013.pdf

Usuários de Crack, Instituições e modos de subjetivação: estudo das práticas e da eficácia terapêutica em uma comunidade terapêutica religiosa (RN). 2014. 156 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.

Andréa Lúcia Vasconcellos de Aguiar

Esta pesquisa antropológica tem como meta principal apreender os significados e as percepções – modo de subjetivação – do usuário de crack em relação às propostas das Comunidades Terapêuticas (CT) de caráter religioso. O trabalho prioriza a análise das comunidades terapêuticas do estado do Rio Grande do Norte, estudando uma organização em particular, chamada Anzóis da Dor. Faço análise dos dados de cunho qualitativo, privilegiando a análise dos conteúdos de discursos e da observação das interações sociais, o que resulta em um texto etnográfico, caracterizado por uma descrição densa. Dentre os objetivos específicos busca-se apresentar um panorama do surgimento e desenvolvimento das comunidades terapêuticas, abarcando considerações gerais e locais, e apontar a dinâmica dos sistemas religiosos de cura dessas instituições, além dos princípios que os norteiam. Em termos metodológicos, foram realizados mapeamento parcial das comunidades terapêuticas situadas no Rio Grande do Norte; entrevista com coordenadores das comunidades terapêuticas visitadas; observação participante em uma dessas instituições; entrevistas com usuários de crack e pessoas próximas desses agentes sociais a respeito das comunidades terapêuticas e do tratamento por elas ofertado.

Palavras-chave: Comunidade Terapêutica. Drogas. Subjetividade.

Crack users, institutions, modes of subjetification: a study about the practices and therapeutical efficacy in a Religious Therapeutical comunity in Rio Grande do Norte-Brasil. 2014. 156 f. Thesis (Masters Degree) – Social Anthropology Course , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.

This anthropological research has as main goal to grasp the meanings and perceptions – mode of subjectivity – of crack users in relation to the proposals of Therapeutic Communities (TC) of religious character. The work emphasizes the analysis of Therapeutic Communities of Rio Grande do Norte state, studying a particular organization, called Anzóis da Dor. I intend to analyze qualitative data, focusing on an analysis of the discursive content of speeches and the observation of social interaction, which results in an ethnographic text characterized by a dense description. In relation to the dissertation’s specific goals, we seek to present a general overview of the emergence and development of Therapeutic Communities – encompassing general and local considerations – and pointing out to the dynamics of religious healing systems of these institutions, besides the principles that guide them. In methodological terms, I conducted the partial mapping of therapeutic communities located in Rio Grande do Norte state; interviews with Therapeutic Communities coordinators, visits, participant observation in one of these institutions as well as some interviews with crack users and people close to these social agents in relation to the Therapeutic Communities and the treatment offered by them.

Keywords: Therapeutic community. Drugs. Subjectivity.

Vida de Crack na Cidade Maravilhosa: Uma análise sobre o Uso de Crack no Rio de Janeiro. Tese de Doutorado em Saúde Coletiva. Universidade do Estado do Rio de Janeiro (previsão de conclusão: março de 2015). .

Danielle de Carvalho Vallim

Esta pesquisa realiza uma análise sociocultural do consumo de crack no Rio de Janeiro através de um estudo sobre os principais elementos que configuram a dinâmica de uso no município: o usuário de crack; a dinâmica territorial e distribuição sócio-espacial das cenas de uso; e as políticas públicas que estão sendo implementadas. O consumo de crack determina a produção de uma nova população – os usuários de crack, e produz uma reestruturação territorial em função do surgimento de diversas cenas de uso em diferentes locais da cidade. Por isso, como forma de identificar e analisar o contexto sócio cultural deste grupo e o processo de vulnerabilidade em que estão inseridos realizo uma pesquisa etnográfica com usuários de crack em cracolândias e cenas de uso do município. Além disso, a ocupação de territórios voltados para o uso do crack configura uma nova dinâmica geopolítica e sóciocultural  na cidade do Rio de Janeiro através do surgimento de cracolândias e cenas de uso. Sendo assim, realizo uma pesquisa de campo nestes locais procurando identificar como e que tipo de relações são estabelecidas, juntamente com a nova definição de ocupação de territórios utilizados para o consumo da droga. Seguindo este direcionamento, acompanho a implementação de políticas públicas municipais de atenção ao usuário, sendo estes o “Consultório de Rua” e as ações repressivas de cunho higienista, tais como: “Choque de Ordem”,“Resolução nº 20 (Internação Compulsória)”, se propondo a identificar a eficácia destas ações articulada às reais intenções políticas. Palavras Chave: Crack; Usuário; Etnografia; Políticas Públicas; Rio de Janeiro. Lives of Crack in the Wonderful City: an Analysis on the Use of Crack in Rio de Janeiro. PhD Dissertation in Public Health.  Universidade do Estado do Rio de Janeiro (antecipated conclusion: march 2015). Danielle de Carvalho Vallim This research conducts an analysis of sociocultural crack consumption in Rio de Janeiro through a study of the main elements that shape the dynamics of use in the city: the crack users; the territorial dynamics and the spatial distribution of the drug scenes in the city; and public policies that are being implemented. The consumption of crack determines the production of a new population – crack users – and produces a new territorial reorganization due to the emergence of several drug scenes in different locations around the city. Therefore, in order to identify and analyze the socio cultural group and this process of vulnerability that they are inserted, I conduct an ethnographic research with crack users in ‘cracolândias’ and drug scenes in the city. Moreover, the occupation of territories facing crack use sets a new geopolitical and sociocultural dynamics in the city of Rio de Janeiro through the emergence of ‘cracolândias’ and drug scenes. Therefore, I perform a field research on these sites trying to identify how and what kind of relationships are established, along with the new definition and occupation of territories used for drug consumption. Under this direction, I follow the implementation of municipal public policies of attention to the users, which is the “Street Clinics”, and repressive and hygienist actions such as “Shock of Order” and “Resolution No. 20 (Admission Compulsory)”. In this sense, what is proposed is to identify the effectiveness of these articulated actions to the actual policies intentions. Key-words: Crack; Crack Users; Ethnography; Public Police; Rio de Janeiro.

‘Na Casa do Mestre:’ História, Discurso e Ritual no Acre, Brasil.. Tese de Doutorado em Antropologia, Universidade de Virgínia, EUA, 2014.

Matthew Meyer

As “religiões ayahuasqueiras brasileiras,” como passaram a ser conhecidas desde a publicação da importante coleção editada por Labate e Araújo (2002), são um conglomerado de associações que surgiram na segunda metade do século 20, a partir da experiência brasileira do boom da borracha na Amazônia. Desde os anos 70, esses grupos se tornaram cada vez mais presentes no discurso nacional brasileiro bem como no discurso internacional, uma vez que algumas delas se expandiram para além da Amazônia. O discurso sobre esses grupos tem focalizado duas noções conexas do ponto de vista temático. A mais importante dessas é a ingestão da ayahuasca, um “chá” psicoativo preparado a partir de duas plantas nativas amplamente usadas em contextos indígenas e de emigrantes na Amazônia e que é fortemente marcado por suas origens culturais e geográficas. A outra noção, especialmente proeminente no caso do Santo Daime (o mais amplamente conhecido desses grupos), são os aspectos contraculturais e New Age da identidade do grupo. O foco dessa tese recai sobre o Alto Santo, o nome pelo qual o primeiro centro daimista do Brasil é conhecido. Baseia-se em quinze meses de trabalho de campo no Alto Santo e na região entre 2002 e 2007. O Alto Santo localiza-se em um bairro rural da periferia de Rio Branco, capital do estado do Acre, que faz fronteira com o Peru e Bolívia, na porção mais ocidental da Amazônia brasileira. Os daimistas do Alto Santo consideram a adoção do Santo Daime por brasileiros da contracultura, normalmente da classe média do sudeste, como uma usurpação que perturba a rede de negociações locais que foram feitas pelo fundador do centro, Raimundo Irineu Serra, desde o início de seu trabalho com a ayahuasca na década de 1930 até sua morte em 1971. De especial preocupação para eles, dada a ênfase daimista na reforma moral e na participação cívica, é o perigo de a ayahuasca ser profanada por meio de uma associação com drogas da contracultura. (A ayahuasca contém DMT, uma substância proibida de acordo com a legislação internacional). Os três primeiros capítulos da tese analisam o processo pelo qual a ayahuasca, rebatizada de “Daime”, foi simbolicamente trazida da floresta para a cidade, transformada para uso “civilizado” e incorporada na “casa” de Irineu Serra. Este fato, argumento, foi um evento novo na história do uso emigrante da ayahuasca na Amazônia. Conforme demonstra a tese, o estabelecimento bem sucedido da “Casa do Mestre” envolveu múltiplas mediações por Irineu Serra, como um “grande homem” brasileiro, das “suas” relações pessoais com autoridades locais, associações esotéricas internacionais, a nação brasileira de modo geral e os poderes (cristianizados) espirituais da floresta. Analiso esse processo basicamente por meio do modelo de Roberto Da Matta de um “sistema ritual” brasileiro, no qual a casa, hierarquicamente ordenada, é a forma mais importante da sociabilidade brasileira, complementada pelo espaço despersonalizado da “rua” e do “outro mundo” transcendente. Os dois capítulos finais lidam como o ritual do Alto Santo, mostrando como ele é moldado pelo discurso sobre o advento da Doutrina de Irineu Serra na sociedade acreana. O processo de feitio que produz o Daime é analisado pela sua significância material para a prática do Alto Santo, bem como pelo que contribui, do ponto de vista discursivo, como o condutor por meio do qual o poder da floresta é traduzido para o ambiente de culto para uso no “trabalho espiritual” daimista. Esse trabalho espiritual, concebido de acordo como ideias esotéricas a respeito de intencionalidade e comunicação vibracional à distância, torna-se mais visível no desempenho coletivo dos corpos de hinos nos dias das festas católicas. O capítulo final examina o discurso sobre os hinos, usando o conceito de “entextualização” ao mostrar como eles, juntamente com os traços formais dos próprios hinos, fundamentam a experiência ritual daimista do canto dos hinos como uma confrontação, na presença da lei divina, de nossas desventuras morais. “In the Master’s House”: History, discourse, and ritual in Acre, Brazil. University of Virginia, 2014 Matthew Meyer

The “Brazilian ayahuasca religions,” as they have become known since the publication of the important collection edited by Labate and Araújo (2002), are a congeries of associations that emerged, in the mid‐to‐late 20th century, from the Brazilian experience of the Amazonian rubber boom. Since the 1970s, these groups have become increasingly present in nationwide Brazilian and international discourse as some of them expanded beyond Amazonia. Discourse about these groups has focused on two thematically linked notions. The foremost of these is the ingestion of ayahuasca, a psychoactive “tea” decocted from two native plants that is widely used in indigenous and emigrant contexts in the Amazon, and which is strongly marked by its cultural and geographic origins. The other notion, particularly prominent in the case of Santo Daime (the most widely known of these groups), is the New Age and countercultural aspects of the groups’ identity. The focus of this dissertation is on Alto Santo, the name by which the first Daimista center in Brazil is known. It is based on 15 months of fieldwork at Alto Santo and in the region between 2002 and 2007. Alto Santo is located in a rural neighborhood on the periphery of Rio Branco, capital of Acre state, which borders Peru and Bolivia in the westernmost portion of Amazonian Brazil. Daimistas at Alto Santo regard the adoption of Santo Daime by countercultural, usually middle‐class southern Brazilians as a usurpation that upset the web of local negotiations that were navigated by the center’s founder, Raimundo Irineu Serra, from the beginning of his work with ayahuasca in the 1930s to his death in 1971. Of especial concern to them, given the Daimista emphasis on moral reform and civic participation, is the danger of ayahuasca’s being profaned by association with countercultural drugs. (Ayahuasca contains DMT, a “scheduled” substance under international law.)

 

The dissertation’s first three chapters analyze the process by which ayahuasca, rebaptized as “Daime,” was symbolically brought from the forest to the town, made fitting for “civilized” use, and incorporated within Irineu Serra’s “house” (casa). This, I argue, was a novel event in the history of emigrant ayahuasca use in Amazonia. As the dissertation shows, the successful establishment of the “Master’s House” involved multiple mediations by Irineu Serra, as a Brazilian “big man,” of “his” people’s relations with local officials, international esoteric associations, the Brazilian nation at large, and the (Christianized) spiritual powers of the forest. I view this process primarily through the lens of Roberto Da Matta’s model of a Brazilian “ritual system,” in which the hierarchically‐ordered casa is the preeminent form of Brazilian sociality, complemented by the depersonalized space of the “street” (rua) and the transcendent “other world” (outro mundo). The final two chapters treat Alto Santo ritual, showing how it is framed by discourse about the advent of Irineu Serra’s Doutrina (“doctrine”) in Acrean society. The feitio (“making”) process that produces Daime is analyzed for its material significance to Alto Santo practice, as well as for what it contributes discursively, as the conduit by which the forest’s power is translated to the worship hall for use in Daimista “spiritual work.” This spiritual work, conceived in accordance with esotericist ideas about intentionality and vibrational communication at a distance, is most visible in the collective performance of corpuses of hymns on Catholic feast days. The final chapter examines discourse about the hymns, using the concept of “entextualization” in showing how it, together with the formal features of the hymns themselves, supports Daimista ritual experience of hymn‐singing as a confrontation, in the presence of divine law, with one’s moral misadventures.

http://www.neip.info/downloads/M_House_A_Santo_2014.pdf

“Beber na Fonte”: adesão e transformação na União do Vegetal. Tese de Doutorado em Antropologia Social, UnB, 2010.

Rosa Virgínia Melo

A proposta de analisar o culto ayahuasqueiro na União do Vegetal aciona jogos metonímicos entre êxtase e disciplina operados pelo discurso de legitimação do sacramento: a burracheira. A adesão ao grupo é analisada na circulação de bens contidos no dom do êxtase e no contradom do associativismo transformado em disciplina do comportamento. Ajustes dos diferentes níveis de adesão são efetuados na categoria do “grau”, mediador da eficácia simbólica da hierarquia recobre a experiência extática. “Beber na Fonte”: adesão e transformação na União do Vegetal. PhD Dissertation in Anthropology, UnB, 2010. The analysis of the cult of ayahuasca of the União do Vegetal incorporates metonymic games between ecstasy and discipline, put into play by the discourse of legitimization of the sacrament of the burracheira. Adherence to the group is analyzed through the circulation of goods contained within the reciprocal transaction of ecstasy and associationism, transformed into behavioral discipline. (Re)adjustments within the different levels of membership are effected through the category of “degree,” a mediator of symbolic efficacy of the hierarchy that covers the ecstatic experience.

“Do crack à terra prometida” – Guerra às drogas, pacificação pela fé e produção de subjetividades. Tese de Doutorado em Ciências Sociais. Doutorado em andamento pela PUC-RIO, Rio de Janeiro (previsão de conclusão: ano 2017)

Beatriz Brandão

A tese se pauta na tentativa trazer luz sobre questões relacionadas a tríade interno-espaço-droga num cenário de guerra às drogas. Verifica-se como o discurso proibicionista tende a não problematizar diversas questões relacionadas às drogas e seus usos, como também, a criminalizar o usuário. Dentro da lógica de estratificação das drogas, o crack, especificamente, encontra-se numa posição subjacente e carregada de fortes estigmas discriminatórios. Restam aos usuários do crack poucos espaços de acolhimento (materiais e simbólicos) e um dos que os aceitam são os centros de recuperação religiosos. Esses, normalmente, possuem a premissa da abstinência, cujo afastamento total da droga é o único caminho para a “pacificação” do corpo, mente e espírito. Nessa perspectiva, objetiva-se a análise das problemáticas que envolvem o interno, traduzidas na interpretação dos processos de sua identidade, de sua trajetória precedente, de sua relação com a droga, dos panoramas singulares que os levaram à internação em uma instituição religiosa, de como vivencia o cotidiano da recuperação e como lida com a antiga liberdade do uso em detrimento da situação presente de total abstinência, ainda tendo que formar expectativas para o percurso pós-internação. Dentro desse cenário, como viés condutor do estudo, está presente a investigação sobre como se dá a ação do crack, como a droga é vista pelos internos, como se nivela frente a outras drogas e quais os diferenciais – objetivos e subjetivos – para o tratamento de seus ex-usuários. Portanto, apesar de possuir muitas frentes de análise, é possível sintetizar o objetivo na seguinte ideia: analisar como se estabelece a relação triangular entre interno-espaço-droga em um território com autogestão institucional.

Palavras – Chave: Drogas; Crack; Pacificação; Subjetividade

“From the crack to the promised land” – War on drugs, pacification through faith and production of subjectivities. Doctoral Thesis in Social Sciences. Doctorate in progress at PUC-RIO, Rio de Janeiro (expected completion: 2017)

The thesis is guided in an attempt to bring light on issues related to internee -space-drug triad in a drug war scenario. It can be seen as the prohibitionist discourse tends not to discuss various issues related to drugs and their uses, but also to criminalize the user. Within the drug layering logic, crack, in particular, is in an underlying position and loaded with strong discriminatory stigmas. Remaining users of crack few spaces host (material and symbolic) and one that accept them are religious recovery centers. These usually have the premise of abstinence, the total clearance of the drug is the only way for the “pacification” of the body, mind and spirit. From this perspective, the objective is the analysis of problems involving the internee, translated in interpreting the processes of their identity, from his previous career, his relationship with the drug, the unique panoramas that led to admission in a religious institution, of how experiences the recovery of daily life and how to deal with the old freedom of use at the expense of total abstinence present situation, even having to form expectations for post-hospital route. In this scenario, as driver bias of the study, is this research on how is the crack of action, as the drug is viewed by internal, as if levels compared to other drugs and what the differences – objective and subjective – for treatment of their former users. Therefore, despite having many fronts analysis, it is possible to synthesize the goal in the following idea: to analyze how to establish the triangular relationship between inner-space-drug in a territory with institutional self-management.
Keywords: Drugs; crack; pacification; subjectivity

“Fazendo o Doze na Pista, um estudo de caso do mercado ilegal de drogas na classe média”. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ, 2008.

Carolina Christoph Grillo

Nesta dissertação são apresentados os resultados de uma pesquisa de campo realizada com traficantes de classe média do Rio de Janeiro e Niterói, com idades entre os vinte e os trinta e cinco anos. Os dados foram colhidos através da observação participante e de entrevistas informais realizadas com traficantes em liberdade, dos quais a pesquisadora se aproximou, acionando redes de relações a partir do conhecimento, anterior à pesquisa, de vários dos informantes estudados. As análises debruçam-se sobre os casos coletados e sobre o discurso dos traficantes com os quais foi possível conversar, buscando elucidar a dinâmica do mercado ilegal de drogas praticado por jovens de classe média, bem como compreender os sistemas de referências compartilhados pelos mesmos, desenhando gradualmente um estilo de vida. O contraponto com as redes do tráfico operantes nas aglomerações de moradia de baixa renda permite conceber o chamado tráfico “da pista” ou “do asfalto” enquanto uma modalidade particular desse mercado, caracterizada por uma sociabilidade própria. São identificadas as formas de organização, hierarquia e implantação territorial em que a rede estudada funciona, apontando as circunstâncias sob as quais é possível a manutenção de uma “sociabilidade normalizada” em torno do comércio ilegal de drogas, caracterizada pelo o repúdio ao uso da violência na resolução dos conflitos. A descrição da circulação da confiança, dos interesses, do crédito e do prestígio completa o estudo de caso apresentado que trata de objeto ainda pouco explorado pelas ciências sociais, no Brasil. “Fazendo o Doze na Pista: A case study on the middle class illegal drug market”. Master of Arts in Sociology and Antropology, PPGSA/IFCS/UFRJ, 2008. Carolina Christoph Grillo In this essay, there are presented the results from a field research accomplished among middle class drug dealers from Rio de Janeiro and Niterói, with ages ranging from twenty to thirty-five years old, approximately. The data was gathered through participant observation and informal interviews with drug dealers in liberty, to which the researcher approached herself by activating networks of relations through previous acquaintance with many of the studied informers. This analysis focuses on the collected cases and on the discourse obtained from the dealers with whom it was possible to have a conversation with, seeking to clear out the commercial dynamics found in the illegal drugs market practiced by the middle class youth, as well as to comprehend their shared reference systems, gradually drawing out a life style. The counterpoint with the traffic networks operating in the low income residence clusters allow us to conceive the so called “asphalt” traffic as a particular modality in this market, characterized by it’s own sociability. The organizational, hierarchical and territorial implantation forms by which the studied network functions are identified, pointing out the circumstances under which it is possible to maintain a “normalized sociability” around the illegal drugs commerce, characterized by the disavowing of the use of violence as a mean to solve conflicts. The description of the trust, interests, credit and prestige circulation completes the presented case study which refers to an object yet little explored by the social sciences, in Brazil.

“La planta le va a decir al cuerpo”: Diálogos com mulheres vegetalistas que cuidam e curam em contexto de “turismo vivencial” na Amazônia peruana. Dissertação de Doutorado em Antropologia Social, UnB (previsão: março 2015). .

Ana Gretel Echazú Böschemeier

Levando em consideração que os rituais que envolvem o uso da bebida psicoativa ayahuasca têm sido apropriados e ressignificados por diversas instituições – tanto religiosas quanto não religiosas – em diversos países do mundo, e o crescimento do uso de ayahuasca vinculado a formas espiritualizadas de terapêutica (próximas ao campo dos saberes da cultura da nova era), construiremos hipóteses, etnograficamente testadas, que nos levem a compreender as formas sociais específicas que esse fenômeno está adquirindo no campo da Amazônia peruana. No percurso dessa pesquisa serão relatadas e analisadas uma série de trajetórias de pessoas que procuram espaços onde esteja envolvido o uso ritual de ayahuasca em locais tanto urbanos quanto peri-urbanos da Amazônia do Peru.  O foco será nas histórias de vida de mulheres xamãs, e em como elas conectam aspectos corporais da prática vegetalista, assim como a sua própria vida reprodutiva com o próprio labor de curandeiras.      “La planta le va a decir al cuerpo (The plant is going to tell the body)”: Dialogues with vegetalista women that care and cure in “turismo vivencial” context – Peruvian Amazon. PhD Dissertation in Social Anthropology, University of Brasília (expected conclusion: March 2015).   Considering that rituals involving the psychoactive beverage ayahuasca have been appropriated and reinterpreted by various institutions – both religious and nonreligious – in several countries of the world, and in light of the growing use of ayahuasca linked to spiritual forms of therapy (bound to the field of knowledge of the new age culture) we seek to formulate hypotheses, and to test them ethnographically, with the aim of understanding the specific social forms that this phenomenon is acquiring in urban and peri-urban areas in the Peruvian Amazon. The focus will be on life stories of shaman women, and how they connect spiritual and corporal aspects of vegetalista practice, as well as their own reproductive life and their labor as healers.    

“Matar o morto”: a construção institucional de mortos no Instituto Médico-Legal do Rio de Janeiro. Dissertação de mestrado em Antropologia, Universidade Federal Fluminense, 2012.

Flavia Medeiros

Esta dissertação aborda os processos de construção institucional de um morto no Instituto Médico-Legal do Rio de Janeiro – IML, destacando as relações sociais ativadas a partir dos procedimentos burocráticos realizados pelos policiais civis em relação aos cadáveres. Busca identificar como auxiliares e técnicos de necrópsia, papiloscopistas, peritos médico-legais e outros funcionários do IML interagem entre si e com os mortos seja através da burocracia público-estatal, seja através de procedimentos de identificação e exames necroscópicos, ou pelos sentidos e sentimentos envolvidos na relação cotidiana de trabalho com os cadáveres. Dessa maneira, pretende-se elucidar como corpos sem vida são construídos enquanto pessoas sem vida e como cotidianamente se dá essa construção.
As questões tratadas nesta dissertação, fruto de pesquisa etnográfica, estão estruturadas a partir da representação, das práticas e das narrativas daqueles que trabalham na instituição e de suas relações com os vivos e os mortos.

Palavras-chave: Mortos – Medicina-Legal – Burocracia Cartorial – Polícia Civil

“Kill the dead: the institucional construction of dreads in Rio de Janeiro Medical-Legal Institute. Master’s thesis in Anthropology, Federal Fluminense University, 2012.

This work discusses the processes of institutional construction of dead in Rio de Janeiro’s Morgue, called Medical-Legal Institute – IML, highlighting the social relationships stimulated by bureaucratic procedures performed by police officers in relation to corpses. It seeks to identify how autopsy assistants and technicians, fingerprints specialist, forensic experts and other IML’s officials interact with the dead, and among themselves, through the public-state’s bureaucracy, either through identification and autopsy examinations, or by the senses and feelings involved during the daily routine in relation to the corpses. Thus, I intend to elucidate how dead bodies are constructed as people without a longer life and how this construction takes place. 
The issues addressed in this thesis, were produced by ethnographic research results, and they are structured considering representation, practices and narratives of those who work inside the institution mentioned above and their relation with the alive and the dead.

Keywords: Dead – Legal Medicine – Bureaucracy – Police

“Me chama pelo nome”: Juventude vulnerável entre muros e esquinas do Rio e de Roma. 2013. 193 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

Beatriz Brandão


Esta dissertação propõe analisar a relação institucional entre dois grupos de jovens abrigados em instituições de acolhimento, nas cidades do Rio de Janeiro e Roma. Por meio de observações participantes e de entrevistas, em que se teve acesso às trajetórias e narrativas dos sujeitos, foi possível apresentar as vias de conflito e proximidade, encontros e desencontros que se dão através das relações concretas entre meninos institucionalizados e corpo técnico do abrigo. Constitui-se numa pesquisa descritiva das singularidades dos dois cenários apresentados, mostrando também alguns pontos de semelhança e diferença entre os minori stranieri non accompagnati em Roma e meninos abrigados provenientes das ruas, bem como meninos vítimas de negligência/violência familiar, no Rio de Janeiro. Dois grupos de jovens diferentes com processos de vida distintos, mas que compartilham o fato de possuírem uma carreira de rupturas; a formação de vínculos frágeis no processo de construção de suas identidades; as vidas tuteladas por uma instituição e por essa se constituir no único meio de associação com o mundo externo formal, seja por via do trabalho ou da adoção de uma família. O objetivo foi, portanto, verificar como se formam os vínculos institucionais e de que modo os jovens abrigados interpretam e questionam a função social do acolhimento em suas vidas e como isso reflete na relação cotidiana com a instituição.

Palavras-chave: Juventude. Acolhimento Institucional. Identidade.


“Call me by my name”: Youth vulnerable between walls and corners of Rio and Rome. 2013. 193 f. Dissertation (Masters in Social Sciences) University of the State of Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, in 2013.

This dissertation aims to analyze the institutional relationship between two groups of youths housed in institutions, in the cities of Rio de Janeiro and Rome. Through observation and interviews, in which they had access to narratives and trajectories of the subjects, it had been possible to show routes of conflict and closeness, and disagreements that occur through the concrete relations between institutionalized children and staff of the shelter. It constitutes a descriptive study of the singularities of the two scenarios presented, showing also some points of similarity and difference between the minori stranieri non accompagnati in Rome and boys sheltered from the streets, and children who are victims of neglect / family violence in Rio de Janeiro. Two groups of young people with different lives, with distinct processes , but that share the fact of their rupture career; the formation of weak links in their identities process of constructing; the lives tutored by an institution and whether these constitute the only means of connection with the world outside formal either through work or adopting a family. The objective was therefore to determine how they form institutional ties and how the youth housed interpret and question the social function of host in their lives and how this reflects on the daily relationship with the institution.

Keywords: Youth. Institutional Shelter. Identity

“Nem tudo é mediável”. A invisibilidade dos conflitos religiosos e as formas de administração judicial de conflitos (mediação e conciliação) no Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado em Antropologia, Universidade Federal Fluminense, 2013.

Victor Cesar Torres de Mello Rangel

Esta dissertação tem o intuito de descrever e analisar o trabalho dos conciliadores em um Juizado Especial Criminal (JECrim) na cidade do Rio de Janeiro e dos mediadores em um JECrim do município de São Gonçalo. Nesse exercício, procuro centrar o olhar para os conflitos envolvendo motivações religiosas. As investigações de campo foram realizadas a partir da “participação observante” (WACQUANT: 2008) nestes dois juizados, tendo em vista que optei por atuar como conciliador e mediador criminal. Para tal, participei do Curso de Formação de Conciliadores e do Curso de Formação de Mediadores oferecidos pela Escola de Administração Judiciária (ESAJ), responsáveis pela formação desses operadores do Direito no Estado do Rio de Janeiro. Procuro analisar como esses juizados são operados e quais os valores, estratégias e códigos de conduta são empregados pelos conciliadores e mediadores na administração dos casos caracterizados como de intolerância religiosa.

“Not everything has mediation”. The invisibility of religious conflicts and the distinct forms of judicial conflict’s management in Rio de Janeiro. Master Dissertation in Anthropology, Universidade Federal Fluminense (expected conclusion: 2017).

This dissertation has the purpose of describe and analyze the work of conciliators in a Special Criminal Court (Juizado Especial Criminal – JECrim) in the city of Rio de Janeiro. Like wise the same goal for the mediators in a JECrim of São Gonçalo. In this exercise, I try to focus at the conflicts involving religious motivations. Field investigations “observant participation” (Wacquant: 2008) were carried in these two courts, during which I acted as a criminal conciliator and mediator. For that, I attended two Training Programs to act as a Conciliator and Mediator, those offered by the School of Judicial Administration (ESAJ). This school is responsible for the formation of these law professionals in the state of Rio de Janeiro. I seek to analyze how these courts (juizados) are operated and what values​​, codes of conduct and strategies employed by conciliators and mediators in the management of cases of religious intolerance.

“Palavra florida: Sobre cantos e viagens entre os mazatecos de Oaxaca, México”. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, Museu Nacional do Rio de Janeiro (UFRJ), 2017.

Ana Paula Lino de Jesus

Esta dissertação apresenta um estudo antropológico de cantos mazatecos executados em espaços ritualísticos onde a doença e a cura, a vida e a morte se cruzam. O trabalho etnográfico se concentrou, especificamente, no município de Huautla de Jiménez e outros municípios próximos, localizados nas zonas média e alta da Serra Madre Oriental (estado mexicano de Oaxaca). Este estudo investiga a importância do canto nas relações com diversas alteridades. Como acontece com o cogumelo psilocíbico, tradicionalmente utilizado pelos indígenas, o canto é algo passível de ser consumido e comercializado. Além da ‘sábia’ mazateca María Sabina, que ficara internacionalmente conhecida por seus cantos e por suas habilidades curativas, mediante a manipulação dos ditos cogumelos, o estrangeiro hippie ou jipiteca, o fiel católico, o pesquisador, o etnopoeta e o psiconauta são incluídos no elenco de uma cenografia que atualmente passa por uma transformação paisagística. A recente conversão de Huautla de Jiménez em “Pueblo Mágico”, propiciada pela secretaria de turismo do governo mexicano, é colocada em debate.

 

“Flowery word: About corners and travels between Mazatecs of Oaxaca, Mexico”. Master Thesis in Social Anthropology, National Museum of Rio de Janeiro (UFRJ), 2017.

This dissertation presents an anthropological study of mazatec songs, performed in ritual spaces where the disease and healing, life and death intersect. The ethnographic work focused, specifically, in the municipality of Huautla de Jimenez and other nearby municipalities, located in the middle and upper areas of the Sierra Madre Oriental (Mexican state of Oaxaca). This study investigates the importance of song in relations with various otherness. As with the psilocybe mushroom traditionally used by indigenous peoples, singing is something that can be consumed and marketed. Besides the ‘wise’ Mazatec Maria Sabina, who had stay known internationally for his songs and for their healing skills by manipulating the said mushrooms, the foreigner, hippie or jipiteca, the Catholic faithful, the researcher, the ethno poet and psychonaut, are included in the cast of one stage design that is currently undergoing a landscape transformation. The recent conversion Jimenez Huautla in “Pueblo Mágico”, favored by tourist office of the Mexican government, is placed under discussion.

 

“Sujeitos do 33”: mercado ilegal das drogas e homicídios na Grande Goiânia. Dissertação de Mestrado em Sociologia, Universidade Federal de Goiânia, 2014.

Guilherme Borges da Silva

A ideia de que a violência urbana se associa ao tráfico de drogas se disseminou por quase toda população goiana. As próprias instituições responsáveis pela segurança pública, por todas as dificuldades na elucidação dos crimes, e a mídia televisiva, principalmente os programas policiais, propagam o discurso de que o aumento das taxas de homicídios nos últimos anos se deve à proliferação do tráfico de drogas na Grande Goiânia. Essas afirmações, quando reproduzidas, alimentam a prática de políticas altamente repressivas de enfrentamento ao tráfico de drogas e, com isso, constroem-se no imaginário social discursos acusatórios que identificam alguns sujeitos como mais predispostos à venda de drogas do que outros. Além disso, os processos acusatórios obscurecem a multiplicidade de arranjos e de indivíduos que estão por trás dessas práticas criminalizadas. E em Goiás não há estudos científicos sobre o tema e, deste modo, a pesquisa aqui apresentada é pioneira em busca de compreender esse fenômeno. Para desenvolver este estudo, realizei uma viagem propositada por meio do método etnográfico, entrevistas em profundidade e, também, analisei prontuários e inquéritos policiais de presos com o objetivo de compreender as dinâmicas de comercialização e os processos de territorialização do mercado ilegal das drogas na Grande Goiânia. Ao mesmo tempo, me empenhei em identificar quem são os sujeitos que estão inseridos nesse mercado e quais os aspectos morais e os sentidos que atribuem a si mesmos e às atividades que praticam. E, por fim, verificar quando a violência, mais especificamente o homicídio, é uma ferramenta regulamentadora utilizada na resolução dos conflitos e dos desacordos comerciais.

Palavras-chave: mercado ilegal das drogas, criminalidade, drogas, homicídios, violência.

Sujeitos do 33” : illegal drug market and homicides in the Greater Goiânia. Master in Sociology, Federal University of Goiânia, 2014.

The idea that urban violence associated with drug trafficking spread for almost the whole population of Goiás. The institutions responsible for public security, for all the difficulties in the investigation of the crimes, and the television media, mostly the police’s TV show, propagate the speech that increased rates of homicides in recent years is due to the proliferation of drug trafficking in the Metropolitan Region of Goiânia. These lines, when reproduced, feed on the practice of punishment’s policies to counter drug trafficking and, with it, build the social imaginary accusatory speeches that identifies some subject as more predisposed to selling drugs than others. In addition, the accusatory process obscures the multiplicity of arrangements and of individuals who are behind these practices criminalized. And in Goiás no scientific studies on the subject and, therefore, the research presented here is a pioneer in the quest for understanding this phenomenon. To develop this study, we conducted a purposeful journey through the ethnographic method, in-depth interviews and analyzed records and police inquests of prisoners in order to understand the dynamics of commercialization and the processes of territorialization of the illegal drug market in the Metropolitan Region of Goiânia. At the same time, committed itself to identify who are the subjects that are entered into this market and what moral aspects and the meanings they attach themselves and criminalized activities that practice. And finally, check when violence, specifically murder, is used as a regulatory tool in conflict resolution and trade disagreements.

Keywords: illegal market of drugs, crime, drugs, homicide, violence.